Mapa de visitantes

domingo, 16 de outubro de 2011

Paróquias, Párocos e Comunidades na Diocese - Jubileu de Ouro - Criação da Prelazia de Abaeté do Tocantins




































































JUBILEU DE OURO: CRIAÇÃO DA PRELAZIA DE ABAETÉ DO TOCANTINS 4

PARTE IV: PARÓQUIAS, NOMES

ESTA É UMA HOMENAGEM PELOS 50 ANOS DA INSTALAÇÃO DA PRELAZIA DE ABAETÉ DO TOCANTINS E A ENORME CONTRIBUIÇÃO ESPIRITUAL E SÓCIO-POLÍTICA QUE O FATO PROPORCIONOU AO TERRITÓRIO DA PRELAZIA. ALGUNS NOMES ESTÃO FALTANDO A LISTA DOS NOMES ELENCADOS, O QUE SERÁ FEITO POSTERIORMENTE. A TODOS OS NOSSOS SINCEROS AGRADECIMENTOS.

CRIAÇÃO DA PRELAZIA: 25/11/1961

PARÓQUIAS DA PRELAZIA OU DIOCESE (Vide acima Anuário Diocesano de 2004):

Acréscimos:
A Prelazia de Abaeté do Tocantins foi criada a 25/11/1961 pela Bula Quandoquidem novae, do Papa João XXIII, desmembrada da Arquidiocese de Belém do Pará e formada pelas terras dos municípios de Abaeté, Acará, Barcarena, Bujaru, Moju e Tomé-Açu, que foram os primeiros municípios abrangidos pela nova prelazia. Em 1982 a Prelazia ganha mais duas paróquias: Tailândia e Vila Concórdia. Atualmente, em 10/2011, já existem outras novas paróquias criadas recentemente.

COMPOSIÇÃO DA DIOCESE EM 1982:
• 11 igrejas paroquiais
• 18 igrejas distritais
• 200 capelas
• 160 lugares de culto
• 2 seminários
• 18 padres atuantes, sendo 5 padres diocesanos, 13 xaverianos, com média de 1 padre para cada 21.000 moradores.

PARÓQUIAS E MUNICÍPIOS EM 1982:
A Diocese abrangia 11 paróquias distribuídas em 8 municipios em 1982:
• Abaetetuba
• Barcarena
• Moju
• Tailândia
• Concórdia do Pará
• Bujaru
• Tomé-Açu
• Acará e as paróquias eram 11.

MUNICÍPIO E PARÓQUIA DE ABAETETUBA
O município de Abaetetuba com 3 paróquias:
• A Paróquia de Abaetetuba-Cidade com 1 Bispo, 5 padres, 12 distritos paroquiais para uma população de 50.000 habitantes.
• A Paróquia de Abaetetuba-Estradas com um padre, 33 comunidades e uma população de 20.000 habitantes.
• A Paróquia de Abaetetuba-Ilhas com um padre, 60 comunidades e uma população de 38.000 habitantes.

PARÓQUIAS DA DIOCESE EM 1993:
Em 1993 a Diocese de Abaetetuba já abrigava 10 paróquias: 3 na cidade de Abaetetuba e as paróquias de Acará, Barcarena, Bujaru, Moju, Tomé-Açu, Concórdia do Para e Tailândia.
• Abaetetuba: Paróquia Nossa Senhora da Conceição, fundada em 1754.
• Acará: Paróquia de São José, fundada em 1758.
• Barcarena: Paróquia de São Francisco Xavier, fundada em 1758.
• Bujaru: Paróquia de San’Ana, fundada em 1758.
• Moju: Paróquia do Divino Espírito Santo, fundada em 1868.
• Tomé-Açu: Paróquia de Santa Maria, fundada em 1962.
• Região das Ilhas de Abaetetuba: Paróquia Nossa Senhora Rainha da Paz, fundada em 8/9/1987.
• Concórdia do Pará: Paróquia São Pedro, fundada em 19...
• Tailândia: Paróquia de São Francisco de Assis, fundada em...
Quase paróquias:
• Região das Estradas de Abaetetuba: Paróquia São Paulo.
• Vila de Conde: Paróquia.
PARÓQUIA DE ABAETÉ
Histórico:
• A devoção à Nossa S. da Conceição, que vem desde o longínquo ano de 1724 nos tempos da Povoação de Nossa S. da Conceição de Abaeté, é já está perto de completar 300 anos em terras abaetetubenses.
• Porém a antiga Freguesia de Nossa S. da Conceição de Abaeté, só foi criada pelo Frei D. Miguel de Bulhões em 1758 e teve como “parochos”: Jerônimo Roberto da Costa Pimentel, em 1856 e outros que o precederam e sucederam. Vale lembrar que antigos padres capuchos, jesuítas e outros vindos do Bispado de Belém ou da antiga Freguesia de São Miguel de Beja, também estiveram em terras de Abaeté.
• A antiga Freguesia de São Miguel de Beja (antecede a Freguesia de Nossa S. da Conceição de Abaeté), que em 1856, tinha como ‘parocho” o Padre Francisco Manoel Pimentel e outros que o precederam ou sucederam. Vide acima, Padres em Abaeté.

COMUNIDADES NA PARÓQUIA DE ABAETETUBA EM 1882:
• Em 1882, as comunidades católicas em Abaetetuba estavam assim distribuídas:
25 na cidade
44 nas ilhas
24 nas estradas e ramais do município.

IGREJAS E CAPELAS DO SETOR CENTRO DA PARÓQUIA DE NOSSA S. DA CONCEIÇÃO
• IGREJA CATEDRAL DE NOSSA S. DA CONCEIÇÃO:
Igreja Catedral de Nossa S. da Conceição, sito na praça de mesmo nome, é a principal Igreja de Abaetetuba e ela constituía o chamado SETOR CENTRO ou SETOR CATEDRAL (quando a Próquia era dividida em setores das comunidades). Nossa S. da Conceição é a Padroeira do município de Abaetetuba, cujos festejos acontecem de 28/11 (dia do grande Círio de N. S. da Conceição) a 8/12 (dia da festa). Essa festa envolviam todos os 13 setores da Paróquia, com um criterioso preparo. O círio é tradicional e majestoso e acontece no 1º dia dos festejos, geralmente o dia 28/11. Essa tradicional festa já possui quase 100 anos (iniciou em 1912), E que atrai milhares de devotos à Abaetetuba, enquanto a veneração a Nossa S. da Conceição já possui quase 300 anos, a começar do tempo de povoado em 1724.

• CAPELA DE S. PEDRO, que é administrada pela Comunidade São Pedro, sito na Avenida Pedro Rodrigues, esquina com a Rua 1º de maio.

• CAPELA DE S. BENEDITO, sito à Rua Atalaia, atrás do Cemitério Municipal.

COMUNIDADES DO SETOR CENTRO
O Setor Centro ou Setor Catedral da Paróquia de Abaetetuba possuía em 1982 as seguintes Comunidades Eclesiais:
• Comunidade Santos Dumont, sito na rua de mesmo nome e foi a 1ª comunidade do Setor Centro.
• Comunidade São Benedito I
• Comunidade São Benedito II
• Comunidade de Santa Clara
• Comunidade da Barão do Rio Branco, sito na rua de mesmo nome, bairro de Algodoal.
• Comunidade São Pedro, sito na Avenida Pedro Rodrigues. Possui uma capela e Salão Paroquial.
Alguns ex-coordenadores do Setor Centro
• Filito Ferreira
• Miguel Ovídio de Pontes
• Elzemar da Silva Paes
• Ademir Heleno Rocha
• Délio Rodrigues Cardoso
• Manoel Cunha
• Outros antes e depois dos citados

• Alguns Vigários na Igreja de Nossa S. da Conceição:
• Pe. Mário Lanciotti
• Pe. Valeriano
• Pe. Vicente
• Pe. Augusto
• Pe. Célio
• Pe. Domingos
• Pe. Luiz Anzalone
• Padre Francisco
Outros.

PARÓQUIA NOSSA S. DA CONCEIÇÃO (Anuário Diocesano em 2004) – Caixa Postal 10 – CEP: 68440-000 – Abaetetuba/Pa
Paroco: Pe. José Silva (Pe. Zezinho)
Co-párocos:
• Pe. João Raimundo da C. Teixeira
• Antonio Braga da Costa Júnior
• Pe. Raimundo Maués
• Pe. Renato Júnior Costa Braga
• Pe. Dante Mainini
• Pe. Siro Brunello
• Pe. Nicola Masi.

MISSIONÁRIOS XAVERIANOS (anuário Diocesano 2004):

CASA XAVERIANA D. JOÃO GAZZA – Rua Barão do Rio Branco, 1991 – Caixa Postal 48 – CEP: 68440-000 – Abaetetuba/Pa.
Padres Presentes:
• Pe. Siro Brunello
• Pe. Dante Mainini
• Pe. Nicola Mais
• Pe. Ferdinando Vignato.

MISSIONÁRIAS DE MARIA/XAVERIANAS (Anuário Diocesano de 2004):
Av. 15 de Agosto, 157 – Caixa Postal 32 – CEO: 68440-000 – Abaetetuba/Pa
Irmãs Presentes:
• Ir. Teresa Paiocchi
• Ir. Elisa Caspani
• Ir. Antonia Rota
• Ir. Giovanna Porcu
• Ir. Antonietta Negretto
• Ir. Dina Manfredi

MISSIONÁRIAS CAPUCHINHAS (Anuário Diocesano em 2004):
Rua Barão do Rio Branco, 1376 – CEP: 68440-000 – Abaetetuba/Pa.
Irmãs Presentes:
• Ir. Eurica Sena Rodrigues
• Ir. Luisa Cristina Galvão Araujo, nascida a 23/4/1965.
• Ir. Cireny da Silva Batista
• Ir. Maria Gilci-Mara Oliveira de Carvalho.

IINSTITUTO NOSSA S. DOS ANJOS/INSA – Rua Barão do Rio Branco, 1376 – CEP: 68440-000 – Abaetetuba/Pa.
AS PARÓQUIA EM ABAETETUBA EM 2010
• Paróquia Nossa S. da Conceição, tendo como pároco o Pe. Raimundo Maués e co- párocos: Pe. Nazareno Carvalho de Almeida, Pe. Dante Mainini, SX e Pe. Siro Brunello, SX.
• Paróquia Cristo Redentor, tendo como pároco o Pe. Praxedes dos Santos Garcia.
• Paróquia Divino Espírito Santo, tendo como pároco o Pe. Davi Laina Calzadila.
• Paróquia Nossa. S. de Nazaré, tendo como pároco o Pe. Renilson Macedo de Souza.
• Paróquia Nossa S. do Perpétuo Socorro, tendo como pároco o Pe. Nicola Masi e co-pároco: Pe. Adolfo Zon Pereira, SX.
• Paróquia Santa Rosa de Lima, tendo como pároco o Pe. Adolfo Zon Pereira, SX e co-pároco: Pe. Nicolau Mais, SX.
• Paróquia São Paulo (Paróquia das Estradas e Ramais de Abaetetuba), tendo como pároco o Pe.Ferdinando Vignato, SX.

Anuário 2004: PARÓQUIA SÃO PAULO: Trav. Padre Luiz Varela, 1807 – CEP: 68.440.000 – Abaetetuba/PA.
Pároco em 2004: Pe. Ferdinando Vignato.

Acréscimos:
COMUNIDADES DA PARÓQUIA SÃO PAULO:
Pelas Comunidades da Paróquia São Paulo, das Estradas e Ramais do Município de Abaetetuba, passaram vários padres xaverianos com atuação marcante nas comunidades, transformando as antigas comunidades e suas festas de santos em verdadeiras Comunidades Eclesiais.

• Comunidade do Murutinga em 1993:
É uma das mais antigas e atuantes na área rural, na zona das estradas do município, contando, desde 1984, com a rede de iluminação elétrica e iluminação pública, fato raro nas comunidades das estradas, fruto de muitas lutas da comunidade. Conta com o sistema de água encanada, através dos poços artesianos comunitários, Posto de Saúde e com aproximadamente 5000 habitantes situados às margens da rodovia Pa 151, Km 18, que liga os municípios de Abaetetuba e igarapé-Miri. Possui a capela de São Miguel e a Escola Municipal Maximiano Antonio Rodrigues. Conta com uma atuante Associação de Moradores, fundada em 22/11/1987 e que possuiu uma sede construída em 1990 e que já conseguiu muitas melhorias para a comunidade e que funciona como anexo da Escola Municipal, com os cursos do Pré-Escolar e do Fundamental. Possui, ainda, o Sítio Tipiti, área de balneário e lazer, de propriedade do Movimento dos Lavradores do Município de Abaetetuba. A comunidade do Murutinga já é uma vila e é uma das mais evoluídas do município de Abaetetuba. No tocante à Igreja Católica, a comunidade conta com diversas pastorais, muitos atuantes: Pastoral do Adolescente, Pastoral Juvenil, Pastoral da Criança, Pastoral da Catequese, Pastoral Sacramentária, Pastoral Familiar, Clube de Mães, Grupos de Evangelização, que sustentam a comunidade católica do local, apesar de muitas dificuldades.

FESTAS DE SANTOS NAS COMUNIDADES DAS ESTRADAS E RAMAIS
Nas Estradas e Ramais de Abaeté, as festas antigas aconteciam nas seguintes comunidades:
• Colônia Nova: Festa de N. S. do Carmo, que foi transformada em Comunidade Eclesial.
• Jarumã; festa de S. Miguel, na capela da comunidade.
• Curuperé: Festa de N. S. de Nazaré, na capela da comunidade Paróquia Cristo Redentor, tendo como pároco o Pe. Praxedes dos Santos Garcia.

PARÓQUIA NOSSA S. RAINHA DA PAZ, DAS ILHAS DE ABAETETUBA EM 1993:
Tinha como pároco: Pe. José Elpídio da Silva/Pe. Zezinho.

COMUNIDADES ECLESIAIS DAS ILHAS EM 1982
• Nossa S. do Perpétuo Socorro, no Rio Maúba;
• Nossa S. da Dores, no baixo Paruru;
• Nossa S. das Graças, no Baixo Ajuaí;
• Nossa S. de Guadalupe, no Médio Tucumanduba;
• Nossa S. do Bom remédio, no Rio Panacuérazinho;
• Nossa S. de Lourdes, no baixo Tucumanduba;
• Nossa S. de Nazaré, na Costa Maratauíra;
• Nossa S. do Perpétuo Socorro, no Baixo Itacuruçá;
• Nossa S. de Nazaré, no Alto Itacuruçá;
• Nossa S. do Perpétuo Socorro, no Rio Tabatinga;
• Nossa S. Santana, no Rio Tauerá-Açu;
• Nossa S. do Perpétuo Socorro, no Baixo Acaraqui;
• Nossa S. de Nazaré, no Rio Ipiramanha;
• Nossa S. Aparecida, no Rio Assacuéra;
• Nossa S. do Perpétuo Socorro, no Rio Quianduba;
• Nossa S. do Perpétuo Socorro, no Rio Anequara;
• Nossa S. de Nazaré, no Rio Caripetuba;
• Nossa S. da Paz, no Rio Arumanduba;
• Nossa S. do Livramento, no Rio Jarumã,
• Nossa S. do bom remédio, no Rio Açacu;
• Nossa S. do Bom Remédio, no Rio Abaeté;
• Santa Terezinha do Menino Jesus, no Furo grande;
• Sagrado Coração de Jesus, no Rio Maracapucu;
• Sagrado Coração de Jesus, no Rio Genipaúba;
• São Francisco de Assis, no Rio da Prata;
• São Raimundo Nonato, no Rio Sapucajuba;
• Nossa S. de Fátima, no Rio Urubuéua-Fátima;
• Santa Terezinha do Menino Jesus, no Furo do Boto;
• São Sebastião, no Rio Arapapuzinho;
• São João Batista, no Rio Tucumanduba;
• São José, no Rio Maracapucu;
• Nossa S. dos Anjos, no Rio Urubuéua-Cabeceira;
• Santa Maria Auxiliadora, no Rio Jupariquara;
• Nossa S. de Nazaré, no Igarapé São João;
• São José, no Rio Cuitininga;
• São Pedro, no Rio Paramajó;
• São João Batista, no Rio Campompema;
• Santa Maria, no Rio Prainha;
• São Sebastião, no Rio Tauá;
• São Miguel Arcanjo, na Costa Sirituba;
• São José, no Igarapé Vilar
• Santo Antonio, Rio Alto Paruru;
• Santa Maria, Rio Sirituba;
• São Sebastião, no Rio Ajuaí;
• São Miguel Arcanjo, no Médio Acaraqui;
• Bom Jesus, no Rio Maracapucu-Mirim;
• Santo Antonio, no Rio Capim;
• Santa Maria, no Rio Maracapucu;
• São João Batista, no Rio Guajarázinho;
• São Francisco Xavier, no Rio Piquiarana;
• São José, no Igrapé São José;
• Santo Afonso, no Rio Xingu;
• Santa Maria, no Rio Bacuri;
• São Paulo, no Furo Gentil
• ;São João Batista, no Rio Doce;
• São Francisco Xavier, no Rio Guajará de Beja;
• Menino Deus, no rio Urucuri

Em 2004: PARÓQUIA NOSSA S. RAINHA DA PAZ (Anuário Diocesano em 2004), Caixa Postal 10 – Av. 15 de Agosto, s/n – CEP: 68440-000
Pároco: Pe. Lindoval Pinheiro Araujo

Em 2011 as paróquias acima foram desmembradas da Paróquia de Nossa S. da Conceição e com atuação independente e com os seus respectivos párocos.

PADRES NAS ILHAS DE ABAETETUBA
Antigamente para se ter a presença de um padre nas Ilhas de Abaetetubaara, somente se contratando anteriormente, para participar das festas religiosas ou outra manifestação religiosa. Era difícil se ver um padre nas Ilhas de Abaeté. Sabe-se, pela história, que a Região da Ilhas, foi visitada pelos Padres Capuchinhos, pelo Padre Chagas e, efetivamente, somente com a chegada dos Padres Xaverianos é que a região começa a receber a presença constante de padres, que estiveram viajando por suas localidades desde o ano de 1961. Nos anos de 1970 a presença dos padres nas Ilhas de Abaetetuba e na região das Estradas se intensificou, ao ponto dessas regiões se tornarem paróquias independentes da Paróquia de Nossa S. da Conceição, bem antes que as demais paróquias do município. Alguns padres que estiveram com a responsabilidade das comunidades da Ilhas de Abaetetuba:
• Padre Valeriano, vigário em Abaetetuba, que nos anos de 1960 e 1970 atuava também nas comunidades das Ilhas.
• Padre Sebatião Tiraboschi, que atuou nos anos de 1970 nas comunidades das Ilhas.
• Padre Antonio, que atuou nos anos de 1980 nas comunidades das Ilhas.
• Padre José Borghesi, que atuou por vários anos nas comunidades da Ilhas e que foi o 1º pároco da Paróquia de Nossa S. Rainha da Paz, ilhas de Abaetetuba.

COMUNIDADES DAS IRMÃS EM ABAETETUBA EM 2010
• As irmãs e os irmãos atuantes na paróquia eram 21.
Pode-se dizer, sem sombra de dúvidas, que a Prelazia de Abaeté fez mais realizações, em todos esses anos de existência, que os próprios governos municipais e estaduaos, nos territórios da prelazia, no tocante a assistência social: educação, formação e saúde pública. E nenhuma outra confissão religiosa, cristã ou não cristã, jamais vai superar esse grande trabalho, que se iniciou pelos padres da então Diocese de Belém, passou pelos padres capuchinhos e agora é sustentado pelos padres xaverianos. Foi uma bênção para a Prelazia e agora Diocese de Abaetetuba a vinda desses padres, agora sob as mãos firmes de D. Flávio Giovenale e sua equipe. Os missionários xaverianos cumpriram fielmente o seu trabalho social em Abaetetuba. Vide assistência social dos padres de Belém, dos padres capuchinhos e dos padres xaverianos em Abaeté.

IRMÃS MISSIONÁRIAS CAPUCHINHAS EM 2004:
• Ir. Vanda Freitas Monteiro
• Ir. Eurica Sena Rodrigues,
• Ir. Maria Gilce-Mara Carvalho
• Ir. Naudirene dos Santos Rocha (Anuário Diocesano de 2004).

IRMÃS MISSIONÁRIAS DE MARIA/XAVERIANAS:
• Ir. Antonietta Negretto
• Ir. Elisa Caspani
• Ir. Antonia Rota
• Ir. Marie Dukuze
• Ir. Dina Manfredi, (Anuário Diocesano de 2004).

PARÓQUIA DE ACARÁ
Histórico:
• A Freguesia de São José do Acará, foi instituída pelo Bispo D. Frei Miguel de Bulhões em 1758, sendo seus “parochos”: Padre Manoel Theodoro de Sousa, em 1818; Padre Dionysio Antonio Pastana, em 1856 e outros antigos párocos que os precederam e sucederam. Essa freguesia, como as demais do Pará, eram “colladas” à Comarca da Capital, Santa Maria de Belém.
A Igreja de São José do Acará, segundo o 1º Bispo Prelado, D. João Gazza que a visitou em 1963, é uma bela e antiga construção de mais de 200 anos e que há 40 anos não tinha a visita de padres até 1962 e que a partir dessa data começou a receber visitas dos padres Xaverianos em desobrigas pelas comunidades, porém há apontamentos de que essa Paróquia foi instituída no ano de 1944, quando começaram a passar por ali os padres: Padre Davi de Marituba, Padre Romeu e Padre Tributt, que eram jesuítas. Em 1962 o Padre Tarcisio esteve visitando Acará. O 1º padre xaveriano na Paróquia foi o Padre José Angius, que começou a visitar a vila. Vendo que havia necessidade de permanecer nesse trabalho missionário, começou a construer a 1ª casa dos xaverianos para dar assistência à população. Assim sendo, os padres xaverianos continuam esse trabalho até os dias de hoje (10/2011).
• Em 1978 a Equipe Paroquial de Acará, era formada pela Irmã Antonieta, Irmã Naira, Irmã Vita e os padres Mirio Cordani e Célio Torresan, e que no dia 18/11/1978, iniciaram as visitas aos moradores da Vila Nazaré, que pertencia ao município de Acará. Com a abertura da PA-150, os moradores dessa Vila tinham procurados os padres para essas visitas. Na 2ª visita a equipe foi acompanhada por D. Ângelo Frosi, para conhecer a situação do povoado que estava nascendo e que se constituiria na futura cidade de Tailândia.
• No tempo do Padre Célio, as comunidades que fariam parte do município de Tailândia foram atendidas também pelo padre Primo Batistini e o Irmão Pedro Mariuzzo, que vinham do Acará.
• Em 1993 o município de Acará tinha dois padres, 90 comunidades e população de 48.000 habitantes.
PARÓQUIAS EM ACARÁ (Anuário Diocesano em 2004)
PARÓQUIA SÃO JOSÉ, Caixa Postal 14 – Praça Felipe Patroni – CEO 68690-000 – Acará/Pa
Paróco: Pe. Valter Parise
Co-pároco: Pe. Albertus Priyono

IRMÃS DO PRECIOSÍSSIMO SANGUE (Anuário Docesano de 2004): Praça da Matriz, 100 – CEP: 68690-000 – Acará/Pa
Irmãs Presentes:
• Ir.Maria de Lurdes Ribeiro
• Ir. Maria Odinéia Almeida Alencar
• Ir. Lúcia do Socorro Almeida
• Ir. Zelma Antonia Araujo Santos
Em 5/2008 a Paróquia de São José de Acará era atendida pelos Padres xaverianos, Pe. Alberto e Pe. Valter, que atualmente, ainda estão na Paróquia de São José do Acará, atuando com a ajuda de quatro irmãs da Congregação do Preciossíssimo Sangue, Ir. Denise, Ir. Suely, Ir. Andréia e Ir. Edilene, que formam a Equipe Paroquial e dão assistência a 83 comunidades, sendo 78 do interior e 5 na cidade. As primeiras irmãs do Preciossissimo Sangue chegaram ao município já faz mais de 20 anos, no dia 18/5/1988. O Círio de São José, Padroeiro de Acará, é realizado no dia 19 de março e o de Nossa senhora de Nazaré, no 3º domingo de novembro.

A PARÓQUIA DO ACARÁ EM 2010:
Paróquia São José, de Acará, tendo como pároco o Padre José Luiz Castillo Aguirre, SX e co-pároco o Padre Pedro Colombara, SX e com ajuda do irmão Pedro Mariuzzo.

COMUNIDADES DAS IRMÃS NO ACARÁ EM 2010:
Irmãs do Preciossímo Sangue:
• Ir. Denise de Oliveira,
• Ir. Adriana de Brito
• Ir. Márcia Cristina Dias de Paiva.
PARÓQUIA DE BUJARU
Histórico:
A antiga Freguesia de Sant’Anna de Bujaru, foi criada pelo Bispo D. Frei Miguel de Bulhões, em 1758 e em 1818 teve como “parochos”: Padre João Simplycio da Neves Pinto e Souza e outros que o precederam e sucederam.

OS PADRES XAVERIANOS EM BUJARU E VILA CONCÓRDIA:
• Desde 1961 os padres xaverianos já realizavam desobrigas pelas terras bujuruenses. Basta lembrar as visitas apostólicas dos padres Augusto Cardim (1962), e Aurélio Basso (1963).
• Em 1965 a Paróquia de Bujaru foi entregue à Congregação dos Padres Xaverianos. O Padre Basílio Bósio foi o 1º padre xaveriano a assumir a Paróquia do Bujaru.
• Antes as comunidades da nascente Vila Concórdia ficaram sendo atendidas pela equipe paroquial de Bujaru (Pe. Amadeu, Pe. Santiago, Ir. Pedro Mariuzzo, etc) até o final do ano de 1986, quando chegou o Padre Humberto Domine, ajudado pelo Ir. Luís. Em 1989 o Pe. Humberto foi substituído pelo Pe. João Raimundo. O Pe. João permaneceu até o ano de 1992 e em lugar dele veio o Padre Zezinho Leoni, sempre ajudado pelo Ir. Luís.
• Em 1993 o município de Bujaru possuía uma paróquia, 1 padre, 70 comunidades e população de 18.000 habitantes.
• Em 2007, após 45 anos de presença em Bujaru, os padres xaverianos entregaram a Paróquia ao Bispo Flávio Giovenale, assumindo a Paróquia o Padre Rinaldo da Silva, paraense, mosqueirense. Em 2008 chega o Padre Zezinho (José Elpídio Silva).

PADRES EM BUJARU E VILA CONCÓRDIA
• Na sequência passaram pela Paróquia de São Joaquim, de Bujaru os seguintes padres: Pe. Zezinho (José Leoni), Padre Tony Braz Lalli, Padre Francisco Signorelli, Padre Carlos Mantoni, Padre Santiago Gómez, Padre Luiz Amadeu, Padre Sebastião Ribeiro (padre diocesano), Padre Sérgio Tonetto, Padre Ricardo, Padre Felipe Rota, Padre Antonio, Padré José, Padre Tri e outros padres que ajudaram nas desobrigas: Padre Mário Pezzoti, Padre Mário Del Rio (que trouxe as voluntárias leigas da Espanha), Padre Savino Mombelli. O irmão Pedro, que por várias e diferentes vezes se fez presente em Bujaru.
Atualmente os padroeiros de Bujaru são São Joaquim e Nossa S. de Nazaré. São Joaquim tornou-se padroeiro de Bujaru em 1947, após uma reunião do frei João Francisco com as lideranças do lugar, substituindo a antiga padroeira Sant’Anna de Bujaru.
O Padre Zezinho Leoni fez um grandíssimo trabalho com os grupos de evangelização, em 1971 e que, a partir daí, se tornou a característica principal do processo de evangelização das terras bujaruenses.

PARÓQUIA EM BUJARU (Anuário Diocesano de 2004):
PARÓQUIA SÃO JOAQUIM – Rua Princesa Isabel, 149 – CEP: 68670-000 – Bijaru/Pa
Pároco: Pe. Antonio Rojas Contreras, 1ª profissão a 17/8/1986, ordenação sacerdotal a 19/12/1992.
Co-pároco: Pe. José Ramos Beltran, nascido a 9/10/1953, 1ª profissão a 15/8/1982, ordenação sacerdotal a 18/12/1988.

• Em 2007, após 45 anos de presença em Bujaru, os padres xaverianos entregaram a Paróquia ao Bispo Flávio Giovenale, assumindo a Paróquia o Padre Rinaldo da Silva, paraense, mosqueirense. Em 2008 chega a Bujaru o Padre Zezinho (José Elpídio Silva).
• A festividade de São Joaquim, geralmente, acontece na 1ª quinzena de agosto. A festa de Nossa S. de Nazaré acontece na 1ª semana de dezembro.

IRMÃS FRANCISCANAS DE SÃO JOSÉ (Anuário Diocesano de 2004): Casa das Irmãs – Centro – Rua Princesa Isabel, 125 – CEO: 68670-000 Bujaru/Pa
Irmãs Presentes:
Ir. Maria Barbosa Marques, nascida a 28/10/1961, 1ª profissão a 21/1/1990.
Ir. Maria do Carmo Balbino Galeno, nascida a 1/5/1980, 1ª profissão a 26/1/2003.
Ir. Rosina Volpato, nascida a 12/2/1927, 1ª profissão a2/2/1950.

A PARÓQUIA DE BUJARU EM 2010:
Paróquia São Joaquim, de Bujaru, tendo como pároco o Padre Adamor F. de Lima Júnior e co-pároco o Padre Rinaldo da Silva.

COMUNIDADES DAS IRMÃS EM BUJARU EM 2010:
Irmãs Franciscanas de São José:
• Ir. Vanderlane Silva Costa
• Ir. Eulália Hoffnann
• ir. Terezinha de Jesus Rodrigues Baia.

A PARÓQUIA SÃO FRANCISCO DE ASSIS, DE TAILÂNDIA/PA
Páróquia São Pedro, de Tailândia, tendo como pároco Padre Tri Antonius Mulyono, SX e co-pároco o Padre Valter Taini, SX e o Irmão Francisco Javier Martinez Rodrigo.
Histórico:
• A Paróquia de São Francisco de Assis, de Tailândia, é uma Paróquia mais recente que as primeiras da Prelazia de Abaeté.
• Foi a equipe paroquial de Acará, formada pela Irmã Antonieta, Irmã Naira, Irmã Vita e os padres Mirio Cordani e Célio Torresan, que no dia 18/11/1978, iniciaram as visitas aos moradores da Vila Nazaré, que pertencia ao município de Acará. Com a abertura da PA-150, os moradores dessa Vila tinham procurados os padres para essas visitas. Na 2ª visita, a equipe foi acompanhada por D. Ângelo Frosi, para conhecer a situação do povoado que estava nascendo e que se constituiria na future cidade de Tailândia.
• Em 1978 os padres e a Irmã Antonieta tinham a incubência de visitar as comunidades do interior do município e as outras duas irmãs ficavam na vila. A irmã Vita cuidava da catequese na escola e a Irmã Naira, cuidava do Clube de Mães. Neste tempo do Padre Célio, as comunidades foram atendidas também pelo padre Primo Batistini e o Irmão Pedro Mariuzzo, que vinham do Acará.
• Com a necessidade de um trabalho mais consistente na Vila de Tailândia, o Padre Lino Zucchi, que pertencia a equipe paroquial do Moju, começou a oferecer um atendimento espiritual mais continuado e perto do povo que ia chegando de outros lugares do Brasil.
• Em 1981 foi construído um Salão Paroquial de madeira e no fim do ano foi construída a Capela de São Francisco de Assis, em alvenaria. Também foi feito um campo de futebol para jogos de jovens e veteranos. Criaram-se grupos de casais e de jovens e se deu continuidade ao Clube de Mães e da Catequese.
• No interior do município as comunidades cresciam em número e qualidade. Com o Padre Lino foram criadas mais 10 comunidades, entre as quais: Cristo Rei, Santa Maria, Turiaçu, Santa Rita, Aparecida.
• Quando o Padre Lino saiu de ferias em 1984, o Padre Mássimo Bártoli, o substituiu, atendendo Tailândia, desde a Vila Concórdia. Ele vinha uma vez por mês e ficava uma semana.
• A Paróquia de São Francisco de Assis foi criada, por D. Ângelo Frosi, em 8/9/1987, sendo o seu 1º Pároco o Padre Mássimo Bártoli. Após foi nomeado o Padre Ferdinando Vignato, já que o Padre Mássimo deveria viajar para a Itália, destinado que foi para trabalhar na Animação Missionária.
• Em 1991 volta o Padre Lino Zucchi. Em 1994 retorna o Padre Ferdinando Vignato e em 1997, volta o Padre Célio Torresan, que se acrescenta à equipe.

MUNICÍPIO DE TAILÂNDIA:
• Até então, Tailândia era distrito de Acará e em 24/4/1988, passou a ser município. A partir daí novos bairros iam surgindo e com eles, novas comunidades eram fundadas.
• Em 1993 o município de Tailândia tinha uma paróquia, 2 padres, 48 comunidades e população de 40.000 habitantes.
• Em 1999 surge a Comunidade de Nossa S. de Fátima, no novo bairro de mesmo nome. Em 2001 surgiu um novo bairro denominado Vila Macarrão e com ele foi fundada a comunidade mais recente, Madre Paulina, a 1ª Santa brasileira.
• Com a cidade de Tailândia sempre crescendo, o Padre Ferdinando, junto com as lideranças e fiéis locais, em 1996, decidiram iniciar a construção de uma nova igreja. Com as obras paradas, comerciantes, madereiros, serrarias e o povo em geral ajudaram a recomeçar as obras. Muitas foram as doações. E com a chegada do Padre Célio Torresan, em pouco tempo, a obra foi concluída e no dia 19/4/1998 foi inaugurada pelo Bispo D. Flavio Giovenale.
• Em 1/9/2003, volta o Padre Mássimo Bártoli e em 15 de novembro, do mesmo ano chega o Padre Adolfo Zon.
• A cidade era caracterizada pela violência, devido a presença de grileiros e muitos pistoleiros e daí vem o seu nome de Tailândia, nome dado por um delegado de polícia que teve que ficar 3 dias escondido no mato, para fugir de pistoleiros contratados por fazendeiros e grileiros, por obra de uma confusão na vila. Esse delegado deu ao lugar o nome de um país do Extremo Oriente, Tailandia, onde estava acontecendo uma guerra civil, e ele exclamou: “Assim parece uma Tailândia” e, daí por diante, a Vila passou a se chamar Tailândia.
• Esperemos que a situação de violência mude para muita paz.

PARÓQUIA EM TAILÂNDIA (Anuário Diocesano 2004):
• PARÓQUIA SÃO FRANCISCO DE ASSIS – Rua do Aeroporto, s/n – CEP: 68695-000 – Tailândia/Pa.
Pároco em 2004: Pe. Mássimo Bártoli
Co-Pároco em 2004: Pe. Adolfo Zon Pereira

MISSIONÁRIAS DE JESUS CRUCIFICADO – Av. Fortaleza, 59 – Centro – CEP: 68695 – Tailândia/Pa.
Irmãs Presentes em 2004:
Ir. Cipriana Ferreira de Souza, nascida a 17/4/1941, 1ª profissão a 10/8/2003.
Ir. Elza Brito Martins, nascida a 1/11/19351ª profissão 19/3/1958.
Ir. Francisca Marques da Silva, nascida a 17/9/19521ª profissão.
CRECHE D. GUIDO – Trav. Breves, s/n – CEP: 68695-000 – Tailândia/Pa.

A PARÓQUIA DE TAILÂNDIA EM 2010:
Paróquia São Francisco de Assis, de Tailândia, tendo como pároco o Padre João Alves de Carvalho e Márcio Baía.
PARÓQUIA DE BARCARENA
Histórico:
A antiga Freguesia de São Francisco Xavier de Barcarena, foi criada pelo Bispo D. Frei Miguel de Bulhões em 1758 e em 1856 tinha como “parocho” o Padre Francisco da Silva Cravo e outros que o precederam ou sucederam.
• Em 1993 o município de Barcarena tinha duas paróquias, uma na cidade de Barcarena, com 1 padre, 54 comunidades e população de 36.000 habitantes e a Paróquia de Vila dos Cabanos com 1 padre, 6 distritos paroquiais e 18.000 habitantes.
Anuário Diocesano de 2004:
PARÓQUIA SÃO FRANCISCO XAVIER - Casa Paroquial – Centro – CEP: 68445-000 – Barcarena/Pa
Pároco: Pe. Mariano Martinez Martinez
Co-pároco: Pe. Rinaldo da Silva

Anuário Diocesano de 2004:
IRMÃS FRANCISCANAS DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS (Anuário Diocesano de 2004): Rua Sebastião de Oliveira, 650 – CEP: 68445-000 – Barcarena/Pa
Irmãs Presentes:
Ir. Nancy Roberta Ichramm, nascida a 17/6/1952, 1ª profissão a 6/8/1975.
Ir. Francelina Lopes Guimarães, nascida a 4/10/1965, 1ª profissão a 2/2/1996.
Ir. Iodete Araujo Miranda, nascida a 14/2/1959, 1ª profissão a 2/2/2002.

A PARÓQUIA EM BARCARENA EM 2010:
São Francisco Xavier, de Barcarena tendo como pároco o Padre Carlos Alberto P. da Silva e co-pároco o Padre Marclei Maia Ferreira e Milton Trindade de Souza.

COMUNIDADES DAS IRMÃS EM BARCARENA EM 2010:
Irmãs Franciscanas do Sagrado Coração:
• Ir. Francelina Lopes Guimarães
• Ir. Cristina Pantoja de Oliveira.

PARÓQUIA DE CONCÓRDIA DO PARÁ
Histórico:
O PADRE JUBEL EM VILA CONCÓRDIA
• PADRE JUBEL/Padre Ladislau Jubel, que em 1975 chegou à Vila Concórdia, vindo da Diocese de Curitiba, para se estabelecer na vila, pelo Programa das Igrejas-Irmãs. Foi o Padre Jubel que construiu a 1ª Casa Paroquial e a Igreja de dessa Vila. A construção teve início no dia 29/6/1977, com a presença de D. Ângelo Frosi, o qual abençoou a pedra fundamental. A construção da igreja ficou à cargo do Padre Luiz Terzoni, que terminou os trabalhos no dia 29/6/1979 e que foi inaugurada no mesmo dia.
• O Padre Jubel permaneceu em Vila Concórdia até o ano de 1980. Nesse mesmo ano o Padre Marcelo Zurlo assumiu a Paróquia de S. Pedro, ajudado pelo Irmão Luis Cazzulani. Os dois xaverianos construíram o Centro Comunitário, iniciando as obras em 1980 e terminando em dezembro do mesmo ano. O Padre Marcelo permaneceu até o começo de 1983 e foi substituído pelo Padre Mássimo Bártoli, ajudado pelo Irmão Luís.

OS PADRES DA PRELAZIA E DIOCESE EM VILA CONCÓRDIA E CONCÓRDIA DO PARÁ
• As comunidades de Vila Concórdia ficaram sendo atendidas pela equipe paroquial de Bujaru (Pe. Amadeu, Pe. Santiago, Ir. Pedro Mariuzzo, etc) até o final do ano de 1986, quando o Padre Humberto Domine, ajudado pelo Ir. Luís, que se estabeleceu em Vila Concórdia.
• Em 1989 o Pe. Humberto foi substituído pelo Pe. João Raimundo. O PE. João permaneceu até o ano de 1992 e em lugar dele veio o Padre Zezinho Leoni, sempre ajudado pelo Ir. Luís.
• Com o passar do tempo, vários outros padres fram trabalhar na Vila Concórdia: Ir. Pedro, Pe. Bruno Marchetti, Pe. Meo Elia (Pe. Elias), Pe. Amadeu, Pe. André Gambá e Pe. Antonius Tri.
Na sequência passaram pela Paróquia de São Joaquim, Acará e da Paróquia S. Pedro, de Vila Concórdia:
• Pe. Zezinho (José Leoni),
• Padre Tony Braz Lalli,
• Padre Francisco Signorelli,
• Padre Carlos Mantoni,
• Padre Santiago Gómez,
• Padre Luiz Amadeu,
• Padre Sebastião Ribeiro (padre diocesano),
• Padre Sérgio Tonetto,
• Padre Ricardo,
• Padre Felipe Rota,
• Padre Antonio,
• Padré José,
• Padre Tri e outros padres que ajudaram nas desobrigas:
• Padre Mário Pezzoti,
• Padre Mário Del Rio (que trouxe as voluntárias leigas da Espanha),
• Padre Savino Mombelli.
• O irmão Pedro, que por várias e diferentes vezes se fez presente em Bujaru e Vila Concórdia.
• Em 1989 o Pe. Humberto foi substituído pelo Pe. João Raimundo. O Pe. João permaneceu até o ano de 1992 na Vila Concórdia e em lugar dele veio o Padre Zezinho Leoni, sempre ajudado pelo Ir. Luís.

MUNICÍPIO DE CONCÓRDIA DO PARÁ
• Em 1993 o município de Concórdia do Pará tinha uma paróquia, 1 padre, 38 comunidades e população de 18.000 habitantes.

PARÓQUIA EM CONCÓRDIA (Anuário Diocesano de 2004):
PARÓQUIA SÃO PEDRO (Anuário Diocesano de 2004): Casa Paroquial – CEP: 68695-000 – Concórdia do Pará/Pa
Pároco: Pe. Luiz Amadeu
Co-pároco: Pe. Meo Elia
Coadjutor: Irmão Pedro Mariuzzo

AS PARÓQUIAS DE CONCÓRDIA EM 2010:
PARÓQUIA DO MOJU
Histórico:
• A Freguesia do Divino Espírito Santo de Moju foi fundada no dia 1º de junho de 1758, por D. Frei Miguel de Bulhões, bispo do Pará, inaugurando a Igreja do Divino Espírito Santo na Vila de Moju. A Igreja Matriz foi construída pelo padre Sebastião Borges de Castilho, vigário de Mojú no periodo de 1836-1850. Portanto, são 254 anos de fundação da Paróquia do Divino Espírito Santo, festa que tem suas raízes em Portugal. A festividade do Divino é realizada em maio, sendo o dia da festa 11/5. Em 1856 a antiga Freguesia do Divino Espirito Santo de Moju teve como “parochos”: Padre Manoel Borges de Catilho, em 1818; Padre Ângelo Custódio de Souza e outros que o precederam e o seguiram.
• A Freguesia de Nossa S. da Soledade de Cairary, hoje fazendo parte do município de Moju, tinha como “parochos”: Padre Manoel Rodrigues Valente Doce, em 1818, citado em 1856 e outros que o precederam ou sucederam.
• Em 1993 o município de Moju tinha uma paróquia, 1 padre, 75 comunidades e uma população de 43.000 habitantes.
PARÓQUIA DO DIVINO ESPÍRITO SANTO DE MOJU
• Em 2004 era o Padre Júnior/Padre Antonio Braga da Costa Júnior o pároco da paróquia do Divino E. Santo, em Moju. Em 25/8/2006, quando tinha tinha 35 anos, foi vítima de um baleamento por parte de um assaltante de nome Diogo Walber de Oliveira Marques, vulgo “Cachaça”. Por causa desse tiro foi internado nos Hospital Metropolitano, onde ficou na UTI, em estado grave durante vários dias. Nessa época já estava na Paróquia de Moju há 2 anos. Foi à Belém para dar uma palestra e já tinha 5 anos como sacerdote da Diocese de Abaetetuba e 7 anos como seminarista.

PARÓQUIAS DE MOJU (Anuário Diocesano de 2004):
• PARÓQUIA DO DIVINO ESPÍRITO SANTO – Praça da Matriz – CEP: 68450-000 – Moju/Pa
Pároco em 2004: Adamor Ferreira de Lima Júnior.
Co-Pároco em 2004: Pe. Sebastião Castro Viana.

IRMÃS FRANCISCANAS DE INGOLSTAD – Caixa Postal 10 – Rua Castelo Branco, 135 – CEP: 68450-000 – Moju/Pa
Irmãs Presentes em 2004:
Ir. Matilde Casagrande, nascida a 17/8/1946, 1ª profissão a 3/1/1967.
Ir. Bernadete Kuhn, nascida a 5/8/1962, 1ª profissão a 31/12/1984.
Ir. Ângela Sauzen, nascida a 17/7/1953, 1ª profissão a 23/2/1975.

PARÓQUIA NO MOJU EM 2010:
Paróquia do Divino Espírito Santo, de Moju, tendo como pároco o Padre Francisco M. Souza Lima e o diácono Idaltino dos Prazeres Correia.

COMUNIDADES DAS IRMÃS NO MOJU EM 2010:
Irmãs Franciscanas de Ingolstad:
Ir. Bernadete Kuhn,
Ir. Eliane Xavier Eliziário
Ir. Pelácia Maria Schneider.

A PARÓQUIA DE SANTA MARIA – TOMÉ-AÇU/PA
A Paróquia de Santa Maria, em Tomé-Açu tem seus festejos realizados sempre no 2º domingo de setembro.
• Em 1993 o município de Tomé-Açu tinha uma paróquia, dois padres, 65 comunidades e população de 50.000 habitantes.

PARÓQUIAS DE TOMÉ-AÇU (Anuário Diocesano de 2004):
• PARÓQUIA SANTA MARIA – Caixa Postal 01 – Av. 1º de setembro, 191 – CEP: 68680-000 – Tomé-Açu/Pa.
Pároco em 2004: Pe. Célio Torresan
Co-Pároco em 2004: Pe. Ilário Trapletti, em 2004

IRMÃS FRANCISCANAS DE SÃO JOSÉ – Av. Benedito Alves Bandeiras, 395 – CEP: 68680-000 – Tomé-Açu/Pa
Irmãs Presentes em 2004:
Ir. Sandra Barros Correa, nascida a 19/10/1979, 1ª profissão a 28/1/2001.
Ir. Maria das Graças Ferreira

PARÓQUIA DE TOMÉ-AÇU EM 2010:
Santa Maria, de Tomé-Açu, tendo como pároco o Padre Célio Torresan, SX e co-pároco o Padre Ilário Trapletti, SX e Padre Luiz Toledo, SX.

COMUNIDADES DAS IRMÃS EM TOMÉ-AÇU EM 2010:
Irmãs Franciscanas de São José:
• Ir. Maria das Graças Ferreira
• Ir. Elielma dos Santos Baia.

PARÓQUIA DE SÃO JOSÉ, DA VILA DOS CABANOS
A Paróquia de São José da Vila dos Cabanos é uma paróquia criada após as primeiras paróquias da Prelazia de Abaeté do Tocantins.

PARÓQUIA DE VILA DOS CABANOS (Anuário Diocesano de 2004):
• PARÓQUIA SÃO JOSÉ
Casa Paroquial – Av. Cônego Pimentel, 28 – CEP: 68447-000 – Vila dos Cabanos/Pa.
Pároco em 2004: Pe. Praxedes Santos Garcia, em 2004.

IRMÃS MISSIONÁRIAS DE MARIA/IRMÃS XAVERIANAS – Av. Preto Patriota, 14, qd 18 – Laranjal – Caixa Postal 30 – CEP: 68447-000 – Vila dos Cabanos/Pa
Irmãs Presentes em 2004:
Ir. Renata Cantone,
Ir. Maria José Margalho Pimentel/Zélia,
Ir. Maria de Oliveira, nascida a 18/5/1956.
ir. Maria das Graças Carvalho da Silva,
Ir. Luciana Noro.

PARÓQUIA DA VILA DOS CABANOS EM 2010:
Paróquia São José, da Vila dos Cabanos, tendo como pároco o Padre Mariano Martinez Martinez.

COMUNIDADES DAS IRMÃS EM VILA DOS CABANOS EM 2010:
Irmãs Missionárias de Maria Xaverianas – Xaverianas:
• Ir. Maria das Graças Carvalho da Silva,
• Ir. Giovanna Porcu,
• Ir. Luciana Noro,
• Ir. Naira Machado
• Ir. Ângela La Magna.

ZONA PASTORAL DO BAIXO-ACARÁ (Anuário Diocesano de 2004)
PARÓQUIA SÃO FRANCISCO DE ASSIS/CAPUCHINHOS: Trav Castelo Branco, 1541 – Bairro São Braz – CEP: 66063-080 – Belém/Pa
Frei Gilson Juarês dos S. Baldez, 1ª profissão a 2/2/1985, ordenação sacerdotal a 5/1/1991.
Área Pastoral do Baixo Acára, tendo como responsável o Frei Pedro Canosa Monteiro, OFM.

O Blog se coloca à disposição para possíveis incorreções e acréscimos dos visitantes.

Prof. Ademir Rocha, de Abaetetuba/Pa

Nenhum comentário:

Postar um comentário