Mapa de visitantes

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Festa e Círio 2014 de Nossa Senhora de Nazaré em Belém e Outras Localidades

Festa e Círio 2014 de Nossa Senhora de Nazaré em Belém e Outras Localidades
cartaz do cirio 2014
Apresentação do Cartaz 2014 da Festa e Círio de Nossa Senhora de Nazaré

Festa e Círio 2014 de Nossa Senhora de Nazaré
Cartaz do Círio 2014
Fonte: www.ciriodenazare.com.br
Um dos mais importantes símbolos do Círio de Nazaré foi lançado ontem, dia 28. O cartaz da festa foi baseado no tema oficial do Círio deste ano, que é “Ensina teu povo a rezar”, e traz como inspiração as manifestações espontâneas de fé do povo paraense. Por isso, os dois principais elementos do cartaz são a imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré à frente de um oratório, objeto de grande expressão popular.
A mensagem que a peça transmite é que Maria entrará na casa de cada paraense e devoto, com sua corte de anjos, dentro de um oratório, para que nos ensina a rezar e seguir os ensinamentos de seu filho e nosso Senhor Jesus Cristo.
Outros elementos:
Anjos – Anjos sempre acompanharam as representações artísticas e populares marianas ao longo dos séculos. São os anunciadores da chegada de Maria, mãe de Jesus.
Fitas – As fitas de Nossa Senhora de Nazaré são um dos elementos mais tradicionais do Círio, ligadas diretamente ao caráter popular da festa.
Publicado 26 de maio de 2014
Um dos grandes momentos aguardados pelos devotos da Virgem de Nazaré é a apresentação do Cartaz do Círio, que este ano ocorrerá na quarta-feira, 28, após a missa das 18h, na Basílica Santuário, celebrada pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Alberto Taveira.
A previsão é que a peça seja apresentada ao grande público por volta de 19h, na Praça Santuário. O cartaz trará em destaque a Imagem Peregrina da Virgem de Nazaré, padroeira da maior procissão católica do mundo, com fotografia da renomada fotógrafa paraense, Walda Marques.
O cartaz tem, entre suas principais funções, divulgar a grande festa católica que ocorre no segundo domingo de outubro. É comum, durante o período do Círio, os devotos afixarem o cartaz da festa na porta de suas casas pedindo proteção à Virgem de Nazaré.
Como já vem ocorrendo nos últimos oito anos, a apresentação do cartaz é realizada no primeiro semestre. Esta antecipação da programação reforça a ideia de que o Círio deve ser vivido o ano todo, além de explicitar a importância do cartaz como elemento fundamental para a difusão da grande festa e também da fé mariana. Para o diretor-coordenador do Círio 2014, Jorge Xerfan, o cartaz é importante para a divulgação do Círio. “Ele se constitui numa importante ferramenta de divulgação da nossa devoção mariana, pois é levado para muitos lugares, não só do Pará, mas como do Brasil e do mundo”, destaca.
Para o diretor de evangelização, Cláudio Acatauassú o cartaz do Círio, além de divulgar, reforça a fé em Maria. “Ele é o primeiro instrumento de evangelização que chega às mãos do povo paraense e anuncia que vai ter Círio outra vez. A nossa expectativa também é grande, ainda não vimos o cartaz, mas certamente ele vai ter muitos significados, além da beleza plástica que encanta a todos nós”, ressalta.
A apresentação do cartaz é feita em uma estrutura metálica, instalada no centro da Praça Santuário, em tamanho maior aos fiéis, que receberão um exemplar do cartaz. O evento, organizado pela Diretoria da Festa de Nazaré, é aberto ao público desde 2007. Entre os convidados para participar da apresentação do Cartaz Oficial do Círio 2014 estão: Padres Barnabitas, o Reitor da Basílica Santuário e Presidente da Diretoria da Festa, Pe. José Ramos, integrantes da Diretoria da Festa, além dos patrocinadores e apoiadores oficiais do Círio.
Patrocínio – A 222 edição do Círio de Nazaré conta com o patrocínio oficial da Assemb – Associação das Empresas de Mineração e Metalurgia de Barcarena; Banco Bradesco S/A; Belágua; Construtora Andrade Gutierrez; Crowne Plaza; Delta Gráfica e Editora; Dufry; Hospital Porto Dias; Oi; Parque Ita; Refrigerantes Cerpa; Unimed Belém; Vale e Y.Yamada. São apoiadores do Círio2014 a Abelhuda; Antônio Pereira Advocacia; Escritório de Advocacia Albano Martins; Colégio Olimpus; Clean Service; Inneuro; Laboratório Beneficente Belém; Laboratório Bio Diagnósticos; Logos Turismo; Marko Engenharia; Máxima Segurança; Ocrim; Pomme D’Or; Posto Tamandaré; Posto UBN; Simineral; Sindcon; Studio Novitá; Talian; Transcidade e a Uniodonto.

Reproduzido pelo Blog do Ademir Rocha, de Abaetetuba/PA
MiniCírio da Basílica
A Basílica de Nazaré há 8 anos foi elevada à condição de Santuário Mariano e esse fato é comemorado pela Basílica-Santuário de Nazaré com uma programação diversificada, que constou também da realização do chamado MiniCírio da Basílica, que no dia 31/5/2014 foi realizado fazendo um um curto percurso ao redor da Praça Santuário. Nesse evento aconteceu a encenação teatral sobre os mais importantes momentos históricos da devoção à Nossa Senhora de Nazaré. Mais de 200 pessoas participaram do MiniCírio da Basílica que saiu às 8:30h da frente do Memorial de Nazaré até o Altar-Mor, onde chegou às 930h aproximadamente
No MiniCírio da Básílica Santuário foram encenados em cada canto da praça a história da Corda do Círio, o Milagre de Nossa S. em Nazaré, Portugal, a história de Plácido, a construção da Basílica Santuário e a Coroação de Nossa Senhora. O clima de fé e alegria do MiniCírio da Basílica anunciou que o Círio de Nazaré, em Belém e outras localidades, já começou, segundo declarações de alguns fiéis e devotos presentes no I MiniCírio da Basílica, que promete ter continuidade, tal o impacto espiritual e devocional que causou a todos os que participaram ou presenciaram a passagem do MiniCírio em torno da Praça Santuário.

A Imagem Peregrina e o MiniCírio de Nossa Senhora de Nazaré no Rio de Janeiro
A Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré chegou em 01.08.2014 ao Rio de Janeiro e foi recebida pelo Arcebispo do Rio, D. Orani João Tempesta, no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, que declarou "Pelo Sim de Maria, levamos Cristo ao Mundo". A seguir a Imagem seguiu para a cidade de Niterói, onde ficará hoje, 02.08. 2014. O MiniCírio de Nazaré, no Rio de Janeiro, que foi incluído no Calendário da Arquidiocese do Rio de Janeiro, em 2009, acontecerá em 03.08.2014, em Acari, em sua sexta edição. Nos dias 2 e 3 de agosto a Imagem Peregrina ficará peregrinando em Paróquias e Capelas dedicadas a Nossa Senhora de Nazaré, administradas pelos Padres Barnabitas e em duas Obras Sociais de Assistência a Idosos, neste que é o Ano da Caridade. Em Acari a Imagem visitará o Centro de Tradições Nordestinas e onde será levada pelo MiniCírio de Nazaré do Rio de Janeiro, neste domingo. A programação segue com os seguintes eventos: na segunda-feira, a Imagem estará nas celebrações do Dia do Padre, na Igreja de São Pedro, no Rio Comprido; na parte da tarde, depois do "Círio Marítimo" na Ilha de Paquetá, Imagem receberá várias homenagens na Paróquia Bom Jesus do Monte, da Arquidiocese do Rio de Janeiro.
Guardas de Nazaré
A Guarde de Nossa Senhora de Nazaré foi fundada pelo padre italiano Giovani In Campo há 40 anos, com uma turma de 350 homens. A Guarda de Nazaré é compota de homens de fé encarregados de proteger a Basílica-Santuário e a Imagem de N. S. de Nazaré. Atualmente o grupo é composto por 1.200 homens que em reuniões com a Diretoria da Festa de Nazaré recebem orientações espirituais e práticas para o desempenho dessa importante função. A cada ano são acrescentados novos guardas que recebem formação desde o mês de março e tem a duração de três meses. Os guardas são dividos em grupos que vão atuar nos disversos aspectos da Festa de Nazaré, especialmente nas procissões, a retaguarda da Berlinda de Nazaré e na Praça Santuário.
A Missa do Mandato
A Festa e Círio de Nossa Senhora de Nazaré se encontra em fases de preparativos e com a realização de eventos civis e os eventos religiosos. Porém é a Missa do Mandato que abre oficialmente o Círio 2014 de Nossa Senhora de Nazaré, que será a 222ª edição da procissão. A Missa do Mandato acontecerá na noite do dia 25/08/2014, com a presença estimada de 3 mil fiéis vindos das 78 paróquias da Arquidiocese de Belém, e o objetivo será preparar espiritualmente os fiéis devotos para as Peregrinações da Imagem de Nossa S. de Nazaré nos lares, órgãos públicos, empresas, quando estimados 110 mil locais receberão a visita das peregrinações, com a participação estimada 1,7 milhões de pessoas. Na Missa do Mandato os fiéis receberão pelas mãos do Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira, a outorga e a bênção para o início das Pregrinações. O kit das peregrinações para as visitas consta da Imagem, do Livro da Peregrinação e os Cartazes do Círio 2014.
 Festa e Círio de Nossa S. de Nazaré em Abaetetuba
O Círio de Nossa Senhora de Nazaré em Abaetetuba foi realizado em 31/8/2014 com a presença de uma massa grande de fiéis devotos da Santa


CÍRIO OUTRA VEZ
O Círio é confraternização,
Milagre, fé, amor, devoção.
Pai, mãe, filho, parente.
Um enorme mar de gente,
O círio é luz, corda, suor,
Inspiração do trovador.
Arte, brinquedo de miriti,
Culinária, pato no tucupi!

Brinquedos de Miriti de Abaetetuba na Festa e Círio de Nossa Senhora de Nazaré em Belém/PA
Mensagem de ASAMAB

Feira do Brinquedo de Mirití do Círio 2014. Serão 60 expositores Abaetetubenses mostrando toda a riqueza da nossa cultura. De 09 à 13 de Outubro na praça D. Pedro II em Belém. Cinco dias de Abaetetuba na Capital.




Círio do Cerrado
 O MiniCírio do Cerrado aconteceu em Brasília, Capital Federal do Brasil, em 14/09/2014, em cortejo que reproduz em menor escala os grandes ícones do Círio de Nazaré, em Belém do Pará, como a Corda, a Berlinda e outros ícones. Essa festa acontece desde o ano de 1960, quando da construção da Capital Federal, tendo como pioneira dona Maria Beatriz Leonardo do Carmo, falecida em abril de 2013 aos 89 anos de idade. Vide a postagem "Festa e Círio 2013 de Nossa Senhora de Nazaré", onde se encontra a hostória completa desse MiniCírio que é realizado em Brasília. 
Círio de Nossa Senhora de Nazaré em Vigia de Nazaré
O Círio de Nossa Senhora de Nazaré no município de Vigia de Nazaré/PA aconteceu no domingo passado, 14/09/2014, onde mais de 50 mil pessoas compareceram a essa antiga procissão. Conta a História que os conquistadores portugueses que vieram para colonizar o Pará no Século 17 trouxeram consigo a veneração à Virgem de Nazaré e a introduziram essa festa religiosa há 317 anos no referido município, que foi um dos primeiros povoados do antigo Grão-Pará. Como acontece com o grandioso Círio de Nazaré em Belém do Pará, o Círio de Nazaré em Vigia também possui todos os componentes religiosos, o aparato de segurança e os Ícones do Círio da Capital, como a Berlinda, a Corda com a presença de muitos promesseiros e muitos fiéis devotos do município e de outras localidades que fazem com que essa procissão seja cada vez mais concorrida a cada ano que passa.
O Círio Econômico
Existe a estimativa da atração de mais de 82 mil turistas para participarem do Círio de Nazaré e outros momentos da Festa de Nazaré, com expectativa da movimentação de mais de 31 milhões de dólares. Os hotéis de Belém e de sua região metropolitana estão com a previsão de 90% de seus leitos ocupados até a realização das grandes romarias do evento como o Círio Fluvial, Trasladação e o grandioso Círio na manhã do 2º domingo de outubro. No  comércio já se vê com intensidade a compra de camisetas, bonés e outros objetos relativos ao Círio de Nazaré. 
Além do setor hoteleiro, do comércio, bares e restaurantes que se preparam antecipadamente para o incremento financeiro em seus negócios, o comércio informal de compra e venda vive o seu maior momento no período da Festa e Círio de Nazaré, com a presença de vendedores de água, fitinhas, terços, pingentes, imagens, camisas, brinquedos, objetos de cera para as promessas, guloseimas e dos brinquedos de miriti de Abaetetuba, que invadem as ruas do centro comercial de Belém e no trajeto das pequenas e grandes romarias.
O "Pará no Círio", que é uma exposição de mais de 200 objetos artesanais, como cerâmica, cestaria, jóias, camisas e outros objetos de cerca de 50 produtores e em mais de 10 tipos diferentes de matéria-prima, na área do Aero Shopping, no 2º andar do Aeroporto Internacional de Belém, em Val-de-Cães. O Pará no Círio é uma iniciativa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas/SEBRAE, em parcerias com  o Espaço São José Liberto e o Intituto de Gemas e Jóias da Amazônia/IGAMA.
ALGUNS ASPECTOS DA ESPIRITUALIDADE E TEOLOGIA MARIANA
A Festa e Círio de Nossa S. de Nazaré que acontece anualmente em Belém, muitas cidades paraenses e do Brasil não se resume apenas ao seu aspecto de uma festa popular. Existe uma rica e densa Espiritualidade e Teologia Mariana que precisamos conhecer alguns de seus aspectos. A Espiritualidade e Teologia Mariana é bem antiga na Igreja Católica e outras Igrejas do Rito Oriental, tendo se originado nos primeiros tempos do Cristianismo e que teve seu ápice na Idade Média, quando da construção das suntuosas e ricas igrejas construídas para louvar a Virgem Maria, Mãe de Jesus e Mãe do Homem, em devoção que atravessou os séculos, com Maria recebendo mais de 120 denominações devido essa devoção milenar. A devoção popular à Maria perdura com muita ênfase nos dias atuais, basta ver a festa do Círio de Nossa S. de Nazaré em Belém, a festa de Nossa S. Aparecida, na cidade de Aparecida, em São Paulo, a festa de Nossa S. de Fátima, em Portugal, a festa de Nossa S. de Loudes, na França, a festa de Nossa S. de Guadalupe, no México e tantas outras milhares de festas dedicadas à Maria que se repetem no Pará, no Brasil e pelo Mundo inteiro e sempre com grande concorrência para render louvores à Maria, como a Medianeira entre o Homem e seu Filho Jesus Cristo, com o pagamento de muitas promessas pelas graças alcançadas através de Nossa Senhora, às vezes à peso de grandes sacrifícios como as caminhadas de joelhos em direção aos santuários, carregando pesadas cruzes, segurando na Corda do Círio, como no Círio de Belém, ou outras formas de agradecimentos, louvores e pagamentos de graças alcançadas através da Virgem Maria, através de suas dezenas de denominações. No caso do Círio de Belém um verdadeiro frenesi toma conta de grande parte da população de Belém e cidades ao seu redor, quando cerca de 2 milhões de pessoas acompanham essa grande Romaria e as demais do Período Nazareno que chega à impressionante marca de mais de 6 milhões de pessoas participando de todas as romarias e demais eventos dessa enorme festa religiosa e um verdadeiro clima de festa invade todos os segmentos da sociedade, não importando que religião e governo sejam aspectos separados, conforme prega nossa atual Constituição, pois os órgãos estaduais se juntam às entidades, empresas privadas e uma miríade de eventos se sucedem no decorrer da Quadra Nazarena e até mesmo antes, pois o Turismo, Indústria e o Comércio são também grandemente beneficiados pela grande festa em Belém. Essa é verdadeiramente uma grande manifestação religiosa popular do Brasil, que mexe com grande parcela do povo do Pará que atinge o clímax devocional no Grande Círio de Nazaré, com todos os participantes querendo festejar e render graças à Virgem de Nazaré, a Padroeira da Amazônia, em festa que se repete em grande parcela dos municípios e localidades paraenses e até em grandes, médias e pequenas cidades do Brasil. A pergunta que fazemos é: Será somente o aspecto devocional que o cristão deve manifestar em relação à Maria, aquela que foi escolhida pelo própro Deus para ser a Mãe de seu Filho Jesus, o Salvador e Redentor do Mundo, aquele que foi considerada pelo próprio Deus como a Cheia de Graças, a Bem-Aventurada entre as mulheres, a Virgem Imaculada, aquela que intercedia, mesmo em vida, junto à Jesus em favor dos mais simples, dos pobres, dos de Boa Vontade, aquela que foi Assunta ao Céu em corpo e alma, pois não precisava morrer e ressuscitar dos mortos, porque foi concebida sem o pecado original que afeta todos os demais homens e a própria Criação de Deus que juntos devem ressurgir em Novas Terras e Novos Céus e Novos Homens para estar diante de Deus rendendo Glórias pelo seu grande Amor pelo Homem e toda a sua Criação? Maria, a Mãe de Jesus, também foi a Díscipula perfeita de Jesus, seu amado Filho, pois seguia seus preceitos e ficou ao seu lado até à morte de Jesus. Maria também foi a Mãe Perfeita, a Mãe de Deus, e por desejo de Jesus se tornou a Mãe da Igreja e do Homem no colóquio final de Jesus com Maria e João Evangelista, seu discípula muito amado. Maria, junto com José e Jesus constituíram a Família de Nazaré, a Família Perfeita, como exemplo da Unidade da Trindade de Deus, em Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo, que devem servir de exemplo para as famílias humanas, famílias religiosas, comunidades, conforme nos aponta o Livro dos Atos dos Apóstolos que diz que os primeiros seguidores de Jesus tinham Um só Coração, Uma só alma, tinahm tudo em comum, Dividiam entre si os seus bens, não havendo necessitados entre eles, pois todos repartiam entre si os seus bens e Maria, a Mãe de Jesus, desfrutava entre os Apóstolos e esses Díscipulos de Jesus a mais alta consideração, não só por ser a Mãe de Jesus, mas porque Ela era aquele Modelo Perfeito de Santidade que todo cristão deve aspirar, para ser como Maria, também merecedor da Vida Eterna junto à Deus Pai, Deus Filho, os Santos Anjos do Senhor e os demais Santos do Paraíso, cujo início é aqui mesmo nesta nossa vida terrena com a nossa imitação de Santidade de Maria, a Cheia de Graças e Virtudes diante dos Homens e de Deus. Então, como fazer para vivermos esses aspectos da Espiritualidade e Teologia Mariana? É o que tentaremos colocar aqui neste espaço através de alguns aspectos dessa espiritualidade. 


Para que nossa relação com Maria não seja apenas uma relação de veneração e devoção à Mãe de Jesus, consideremos os seguintes aspectos da vida de Maria: 
Como muitos outros mistérios da História de Salvação do Homem por Deus, Maria, como Mãe de Jesus, é um mistério de nossa fé cristã, e que deve se tornar para nós um ato de fé acreditar  que Maria faz parte da Salvação do Homem.
Conforme a História de Salvação do Homem, a figura de Maria começa a se configurar no Antigo Testamento e essa  História de Salvação do Homem é fartamente esmiuçada em diversas passagens dos Evangelhos, do livro dos Atos dos Apóstolos, das Cartas de São Paulo e dos demais Apóstolos e vai culminar no Livro do Apocalipse.
Vejamos a figura de Maria e do mistério que ela representa para nós, através de alguns aspectos retirados dos livros acima mencionados.
Ser a Mãe do Salvador é a culminância do mistério de Maria. Ser Mãe de Jesus, significa ser Mãe de Deus, daí o enorme mistério que esse fato envolve e por causa dessa Maternidade Divina, e em função dela, Maria foi conhecida de antemão por Deus e, portanto, Maria foi predestinada, chamada, justificada, santificada e glorificada conforme os Livros Sagrados acima citados e enfatizada em Rm 8,28 a 30: “Ora, nós sabemos que Deus concorre em tudo para o bem dos que O amam, daqueles que, segundo o seu desígnio, são eleitos” e Rm 29: “Porque os que de antemão conheceu, também os predestinou para serem à imagem de seu Filho, a fim de que Este fosse o Primogênito de muitos irmãos” Rm 30: “E aos que predestinou, a estes também os chamou; e aos que chamou, a esses justificou; e aqueles que justificou também os glorificou”.
Maria, portanto, para ser a Mãe de Jesus, a Mãe de Deus, foi pelo Pai ornada de todos os dons e carismas, conforme os Livros Sagrados citam: Cheia de Graça, Imaculada desde o primeiro instante da sua concepção (Conceição de Maria) e, portanto, Preservada do pecado original e de todo pecado, para ser a Mãe de Deus; Virgem, antes do parto, durante o parto e depois do parto; Elevada ao Céu em corpo e alma, porque Maria não estava sujeita ao pecado. E Maria, por ser a Mãe do Verbo Encarnado e do Filho de Deus feito Homem (Jesus para nós é o ápice da humanização do homem que cada um de nós deve almejar como cristão) e, portanto, Mãe de Deus, como foi proclamada no Concílio de Éfeso, em 431, que é tua Graça e tua Glória primordial nesse mistério do Amor de Deus pelo homem.
Maria deve ser proclamada como Mãe, que nos fala o Evangelho, quando no Calvário, seu Filho Crucificado te entrega João como Mãe e te entrega João como como filho e isto de Jesus agonizante que entregou seu sangue e a vida, tudo, num gesto final de seu Mandamento, quando entrega a própria Mãe, como ato de entrega a todos os seus Díscipulos e Seguidores, até o fim do mundo e da história. Portanto, Maria, se tornou também a Mãe dos homens seguidores de Cristo e, portanto, a Mãe da Igreja de Jesus.
Maria, pela sua humildade, uma simples mulher, vinda ao mundo por Adão e Eva, mas predestinada a ser, conforme os Evangelhos, a “Bendita entre as mulheres” (Lc 1,42), a “Cheia de Graça”, aquela a “quem todas as gerações chamam Bem-Aventurada”, portanto, a mais perfeita discípula de Jesus e, por isso, modelo e exemplo para todos nós, que devemos ver em ti a nossa Mãe e nós como teus filhos que te veneram, te prestam devoção, mas que, acima de tudo, deve ser vista como nosso modelo de cristão e assim ser imitada como o rosto do novo homem redimido por Jesus Cristo em sua plenitude. Quem ama deve identificar-se com Maria. Só depois é que deve vir a veneração, junto com a reverência, a admiração e o amor de todos os devotos, peregrinos de tua Festa e Círio de Nazaré.
Maria, que disse “Faça-se em mim segundo a Tua Palavra”, e meditava em seu coração os planos misericordiosos de Deus para com os Homens e também meditava e guardava em seu coração os misteriosos desígnios de Deus para si e para a humanidade, conforme segue abaixo e também aplicava essas lições no amor e no serviço concreto aos irmãos, conforme “As bodas de Canâ”, quando intercede pelo bom vinho dado aos irmãos e os serviços que foi prestar à sua prima Isabel, conforme Lc 1, 39 a 56, com a visita à Isabel e quando esta disse: “Bendita és tu entre as mulheres e Bendito é o fruto do teu Ventre” entre outras coisas e onde Maria cantou o seu Cântico de Amor, o Magnificat, onde, entre outras coisas diz: “A minha alma glorifica ao Senhor, e o meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador, porque olhou para a humilde condição de sua serva. De fato, desde agora Todas as Gerações me hão de chamar ditosa porque me fez grandes coisas o Onipotente. ...Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes. Encheu de bens os famintos e aos ricos despediu-os com as mãos vazias. ...”Maria ficou com Isabel cerca de três meses. Depois regressou para casa”.
O que se poder deduzir do encontro de Maria com sua prima Isabel? Maria não foi a Isabel para cantar o Magnificat, mas foi à serviço do irmão e encontrou receptividade em Isabel que reconheceu Maria como Mãe de Jesus, portanto Mãe de Deus e, por isso, também cantou esse Canto de Amor, que significa a Visão Social de Maria e os três meses com Isabel significa que Maria meditava, glorificava à Deus e amava o irmão.
Nós devemos recorrer sempre a Maria devido as nossas limitações, ocasionadas pelo pecado original e demais pecados e limitações humanas, pedir sempre a intercessão de Maria por nós e nossos irmãos conforme o que diz o “rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte” da nossa Ave-Maria.
E quanto a imagem de Nossa Senhora, que muitos criticam essa devoção, não devemos ver a louça, a madeira, o vidro, o barro ou outro qualquer material inanimado da imagem de Maria, mas o que está por trás, o que simboliza, conforme acima especificado. As imagens de Maria apenas procuram viabilizar o invisível e tornar sensível o espiritual, para melhor crescermos no Amor e na Misericórdia que o Filho de Maria, Jesus Cristo nos ensinou, para também sermos outros Jesus na Terra, portanto, outros filhos de Maria. Qual o filho que não tendo mais a presença física de sua mãe, não guarda com carinho as suas lembranças: cartas, retratos, esculturas, pinturas, objetos, jóias e demais lembranças?
 
O 20º Auto do Círio
O Auto do Círio foi criado em 1993 no Núcleo de Arte da UFPA, por iniciativa das professoras Zélia Amador de Deus e Margarida Refkalefsky e sua 20ª edição vai acontecer nesta 222ª edição do Círio de Nazaré, em Belém/PA. Os preparativos estão sendo feitos em espaços da UFPA, para essa que é considerada por muitas pessoas como uma espécie de Arte Romaria do Círio, que levará às ruas do bairro da Cidade Velha o cortejo, que tinha o objetivo de chamar a atenção para uma revitalização do Centro Histórico de Belém, fato que aconteceu com alguns prédios, monumentos e igrejas, mas que não revitalizou os casarões históricos, sobrados e as ruas nem sequer possuem placas indicativas dos vultos históricos que lhes dao nome, porque se encontram esquecidos por todas as ruas desse bairro histórico, que é o maior símbolo dos 400 anos de fundaçao que Belém vai festejar. Durante o Auto do Círio são apresentados números e motivos carnavalescos, carimbó, boi-bumbá, teatro, dança, performances variadas e orquestrais. Este ano o Auto do Círio, para festejar sua 20ª edição, terá como tema  "Senhora de Todas as Artes, para agregar e congregar todas todas as vertentes artísticas que se envolvem nesse cortejo. A presença de fiéis devotos contritos e promesseiros começaram também a participar dos cortejos, fato que chama a atenção para que esse grande evento também seja considerado mais uma das inúmeras grandes romarias do Círio de Nazaré, mas com a conotação de uma Arte Romaria da Quadra Nazarena. 
A Corda do Círio
Um dos maiores símbolos do Círio de Nazaré já se encontra em Belém, vinda de Santa Catarina. A Corda tem 800m de comprimento e 48mm de diametro e que será dividida em dois pedaços que serao usados nas romarias da Trasladaçao e do Círio de Nazaré, atreladas à Berlinda da Santa. Vide Festa e Círio de Nazaré 2013, com as explicaçoes sobre a Corda do Círio. 
A Imagem Peregrina e o Círio Naval
A Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré continua as suas intensas visitas aos órgãos públicos, empresas, entidades bairros. No dia 28/10/2014, a partir das 8h, acontecerá a visita da Imagem Peregina ao bairro de Val-de-Cães, envolvendo moradores, escolas, Conjunto Marex e essa participação de mais de 10 anos é tão intensa e participada nos 4km da Av. Júlio Cézar até a Rodovia Arthur Bernardes, que já recebe o nome de Círio Naval. Este ano a procissão terá andor, carro-som, banda e Missa Campal no Colégio Almirante Guilhobel.
Círio Literário
Livro Círio Patrimônio Cultural da Humanidade
Os milhões de romeiros, devotos e turistas que participarem da 222ª edição do grandioso Círio de Nazaré terão oportunidade de adquirir o livro publicado pelas Editoras Verde e Guia com o título acima, com a chancela da Arquidiocese de Belém, Congregação dos Padres Barnabitas e a Diretoria do Círio de Nazaré. O Círio de Nazaré foi reconhecido pela UNESCO-Organização das Nações Unidas Para a Educação, a Ciência e a Cultura como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, título que legitima a colossal Romaria do Círio de Nazaré como excepcional, inigualável e imortal para a Cultura do Pará, do Brasil e do Mundo, segundo declaração dos autores do livro, que será lançado a 7/10/14 na abertura oficial da grandiosa procissão. O referido livro é bílingue e com mais de 200 páginas com centenas de imagens que relatam a magnitude, grandeza do Círio de Nazaré e das demais romarias da Festa e Círio de Nazaré e os aspectos religiosos, culturais, sociais, econômicos da sociedade paraense. Convém salientar que o livro lançado com o título acima já está na 6ª edição das referidas editoras e agora com o viés de Patrimônio Cultural da Humanidade.
Além do livro deste ano, existem os livros de Círios anteriores que abordam os variados aspectos do Círio de Nazaré.
Outros autores paraenses, em prosa e verso, aproveitam essa grande manifestação de fé para também publicarem seus artigos, poesias e livros que tratam também dessa que é a maior manifestação do mundo cristão.
A Organização e Segurança na Festa e Círio de Nazaré
Por ser uma romaria gigantesca o Círio de Nazaré e as demais grandes romarias da Quadra Nazareno exigem uma demorada e minuciosa organização que envolvem todos os aspectos dessa grande festa católica. É por esse motivo que aproximadamente 27 mil pessoas e entidades e órgãos estarão estarão envolvidas na organização e segurança do Grandioso Círio de Nazaré e demais romarias e serviços dos organizadores da festa. São 25 entidades envolvidas e analisadas pela Diretoria da Festa de Nazaré e pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômico/DIEESE/PA que forneceram os números deste texto. 12.500 pessoas estarão nos serviços de socorro pela Cruz Vermelha durante o Círio e demais romarias e atuando em conjunto com 100 agentes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência/SAMU. A segurança da procissão ficará por conta de 4.250 policiais militares e 550 policiais rodoviários, aos quais receberão ajuda de 2 mil Guardas de Nazaré. E a segurança também contará com a presença de 1.400 bombeiros e 2.030 homens das três forças armadas do Exército, Marinha e Aeronáutica. Juntando-se a esse grande aparato de segurança estarão membros de secretarias municipais e estaduais, prefeituras, órgãos do turismo e da própria Diretoria da Festa que estarão sempre alertas durante o Círio e demais romarias. 
O Corpo de Bombeiros, além de sua atuação no Círio de Nazaré e demais romarias, também atua na vistoria nos brinquedos do Ita Center Park, que é um centro de diversões montado todos os anos durante a Quadra Nazarena, ao lado da Praça Santuário de Nazaré. Todos os ítens já foram devidamente vistoriados e fiscalizados nos 19 grandes brinquedos de diversão e lazer dessa empresa que atua pelo 23º ano na Festa e Círio de Nazaré. 
A Casa de Plácido
Plácido José de Souza achou uma Imagem de Nossa S. de Nazaré, à margem do Igarapé Murutucu, sendo uma imagem em estilo barroco, na forma de matrona portuguesa dos séculos 17/18, em 1700. A partir desse achado, Plácido levou a referida imagem para casa, mas ela sempre voltava para a margem do referido igarapé e ele intuiu que a Imagem achada queria ficar naquele lugar do achdo e, assim, ele construiu uma pequena ermida e ali se iniciou a devoção à Nossa S. de Nazaré, pois a notícia sobre o milagre da volta da Imagem ao mesmo lugar se espalhara rapidamente pelos moradores do local. Isso chamou a atenção de moradores mais distantes e até de autoridades constituídas nesses tempos. A devoção à Nossa S. de Nazaré crescera muito e em 1793 era realizada a primeira romaria da Virgem de Nazaré. A ermida não suportando a intensidade da devoção, foi substituída por uma capela, esta que foi substituída por uma igreja modesta, até esta ser substituída pela imponente Basílica de Nazaré. Assim aconteceu com o pequeno Círio inicial em 1793, que foi crescendo na quantidade de romeiros ao ponto de na atualidade comportar o portentoso Círio de Nossa S. de Nazaré que arrasta mais de 2,5 milhões de pessoas no 2º domingo de outubro de cada ano. A devoção à Nossa S. de Nazaré cresceu tanto que, ao lado do tradicional Círio do 2º domingo de outubro, acontecem outras romarias, algumas arrastando mais de um milhão de pessoas. Atualmente a devoção à Nossa S. de Nazaré está se espalhando por várias cidades do Brasil e recentemente a grande romaria do Círio foi constituído Patrimônio Cultural da Humanidade, título que foi conferido pela UNESCO (vide acima). Com o passar dos anos muitas pessoas começaram a pagar as graças alcançadas através da intercessão da Virgem de Nazaré, com longas caminhadas, chegando à capital paraense com visível emoção e alegria, mas fisicamente extenuados, feridos e necessitando de cuidados especiais para atenuar o cansaço, curar as feridas e necessitando também de uma revigorante refeição. Com esse objetivo, de dar assistência aos romeiros nessas condições, é que a Diretoria da Festa de Nazaré, Arquidiocese de Belém e Padres Barnabitas construíram o anexo da Basílica de Nazaré, que foi batizado com o nome de "Casa de Plácido", que atualmente presta esses relevantes serviços  sociais através da Pastoral da Acolhida da referida Basílica de Nazaré.. Como as despesas com o Círio de Nazaré, suas demais romarias e muitas outras despesas com a colossal festa, a Pastoral da Acolhida está chamando os fiéis devotos de Nossa S. de Nazaré para contribuírem com materiais diversos, alimentos e recursos para atender a alta demanda da Casa de Plácido. 
PROMESSEIRO
Outubro transborda crença,
Belém se entrega à Virgem.
Promesseiro com esperança,
Suporta qualquer viagem.
Faz sacrifício e não reclama,
Com fé, vem de toda parte,
Emoção, lágrima derrama.
O círio também é uma arte!


Milton Teixeira.
Os Romeiros de Nazaré
Os Romeiros do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, em Belém/PA, vêm de todos os cantos do Pará, estados vizinhos e demais estados brasileiros, alguns fazendo grandes sacrifícios para chegar até Belém.
Romeiros das Estradas do Pará
Várias são as comitivas de romeiros que chegam à Belém fazendo grandes caminhadas à pé, em trechos de até 70km, como é o caso dos aproximadamente 700 romeiros que vieram do município de Castanhal/PA. Essa procissão já é tradicional, onde esses romeiros se organizaram e participaram de Missa na frente da Igreja Matriz de São José para pedir proteção, força física e espiritual para tão longa caminhada. Em 8/10/2014 aproximadamente 700 romeiros fizeram essa caminhada à pé pela Rodovia BR-16 com destino à Basílica-Santuário de Nazaré, em Belém e com previsão de chegada às 8:00h de 9/10/2014, com previsão de 24h de caminhada. Essa caminhada já acontece há 35 anos e atualmente esses fiéis romeiros já tem o acompanhamento do Corpo de Bombeiros e da Polícia Rodoviária Federal e durante a viagem recebem água e alimentos dos passantes da estrada e param em determinados trechos para fazer alguns minutos de descanso
Museu do Círio
Para o turísta que quiser conhecer a história do Círio através de seus ícones ou para o fiel devoto que quiser recordar ou reviver os Círios passados, existe o Museu do Círio, que fica localizado na Rua Padre Champagnat, no Complexo Arquitetônico Feliz Lusitânia, no Bairroda Cidade Velha. Esse museu possui mais de duas mil peças de10 coleções diferentes, indo dos objetos oferecidos pelos fiéis promesseiros, a Corda do Círio, os brinquedos de miriti de Abaetetuba, os Mantos usados usados pela Imagem de Nossa Senhora de Nazaré, os ex-votos em cera representando partes do  corpo, os barcos e casas entregues pelos pagadores de promessas e mais uma grande e variada gama de objetos representativos de agradecimentos à Virgem de Nazaré pelas graças alcançadas.
Círio Cultural
O Círio Cultural pode ser entendido como as inúmeras mostras e apresentações culturais que acontecem por todos os cantos da Capital, Belém, durante os15 dias da Quadra Nazarena e envolvendo todos os segmentos da Cultura que remetem à Festa e Círio de Nazaré, como:
  • "Fisionomia da Corda, que é uma exposição fotográfica que aborda as diversas situações e contextos da história da Corda do Círio e das condições que a Corda assumiu e assume no tocante as diferentes fisionomias nos aspectos religioso, devocional, prático, material, orgânico e outras nuances que a presença da Corda representava e representa sob difentes pontos de vista. Essa mostra é uma criação do fotógrafo Patrick Pardini em colaboração com o artista Biratan Porto e ainda é uma homenagem ao escritor Benedicto Monteiro, este que foi o maior intérprete do Círio e da Corda em seus escritos. Essa mostra fotográfica de terça à sexta-feira da 9 às 17:00h; sábado e domingo das10 às14:00h no Museu da UFPA, naAv. José Malcher,1192 e vai até 30 de novembro de 2014.
  • Mostras do artista plástico  Emanuel Franco "A arte que vem do céu"e "A devoção que dos rios" que são maneiras de homenagear o Círio de Nazaré, através da produção dos artesões de miriti de Abaetetuba e que podem ser vistas até o dia16 de outubro na Estação das Docas. A mostra "A arte que vem dos céus" apresenta as girândolas cheias de 60 brinquedos produzidos a partir da fibra do miriti e a exposição "A devoção que vem dos rios" é o resultado de um workshop feito com 12 artesões do miriti de Abaetetuba e que traz 22 objetos com as respectivas motivações foram coletadas em estaleiros navais situados em áreas ribeirinhas de Belém e cidades vizinhas. Essas exposições têm a finalidade de mostrar a cultura e a fé que envolve o Círio de Nazaré em visitação que vai das 10 às 22h e até o dia 16 de outubro na Estação das Docas,no Boulevard Castilho França,em Belém.
O Círio Espiritual
Foto do acervo de Eliana Fonseca
Já escrevemos aqui que existe toda uma Espiritualidade Mariana que precisa ser vivenciada por nós cristãos e até não cristãos que sejam pessoas de Boa Vontade, que estão espalhados por todos os recantos do mundo e inseridos em todas as demais religiões e até em pessoas de outras convicções não religiosas, que podem viver e praticar alguns dos ítens por nós elencados abaixo. Antes queremos dizer que por força da impressionante dimensão em que se transformou a Festa e Círio de Nossa Senhora de Nazaré e envolvendo impressionantes números, em fatos que resultaram nas diferentes facetas em que essa grande festa se transformou, devido os diferentes olhares analisados no decorrer dessa festa religiosa, mas que por isso tudo assumiu outros aspectos. Por isso é que aqui falamos dessas diferentes facetas dessa festa como: o Círio Econômico (envolvendo cifras econômicas e financeiras), o Círio Cultural envolvendo diferentes aspectos culturais), o Círio Musical (devido a incrível musicalidade cristã e não cristã despertada por essa grandiosa festa), o Círio Congregacional (devido a enorme vontade de reencontrar, de congregar no seio das famílias, do trabalho, em muitos eventos e à exemplo da Festa do Natal) e tudo transformado em novas tradições que vão se juntando as mais antigas  tradições do Círio.
Alguns ítens do Círio Espiritual, extraídos da Vida de Nossa Senhora, a Mãe de Jesus, que devem ser por nós vivenciados na Quadra Nazarena e  em toda a nossa vida:
  • "Fazei tudo o que Ele vos disser", do episódio Bíblico das Bodas de Caná e Maria já intuía e vivia nessa sua frase que Fazei tudo o que Ele vos disser significava fazer a Vontade de Deus em todos os momentos de nossa vida, viver o Mandamento do Amor de Jesus (Amai-vos uns aos outros...) e naquele momento das BodasdeCaná Jesus pedia também que se desse a todos os presentes e não presentes o bom vinho do Amor, dos serviços aos irmãos, o bom vinho da fraternidade entre os homens e outros aspectos espirituais intrínsecos nessa primeira frase pública de Jesus. Então nestes nossos momentos da Festa e Círio de Nazaré nós podemos repartir o nosso bom vinho de fraternidade entre nós, do bom vinho de nossos atos concretos de amor e serviços aos nossos irmãos mais próximos de nós, aos desconheci dos que precisam de nossos serviços, como nas Bodas de Caná.
  • "...o Senhor olhou para a humilde condição de sua Serva,... "trecho extraído do Canto de Maria em sua visita à sua prima Isabel quando esta se encontrava grávida e precisando de ajuda. Realmente, materialmente, Maria era muito pobre, basta se olhar a Família de Nazaré que residia em uma humilde casinha desprovida de quase tudo. Mas se Maria era pobre materialmente, em contrapartida era rica em valores espirituais, onde vivia em harmonia com seu esposo José e com seu Filho Jesus, Este, desde muito cedo já possuidor da Ciência  infusa, por ser Ele o Filho Humano-Divino de Deus e de onde Maria hauria todos os ricos valores espirituais que saíram em palavras de sua boca no seu Hino do Magnificat, nas Bodas de Caná. Foram os homens, através de devoções um pouco exacerbadas em relação à Maria que transformaram essa devoção em suntuosas e ricas  catedrais, em Maria ricamente vestida em Rainha, com vestes de Mantos riquíssimos e transportada em ricos andores e em demonstrações de fé que muitos acham exageradas. O autor do Blog do Ademir Rocha é um dos muitos cristãos que são de acordo que festas religiosas pudessem ser demonstrações de fé baseadas na vivência dos ricos valores espirituais extraídos dos ensinamentos de Jesus, como fez Maria, a Cristã e Apóstola Perfeita, a Mãe por Excelência. Porém o devocionismo foi  a maneira através do qual o Brasil e demais países da América Latina foram colonizados pelos colonizadores vindos da Península Ibérica. Está tudo errado? Claro que não, pois atualmente estamos vivendo um período de liberdade e liberalidade jamais vistos no mundo todo, e onde os valores espirituais estão como  que sendo aparentemente esquecidos e suplantados pelos apelos do mundo moderno, onde o "ter, o ser e o poder" são os contravalores que muitos aderem, ao lado dos contravalores dos apelos mundanos e do secularismo pregado pelos atuais donos dos conhecimentos e das ciências humanas, sociais e físicas, estas muito diferentes da Ciência Infusa (Ciência dos verdadeiros valores espirituais e  conhecimento verdadeiro e total dos inígmas e segredos do Universo) de Jesus, da qual Maria hauriu um pouco, para viver no seu tempo, conforme já dito nestas postagens. Então o Círio de Nazaré em sua forma atual tem o grande mérito de trazer esses milhões de fiéis devotos para a sua Festa e Círio, vindos das mais diferentes camadas sociais e lugares, para render sua homenagem  à Vigem de Nazaré, pagar suas promessas, louvar a Virgem e agradecer pelas graças alcançadas. Talvez seja a Festa e Círio de Nazaré a única oportunidade que a maior parte dessas pessoas tenha para se encontrar com Deus, através de Maria, e deparar com os Ensinamentos de Jesus, mas que eles possam levar consigo um pouquinho da Espiritualidade Mariana, extraída da própria Vida de Maria e possa aplicar esse aprendizado em suas vidas, lutando por um mundo novo de honestidade, de verdade, de justiça e paz social com a partilha de bens materiais e espirituais, de amor concreto ao irmão, de santidade e  não fazer como o povo que acorreu à Jesus em busca de pão e peixe, mas que ouvindo o Sermão da  Montanha que falava das dificuldades da vida cristã, debandaram, e não fizeram como bem demonstra a vida de Maria, que esteve ao lado de seu Filho Jesus até o fim. É  também através de nossa coerência cristã ou vida de boa vontade que também rendemos Glória à Deus.
O Círio Musical
Canções em Romaria
O Círio Musical é formado pelos inúmeros eventos e shows musicais que homenageiam Nossa Senhora de Nazaré durante a Quinzena Nazarena. Nesse período vários artistas do segmento musical procuram mostrar seus trabalhos ou realizam shows especialmente para homenagear a Virgem de Nazaré, como é o caso da homenagem tradicional apresentada  pelas cantoras Lucinha Bastos, Andréa Pinheiro e Mariane Lima com o show "Canções em Romaria" em seu 11º ano, que será apresentado no próximo dia 16 de outubro no palco do Teatro da Paz, que contará ainda com a participação especial de Camila Honda, Juliana Sinimbu e Gigi Furtado, e com a presença de renomados musicistas paraenses, em espetáculo que faz parte do Projeto Nazaré em Todo Canto, da Secretaria de Estado da Cultura do Pará.
 Corda e Fé, Música e Maria
"Corda e Fé, Música e Maria" é o nome do show dedicado à Nossa Senhora de Nazaré feita pelo devoto e músico Salomão Habib, feito no dia 9/10/2014 na Igreja de Santo Alexandre. No repertório do renomado violonista estiveram presentes as composições de devoção que o mesmo já fez em homenagem à Nossa S. de Nazaré, inclusive as duas que dão título ao show: Cançes para Maria e Corda e Fé, e a sua última canção religiosa, Outubro, que se refere à festa dos paraenses. O show Mariano é voltado para traduzir os momentos de alvorada, procissão, oração e festa, em propostas que remetem aos momentos marcantes da Festa e Círio de Nazaré.
Maniçoba Musical
O show "Maniçoba Musical" remete à Culinária Paraense durante o Círio de Nazaré. Nesse show os artista da Região Norte se encontraram em 9/10/2014 para desenvolver esse show dentro do "Projeto Uma Quarta de Arte, no palco do Teatro Margarida Schivasappa, do Centur. Artistas que se fizeram presentes: Patrícia Bastos, Joãozinho Gomes, Amadeu Cavalcante, Finéas Nelluty e Enrico Di Miceli, do Amapá; Sérgio Souto, do Acre e Ronaldo Silva, Júnior Soares e Mário Moraes, do Pará e outros nomes de outros estados com participação especial no show.
Círio Musical
"Círio Musical" é o nome que se dá a uma série de shows de cantores, bandas, padres e pessoas que se dedicam à musica com teor religioso, em evento que se iniciou no dia 12/14/2014 na chamada Concha Acústica da Praça Santuário. O 1º que subiu ao palco foi o padre-cantor Antonio Maria, às 20h e a ele se seguiram: Anjos de Resgate, e outros cantores e bandas que continuarão a se apresentar à cada noite da Quadra Nazarena, até o dia 26 deste mês. O Círio Musical já é realizado há mais de 10 anos e como um instrumento de evangelização através da música. Outros nomes que estão agendados para as 15 noites da Quadra Naarena: Ziza Fernandes,  Rosa de Saron, Dunga, Cosme, Banda Dom, Suely Façanha, Missionário Shalon, Tony Alysson, Banda Dominus, Adriana, Davidson Luiz, Adoração e Vida e Padre Sidney. O Círio Musical ajudou a atrair a juventude para a participação do Círio e da vida da Igreja e os artistas escolhidos visam atender a evangelização da juventude, fato que já é comprovado pela participação no Círio e demais romarias, onde a presença dos jovens já é maioria nesses eventos.

Blog do Ademir Rocha, de Abaetetuba/PA