Mapa de visitantes

segunda-feira, 6 de abril de 2020

Antigas Ruas, Casas Comerciais, Bares, Fábricas, Salões de Festa, Oficinas e Vendedores em Abaetetuba

Antigas Ruas Comerciais, Casas Comerciais, Bares, Fábricas, Salões de Festa, Oficinas e Vendedores em Abaetetuba

Vias comercias da cidade de Abaetetuba:

RUA JUSTO CHERMONT
Rua Justo Chermont, na frente da cidade, que antigamente era apenas a beira do rio Maratauíra e cheia de pontes e trapiches em toda a sua extensão. Com a boa visão de alguns antigos gestores, essa rua foi devidamente aterrada e hoje a frente da cidade se constitui em um calçadão já bastante deteriorado e que abriga  casas comerciais, de serviços, e vendas de nossa feira, mal organizada e, em sua maior parte, à céu aberto, devido falta de ordenamento e fiscalização. A feira da Rua Justo Chermont, com o antigo aterramento, hoje se prolonga da Travessa Santos Dumont, no Bairro Comercial, até a Rua Pedro Pinheiro Paes ou até mais, já no bairro do Algodoal. Logo se trata de um longo trecho comercial da frente de cidade que não chama a atenção pelo seu aspecto urbanístico e sim pelo seu grande e desordenado movimento comercial.

TRAVESSA SANTOS DUMONT
Travessa Santos Dumont, trecho com início na frente da cidade, que abriga um bem localizado ponto de comércios e serviços diversos e um movimentado e postos de combustíveis marítimos e vendas. Esse trecho ainda se encontra em estado precário de organização e ordenamento, com muitas pontes interligando os vários ancoradouros de embarcações de todos os tamanhos e um caminho cheio de lama que conduz até o Mercado de Peixe da cidade. Nenhum gestor se preocupou em aterrar e urbanizar adequadamente esse trecho da Rua Justo Chermont, canto com a Travessa Santos Dumont, que segue com seu comércio rua abaixo.

AVENIDA 15 DE AGOSTO
Avenida 15 de Agosto, trecho da frente da cidade, que é uma grande área comercial e de serviços, que abriga o Mercado de Peixe, de vendas ambulantes, barracas mal distribuídas, postos de combustíveis marítimos e com muito lixo espalhado pela rua e calçamento em precário estado de conservação. Aliás, não dá nem mais para revitalizar esse trecho de rua, e sim construir outro calçadão e com a feira devidamente urbanizada, organizada, higienizada e com bons ancoradouros para receber as centenas de embarcações que aportam nesse trecho, e com uma grande movimentação de veículos tipo motos e bicicletas, carros, aumentando ainda mais a confusão que ali se observa em termos de desorganização comercial. A Av. 15 de agosto desce rua abaixo com muitos pontos de comércios até chegar ao campo do Abaeté Futebol Clube.
 Este é o início da importante e comercial Av. 15 de agosto onde existe uma grande concentração de casas comerciais, feira, pontos de mototáxi e bicicleta para as "deixadas"
 Na Av. 15 de Agosto se localiza o Mercado de Peixe de Abaetetuba. Vide o detalhe dos urubus em cima dos prédios
 Ao lado do Mercado de Peixe de Abaetetuba existe a feira onde podem ser encontrados vendedores de frutas, verduras, legumes, plantas medicinais, roupa, alimentos, etc
 Ainda a feira da Av. 15 de Agosto e as bancas de vendas e pontos de motos, bicicletas, carrinhos de mão,etc.
 A feira da Av. 15 de Agosto se localiza no meio da rua, esperando o término da reconstrução
da orla de Abaetetuba.

Acima temos a foto da Av. 15 de Agosto, canto com a Tv. Padre Luiz Varela

Fotos antigas
O antigo Mercado de Peixes em um determinado tempo foi erguido em madeira com boxes coberto de lona e no meio da Av. 15 de Agosto.


As pontes, casas comerciais antigas de madeira e casas familiares também em madeira dominavam o cenário das antigas construções em Abaetetuba.
As pontes em madeira construídas pelos antigos comerciantes dominavam o cenário da frente da antiga cidade de Abaeté. nessa foto abaixo também aparece o lendário "Navio 3 de Outubro" atracado
na também lendária Ponte Grande. As antigas ruas da frente da cidade eram ainda pontes de madeira (palafitas).

O antigo Mercado Municipal se localizava à beira do rio em 1908 e, somente depois de algumas décadas é que foi construído o atual Mercado Municipal, com os serviços do Mestre César.

A antiga Igreja do Divino Espírito Santo, na Praça da Bandeira, era um simples chalé com alpendre, situada na antiga Rua D. Pedro I, junto à casa dos antigos padres, que foram derrubadas pelos antigos Padres Capuchinhos, devido a construção da nova Igreja Matriz de N. S. da Conceição, anos de 1930.

O antigo prédio da Prefeitura Municipal foi substituído por um novo prédio, conforme foto da maquete.

AVENIDA DOM PEDRO II
Avenida D. Pedro II, trecho da frente da cidade, que comporta uma grande quantidade de casas comerciais de todos os tipos, postos de combustíveis marítimos e, na rua, pontos de vendas com muitas barracas, e essas vendas não padronizadas, não higienizadas e com lixo, sem contar a circulação infernal de veículos de todos os tipos. A feira que sai do início da Avenida D. Pedro II se estende rua abaixo, fazendo esquina com muitas outras ruas, portanto, cortando as ruas Siqueira Mendes, Barão do Rio Branco, Travessa Padre Luiz Varela e outras tantas ruas de Abaetetuba, e as vendas se espalham para todos os lados a partir de seu início, principalmente nas calçadas dessas ruas e da Praça de Nossa Senhora da Conceição.
A Av. D. Pedro II se inicia à beira-mar e, desde esse início, concentra uma grande quantidade de lojas, bancas de vendas, e atualmente serve de pontos de carros, motos, bicicletas
A feira no meio da rua
Canto da Av. D. Pedro II com Rua Siqueira Mendes, consumidores e ponto de táxi
Apesar de Abaetetuba ser a 5ª cidade mais populosa do Pará e ser também o polo comercial do Baixo Tocantins, não possui saneamento adequado com o lixo se acumulando pelas valas

AVENIDA PEDRO RODRIGUES
Avenida Pedro Rodrigues, trecho da frente da cidade, que também possui uma grande quantidade de casas comerciais e de serviços de todos os tipos e a feira que desce atravessando as ruas acimas citadas e outras ruas. No seu trecho inicial é que a desorganização se faz sentir, com muitas vendas pelas calçadas, ruas, em meio a uma grande quantidade de motos e bicicletas em meio à movimentação de centenas de pessoas comprando e vendendo todos os tipos de produtos, sem ordenamento, higienização, fiscalização, etc.
A Av. Pedro Rodrigues é uma rua altamente comercial de Abaetetuba e que, no seu início à beira-mar, possui feira nas calçadas e rua que avança em direção à Praça da Bandeira.
Como corre a lenda que Abaetetuba iniciou à beira de um rio e com uma capela e choupanas cobertas de palhas e com maioria dos habitantes sendo índios e caboclos, e o desenhista fez o seu desenho da atual Av. Pedro Rodrigues, na frente da cidade de acordo com esse cenário descrito.

A Praça da Bandeira acima, em seu entorno, abriga uma boa quantidade de vendas pelas ruas e calçadas e referida praça faz esquina com a Av. Pedro Rodrigues onde o movimento de veículos é muito intenso.

RUA PEDRO PINHEIRO PAES
Rua Pedro Pinheiro Paes, trecho da frente da cidade, que já foi trecho alagado por um igarapé que foi devidamente aterrado, que também se encontra em estado precário de conservação. Por ali se encontram casas comerciais e de serviços, um posto de combustíveis e outros postos marítimos de combustíveis, e com inúmeras vendas ambulantes ao derredor desse trecho. Já é um trecho de rua de grande movimentação de pessoas vindas das Ilhas de Abaetetuba e da cidade em compras e vendas variadas. Já dissemos acima que a antiga Abaetetuba possuía muitas ruas em palafitas. Se o amigo Raimundo Erogildo/Tio Cabra não estiver errado, abaixo temos a foto da antiga Rua D. Pedro I, hoje Rua Pedro Pinheiro Paes.

Abaixo temos uma foto do amigo Tio Cabra que mostra a Praça da Bandeira em reconstrução, com o interventor municipal Mariuadir Santos ao lado do sr. Hildo Tavares Carvalho e o interventor estadual coronel Alacid Nunes e autoridades. A comitiva caminha pela praça, vendo-se do outro lado da foto a casa do Sr. Jucá Costa e família, que fica na Avenida Pedro Rodrigues, e no fundo da foto vemos o antigo Grupo "Basílio de Carvalho", ainda com um pavimento, que fica na Rua Barão do Rio Branco. Do lado esquerdo dos caminhantes fica a atual Rua Pedro Pinheiro Paes.
RUA SIQUEIRA MENDES
Rua Siqueira Mendes, que é uma rua com alta concentração de casas comerciais e de serviços, vendas nas calçadas e rua, ponto de motos e bicicletas. Essa rua segue como pontos de comércios em seus dois sentidos a partir de uma visão pela Avenida D. Pedro II, que a corta ao meio e nos seus dois sentidos possuía alguns estaleiros para construção de barcos em madeira.
A Praça da Bandeira, abaixo, faz esquina com a Rua Siqueira Mendes e também com a Av. Pedro Rodrigues.
 A Praça da Bandeira faz esquina com a  Rua Siqueira Mendes e com a presença de muitas casas comerciais, vendas de ruas, pontos de mototáxi e bicicletas
 A Rua Siqueira Mendes faz esquina com a Av. D. Pedro II, trecho onde se concentra grande quantidade de casas comerciais, pontos de táxis, mototáxis, bicicletas e pedestres.
Ponto de vendas de rua na esquina da Rua Siqueira Mendes com a Av. D. Pedro II. Ao fundo o Mercado de Carne.

RUA BARÃO DO RIO BRANCO 
Rua Barão do Rio Branco, que é a rua comercial chique da cidade, muito movimentada e passagem obrigatória para carros, motos e bicicletas para o centro comercial e bairros diversos e possui também muitos pontos de vendas espalhadas pela rua e calçadas.
A Rua Barão do Rio Branco é uma das poucas ruas arborizadas em Abaetetuba e é rua de intenso movimento de carros, motos, bicicletas e pedestres e com grande concentração de lojas e vendas de rua
Esquina da Rua Barão do Rio Branco e Av. D. Pedro II, onde existe intenso movimento de carros, motos, bicicletas, pedestres, lojas e vendas de rua.
Esquina da Rua Barão do Rio Branco e Av. D. Pedro II, um dos poucos locais com sinalização do trânsito
Rua Barão do Rio Branco e suas grandes lojas comerciais e trânsito intenso.

BARES. SALÕES, BARRACÕES, SEDES, SORVETERIAS, DOCERIAS, FARMÁCIAS E OUTROS PONTOS COMERCIAIS E SERVIÇOS:

BARES E SORVETERIAS
Bares:
"A Toca", famoso bar de propriedade do saudoso dentista Osni Barros da Silva, sito na Rua Siqueira Mendes, com músicas da Jovem Guarda, às proximidades do antigo Hotel Tocantins, nos anos 70, 80, hoje extinto.
. Bar da Ivete
. Bar da Venuta, dos anos 70, 80,  também com festas, hoje extinto.
. Bar do Biguara, hoje extinto.
. Bar Guará, famoso bar situado numa sala térrea da sede do Abaeté, clube de futebol, no canto do Av. D. Pedro II e Travessa Luiz Varela, que veio dos anos 60 até os anos 80, hoje extintas as festas, que era de propriedade do popular Zé da América. O Abaeté hoje possui sede em outra rua e ainda pratica o futebol.
. Bar do Didi, que ficava ao lado do atual escritório da CELPA em Abaetetuba.
. Bar e Sorveteria Modelo, de propriedade do antigo comerciante e viajante marítimo Geraldo Margalho, na década de 1970, situado na Av. Pedro Rodrigues, esquina com a Rua Siqueira Mendes.
. Bar e Sorveteria Princesa, de Nicola Parente, no início da Av. D. Pedro II, que funcionou nos anos 60, 70 e início dos 80, que também possuía jogos de bilhar que atraía muitos adultos e jovens nessa diversão.
. BAR DO TITO BRABO, na Rua Lauro Sodré, canto com a Av. 15 de Agosto.
. Bar do Vandoca, dos anos 70, 80 e hoje extinto.
. Bar e Sorveteria Princesa, do conhecido comerciante e descendente de italianos, Nicola Parente.
. Bico da Chaleira, antigo bar de Abaetetuba, dos anos 70 e 80, lá pros lados do Posto de gasolina, à beira rio.
. Diquinho Duarte, nome que se dava a uma casa comercial de proprietário de mesmo nome, dos anos 70 e 80.
Continua:
Sorveterias:

.LOCAIS, BOATES, CASAS, BARRACÕES E SALÕES DE FESTAS DANÇANTES OU DE SANTOS:
. ASA BRANCA, famoso salão de festa dos anos 90.
. Casa do PAGODE, dos anos dos anos 90 e até anos 2000.
. CATAVENTO, famoso complexo incluindo salão de festas dos anos 80, 90, 2000.
. MALOCA AMAZÔNIA, famoso salão de festas dos anos 80 e 90.
. SÃO MIGUEL DO JARUMÃ, festejo de santo e com festa dançante no início da atual Estrada de Beja.
. Sede dos PEXEIROS, famoso salão de festas.
. Barracão MINEIRÃO, que realizava festas, hoje extinto.
. Barracão TARTARUGÃO, de propriedade da família Bechir, que veio dos anos 70 até os anos 90, hoje extinto.
. Boate BATACLAN, para festas nos anos 70, 80, hoje extinto.
. Boate da LOURDES, para festas nos anos 70, 80, hoje extinto.
. Boate do SABÁ, para festas nos anos 70, hoje extinto.
. CANTO DO SABIÁ, casa para festas na Rua 7 de Setembro com Rua das Árvores, hoje extinta.
. Casa do ZECAMIRÓ, que fazia festas dançantes nos anos 70 e 80, hoje extinto.
. MALOCA BORBOLETA ou Maloca do Gigi, famoso bordel de Abaetetuba dos anos 70 aos anos 80, hoje extinto.
. Salão MINEIRÃO, clube que realizava festas.
. Ninho do Urubu
. Salão Asa Branca, dos anos 70, hoje extinto.
. Salão Areia Branca, famoso salão para festas nos anos 70, 80, que parou por uns anos e, depois, voltou a funcionar como salão social para festas.
. Salão Sarabadalo, para festas, hoje extinto.
. Sede do Arco-Íris
. Sede da Barão, com festas dançantes nos anos 70, clube que chegou a disputar o Campeonato Abaetetubense de Futebol, das décadas de 70 e 80, hoje extinto.
. Sede do Abaeté, onde no seu térreo funcionou o antigo Bar Guará de propriedade do popopular Zé da América, famoso bar dos anos 60, 70 e 80, e o clube de futebol Abaeté possuía uma grande sede em dois pavimentos, no canto do Av. D. Pedro II e Travessa Luiz Varela, antigo clube de futebol que veio do anos de 1835 e que nos anos 70 até os anos 80 promovia concorridos bailes e festas, hoje extintas. O Abaeté hoje possui sede em outra rua e ainda pratica o futebol.
. Sede do Caieira, para festas dançantes, hoje extinto.
. Sede do Tietê, casa para festas do Clube Tieté, na Rua Lauro Sodré, dos anos 60, 70 e 80, inicialmente era uma sede em madeira, depois uma grande construção em alvenaria.
. Vênus Club, na verdade é VAC, clube de futebol que fazia festas dançantes na sua antiga sede social na Av. Pedro Rodrigues nos anos 60, 70 e início dos anos 80, em madeira e alvenaria e, depois,  mudou para a Rua 1º de Maio com sede em alvenaria, que continuou suas festas nos anos 80, 90 e 2000. A sede ainda existe, mas as festas cessaram.
. Sede do Palmeiras, clube de futebol nos anos 70, 80, que realizava festas dançantes, hoje sem festas, mas ainda disputando o Campeonato de Futebol.
Status Clube, clube social que realizava festas dançantes.
. Tom Marrom, clube social que realizava festas dançantes.
Continua

CASAS COMERCIAIS, SAPATARIAS, FÁBRICAS:
Casas Comerciais:
. Bazar do Didico Caxiado, era uma loja de roupas e variedades, situada no início da atual Av. D. Pedro II, em Abaetetuba.
. Casa Italiana, antiga casa comercial e fábrica, à beira rio, da família Parente, início com o patriarca Nicolau Maria Parente, passado para Garibaldi Parente, Clóvis Parente. Essa casa comercial possuía a sua famosa "Ponte Italiana" para embarque/desembarque marítimo de pessoas e mercadorias para as ilhas de Abaeté e de outras localidades às proximidades do município.
. Casas Pernambucanas, loja de rede nacional dos anos 80, hoje extinta em Abaetetuba.
. Casa Vivenda, antiga casa comercial em Abaeteuba, hoje extinta.
. Casa Salim, comércio do sírio-libanês Salim, localizada na Av. D. Pedro II, e Salim era antigo comerciante em Abaetetuba, chegando a possuir um bar e sorveteria onde hoje se localiza o Supermecado Dohara, na Av. D. Pedro II, esquina com a Rua Barão do Rio Branco.
Comércio do Chico Pompeu, que ficava ao lado do antigo Bar e Sorveteria Princesa, na Av. D. Pedro II.

. Discoteca Tok Disco, antiga loja de vendas de discos e gravações de músicas, de Jorge Silva/Jorjão, que vem da década de 80 até os dias atuais.
. Estela Modas, antiga e sofisticada loja de venda de confecções dos anos 70 e 80 localizada na Av. D. Pedro II, em frente da loja de Otávio Dias/Tavico, de propriedade de D. Stela Lobato, hoje extinta.
. Lojas Ultralar, moderna loja que vem dos anos 90, com grande movimento comercial na Rua Barão do Rio Branco.
. Lojas Raposa, tradicional loja comercial de Abaetetuba, que iniciou nos anos 70 até os anos 80, hoje não mais existe, da família Ferreira Dias.
. Luzi Modas
. Magazine Carioca, antiga loja de confecções na Av. D. Pedro II, canto com a Rua Siqueira Mendes, cujo dono era também chamado de Magazine Carioca.
. O Firmozinho", casa comercial de Firmo de Lima Bitencourt, em frente à Farmácia Drogazília.
. Moreno Armarinho, grande loja na Rua Barão do Rio Branco, em frente à Loja Ultralar, que vem dos anos 70, hoje reduzida a uma porta de vendas.
. Real Modas, sofisticada casa comercial dos anos 70 e 80, hoje extinta.
. Sapataria do Babi, antiga loja de confecções e vendas de calçados dos anos 70 e 80, de Sebastião Maués Carneiro/Babi.

Supermecados:
. A Eliana, supermercado
. Supermercado Conceição
Supermercado Dohara, iniciou com loja na Av. D. Pedro II, na Av. D. Pedro II, esquina com a Rua Barão do Rio Branco, que depois ampliou outros supermercados para outos pontos da cidade.
. Supermercado "O Mariozinho"
Continua

Fábricas e Oficinas:
. Casa Italiana, antiga casa comercial e fábrica, à beira rio, da família Parente, início com o patriarca Nicolau Maria Parente, passado para Garibaldi Parente, Clóvis Parente. Essa casa comercial possuía a sua famosa "Ponte Italiana" para embarque/desembarque marítimo de pessoas e mercadorias para as ilhas de Abaeté e de outras localidades às proximidades do município, hoje extinta.
. Fábrica Abaeté, para fabricação de produtos como o "Guaraná Abaeté", cola, etc, situada na atual Av. Pedro Rodrigues, fábrica que passou para outros proprietários, hoje extinta.
Fábrica AMAZÔNIA, de Nazareno Cardoso, hoje dirigida por seus filhos, para produção do "Guaraná Amazônia", cola e outros produtos.
. Fábrica de Gelo, de Raimundo Negrão Figueiredo, que iniciou na atual Av. D. Pedro II e que depois mudou para a atual Rua Siqueira Mendes, à beira rio, agora de propriedade de Arnaldo Paes Figueiredo, filho de Raimundo Negrão Figueiredo.
. Padaria ANJO DA GUARDA, de Hugo Lobato Nahum.
. Sapataria do Babi, antiga loja de confecções e vendas de calçados dos anos 70 e 80, de Sebastião Maués Carneiro/Babi, ao lado da casa comercial de Otávio Dias/Tavico.
Continua:

Oficinas:
. "Oficina Sousa", do conhecido Mestre Caetano, situada no início da atual Av. D. Pedro II, em Abaetetuba.
. Oficina de ferreiro do saudoso Mestre Crizanto Lobato, na área da beira mar, às proximidades da Rua Siqueira Mendes, lado esquerdo de quem desce a Av. D. Pedro II.
. Oficina de ferreiro do Mestre Augusto.
. Oficina de sapataria e casa de comércio "Abaeteense" do Mestre Carlito Loureiro/Carlos Maués Loureiro e seu irmão Pedro Loureiro.

VENDEDORES AMBULANTES:
. Assis, popular vendedor de picolés, que por causa de miopia usava óculos.
. Chico Doido, famoso vendedor ambulante que vendia perfumes, cremes, vaselina e outras mercadorias pelas ruas e casas em de Abaetetuba
. Culhão, popular vendedor de pupunha, biscoitos.
.
CINEMAS, JORNAIS, FOTÓGRAFOS, ESTÚDIOS, CINEMAS:
Cinemas:
. Cine Dira Paes, de propriedade do idealista José Alexandre Machado, localizado na Praça do Barco, que funcionou nos anos 2000, hoje extinto.
. Cine Imperador, situado na Praça da Bandeira, de propriedade de Abel Guimarães Rodrigues, que veio dos anos 70 até os anos 80, tendo passado por vários donos e hoje extinto.
. Cine Natan, de Crispim Ferreira, que veio dos anos 60 até início dos anos 70, hoje extinto. Na foto abaixo do amigo Tio Cabra, temos a Av. D. Pedro II com suas casas em madeira e o Cine Natan, também em madeira.

Jornais:
Fotógrafos:
. Dico Sousa
. Pernambucano
Continua

FARMÁCIAS, DRUGSTORES
. Farmácia Big Ben, concorrida farmácia de grupo comercial do Pará, com grande movimento em Abaetetuba, que fechou nos anos 2000. Vide foto abaixo.

. Farmácia Drogazília, do saudoso Jair Nery, em frente da loja "O Firmozinho", esta de Firmo de Lima Bitencourt.
. Farmácia do Gabriel Pereira Paes, que depois lembraremo o nome, que depois passou para o Antonio.
Continua

Hotéis, Motéis, Pousadas:
. Hotel Tocantins, antigo hotel de José Tibúrcio Sobrinho, que funcionava na Rua Siqueira Mendes, em frente uma antiga Delegacia de Polícia, que depois constrói um moderno hotel na Rodovia Dr. João Miranda, que não chegou a entrar em funcionamento nas mãos de seu antigo dono.
. Motel "O Farol"
. Pousada Beija-Flor
Continua

RESTAURANTES, CASAS E PONTOS DE LANCHES:
. Recreio da Mocidade, local de cafezinho, jogo de damas.
. Lanchonete do saudoso e popular Gidonda, hoje Sorveteria do Dário Sena.

Pais de Santo:
No terreiro de Pai de Santo, renomados macumbeiros, faziam trabalhos: que traz a mulher ou marido de volta, faz ganhar na loteria, faz amarração e desamarração de casamento, faz a mulher que quiseres cair nos teus braços, faz separação de casal, faz ter sucesso com as mulheres, afasta vizinho indesejável, encanta e "canta" mulheres alheias.
O babalorixá era o ajudante preparava as quantidades exatas de sal grosso, rodelas de aninga-pára, amoníaco, defumações e outros itens. O babalorixá explica ao cliente: prepare um banho com esses ingredientes e tome à meia noite. Depois faça as defumações. Volte na segunda-feira.
As sessões eram realizadas na segunda, quarta e sexta feira, onde se dançava, cantava, fumava e bebia  com o Pai de Santo e seu ajudante. A pessoa era banhada, defumada, recebia descarga e, na última sessão do cliente, havia consulta aos guias. Pai de Santo e seu ajudante, ficavam atuados por mais de três horas. Depois de refeitos, o babalorixá dava o último conselho.

SUPERMERCADOS, SHOPPINGS CENTERS
. Supermercado "A Eliana", que funcionava no "Prédio Lucídio Paes", que fechou dando lugar ao Supermercado "O Merendinho"
. Spermercado "O Mariozinho", de propriedade de Mário Pontes, dos anos 90, sito na Praça da Bandeira, hoje extinto.

Blog do Ademir Rocha


quarta-feira, 4 de março de 2020

Família Pantoja - Genealogia

Família Pantoja - Genealogia

FAMÍLIA PANTOJA E OS P:
. Josiane Pantoja, citada em 2018.
dos passos

. Nazário Pantoja dos Passos, citada na localidade Rio Itacuruçá em 1961 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.
FAMÍLIA PATROCÍNIO
patrocínio
. Raimundo P. Patrocínio, citado em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Maria Loureiro Maués, esta do Tucumanduba.
FAMÍLIA PATRÍCIO
Patrício
. Francisca P. Patrício, citada em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Sisíinia Silva, esta da localidade Jarumã.
FAMÍLIA PANTOJA
dos passos


. Nazário Pantoja dos Passos, citada na localidade Rio Itacuruçá em 1961 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.


FAMÍLIAS P
Os P. Ferreira
. João P. Ferreira, citado em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Basília Ferreira da Costa.

ABAETÉ/AFLUENTES/COLÔNIA
. Raimundo P. dos Santos, citado em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através da profa. Laura dos Santos Ribeiro.    
. Ulíbio P. dos Santos, citado em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através da profa. Laura dos Santos Ribeiro.

Postagem em construção
Os P. Batista
• Esmerino P. Batista, citado em 1951 como contribuinte e juíza da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba. através da diretoria.

Os P
Localidades
. Raimundo Correia P, citado em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Alaci da Silva Correa.

Os P. Costa
Os P. Costa do Rio Arapiranga de Beja
. Macimar P. Costa, citado em 1946 como contribuinte da localidade Arapiranga, município de Abaetetuba, da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Belino Pinheiro.

Os P. de Albuquerque
. Manoel P. de Albuquerque, citado em 1946 nas localidade rio Abaeté, afluentes e Colônia, como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através da profa. Laura dos Santos Ribeiro.    
. Rosa P. de Albuquerque, citada em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através da profa. Laura dos Santos Ribeiro.

FAMÍLIAS P
Postagem em construção
Os P. Batista
• Esmerino P. Batista, citado em 1951 como contribuinte e juíza da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba. através da diretoria.

Os P
Localidades
. Raimundo Correia P, citado em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Alaci da Silva Correa.

Os P. Costa
Os P. Costa do Rio Arapiranga de Beja
. Macimar P. Costa, citado em 1946 como contribuinte da localidade Arapiranga, município de Abaetetuba, da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Belino Pinheiro.

Os P. de Albuquerque
. Manoel P. de Albuquerque, citado em 1946 nas localidade rio Abaeté, afluentes e Colônia, como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através da profa. Laura dos Santos Ribeiro.    
. Rosa P. de Albuquerque, citada em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através da profa. Laura dos Santos Ribeiro.

Os Pereira Ferreira
• Custódio Pereira Ferreira, foi o último prefeito nomeado de Abaeté (20/8/1947-15/2/1948).

Os P. Ferreira
. João P. Ferreira, citado em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Basília Ferreira da Costa.

Continuação:
Os P. Ferreira 
• Manoel P. Ferreira, membro da Irmandade de São Sebastião em 1908.

Os P. Martins dos Rios Sapocajuba, Anequara, Urucuri e Arredores
. Miguel P. Martins, citado em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Belino Pinheiro.

Os P. de Sousa
. Jaime P. de Sousa , citado em 1946 nas localidade rio Abaeté, afluentes e Colônia, como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através da profa. Laura dos Santos Ribeiro.
    
Os P. Farias
ACARAQUI/BELCHIOR/SIRITUBA/TABATINGA
. Alexandrino P. Farias, citado em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através de Raimundo Segundo dos Santos.
. João P. Ferreira, citado em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através de Raimundo Silvino dos Santos. 

ABAETÉ/AFLUENTES/COLÔNIA
Os P. de Vilhena 
. Jacira P. de Vilhena, citada em 1946 nas localidade rio Abaeté, afluentes e Colônia, como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através da profa. Laura dos Santos Ribeiro.
Os P. Machado
. Francisco P. Machado, citado em 1946 nas localidade rio Abaeté, afluentes e Colônia, como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através da profa. Laura dos Santos Ribeiro.
  
Os P. Pontes
., citado em 1946 nas localidade rio Abaeté, afluentes e Colônia, como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através da profa. Laura dos Santos Ribeiro.
Os P. dos Santos
. Maria N. P. dos Santos, citado em 1946 nas localidade rio Abaeté, afluentes e Colônia, como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através de Sizínia Silva.

Os Pereira Ferreira
• Custódio Pereira Ferreira, foi o último prefeito nomeado de Abaeté (20/8/1947-15/2/1948).

Os P. Ferreira
. João P. Ferreira, citado em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Basília Ferreira da Costa.

Continuação:
Os P. Ferreira 
• Manoel P. Ferreira, membro da Irmandade de São Sebastião em 1908.

Os P. Martins dos Rios Sapocajuba, Anequara, Urucuri e Arredores
. Miguel P. Martins, citado em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Belino Pinheiro.

Os P. de Sousa
. Jaime P. de Sousa , citado em 1946 nas localidade rio Abaeté, afluentes e Colônia, como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através da profa. Laura dos Santos Ribeiro.
    
Os P. Farias
ACARAQUI/BELCHIOR/SIRITUBA/TABATINGA
. Alexandrino P. Farias, citado em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através de Raimundo Segundo dos Santos.
. João P. Ferreira, citado em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através de Raimundo Silvino dos Santos. 

ABAETÉ/AFLUENTES/COLÔNIA
Os P. de Vilhena 
. Jacira P. de Vilhena, citada em 1946 nas localidade rio Abaeté, afluentes e Colônia, como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através da profa. Laura dos Santos Ribeiro.
Os P. Machado
. Francisco P. Machado, citado em 1946 nas localidade rio Abaeté, afluentes e Colônia, como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através da profa. Laura dos Santos Ribeiro.
  
Os P. Pontes
., citado em 1946 nas localidade rio Abaeté, afluentes e Colônia, como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através da profa. Laura dos Santos Ribeiro.
Os P. dos Santos
n.p
. Maria N. P. dos Santos, citado em 1946 nas localidade rio Abaeté, afluentes e Colônia, como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através de Sizínia Silva.

ABAETÉ/AFLUENTES/COLÔNIA
santos
. Raimundo P. dos Santos, citado em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através da profa. Laura dos Santos Ribeiro.    
. Ulíbio P. dos Santos, citado em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através da profa. Laura dos Santos Ribeiro.

 Localidades
ferreira
• José Calazans Ferreira/Cala, natural da localidade Maúba, c/c Matinha Pantoja e tiveram filhos.
• Martinha Pantoja, tem 91 anos, filha de Rosa de Almeida Pantoja e Cândido de Almeida Pantoja, parteira desde os 16 anos de idade e até os dias atuais (2008) na localidade Maúba, c/c José Calazans Ferreira/Cala.
almeida
• Rosa de Almeida Pantoja, natural da localidade Maúba, c/c Cândido de Almeida Pantoja e tiveram filhos: Martinha Pantoja e outros.

c
Os C. Pantoja
. Miraci C. Pantoja, citada em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Rosendo Maués.

ABAETÉ/AFLUENTES/COLÔNIA
m
Os M. Pantoja
. Benedita M. Pantoja, citada em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de José Lima.
m
. Otília M. Pantoja, citada em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através da profa. Laura dos Santos Ribeiro.

FURO GRANDE/TUCUMANDUBA/BACURI/BIRIBATUBA/PAI PEDRO
r  
Os R. Pantoja
. Benedito R. Pantoja, citado em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Horácio Maués Ferreira.

MAÚBA/PANACUERA/FURO DA MATA
. Durvalino R. Pantoja, citado em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Rosendo Maués.

QUIANDUBA/NARIANDUBA
s
Os S. Pantoja
. Maria da S. Pantoja, citada em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Egídio Pacheco e João Manuel da Silva.
silva
Os Silva Pantoja
. Osvaldo da Silva Pantoja, citado em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Egídio da Silva Pacheco.

As Outras Famílias e os Pantoja
e.s
Ana do E. S. Pantoja, citado em 1953 como contribuinte através de Horácio Maués Ferreira na festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.

MARACAPUCU
matias
. Catarino Matias Pantoja, citado na localidade Rio Rio Maracapucu em 1961 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.

ILHA DO CAPIM
. Eusébia Costa Pantoja, citada na localidade Ilha do Capim em 1961 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.

SAPOCAJUBA
oliveira
. Graciano de Oliveira Pantoja, citado na localidade Rio Sapocajuba em 1961 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.

MAÚBA/PANACUERA/FURO/FURO DA MATA
ramos, ferreira, r, de souza
. Antonio Ramos Pantoja, freteiro da localidade Maúba que transporta passageiros para Abaetetuba, citado em 2008.
• Benedito Ferreira Pantoja, dono de engenho para fabricar açúcar e mel de cana na localidade Rio Maúba nos anos de 1920.
Os R. Pantoja
. Benedito R. Pantojacitado em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Rosendo Maués.
• Domingos de Assis Pantoja de Souza, dono de barco freteiro de pessoas e mercadorias no Maúba, citado em 2008.
glória
• Eraldo Glória Pantoja, origem na localidade Maúba, citado em 2008.
costa
. Eusiléia Costa Pantoja, citada na localidade Ilha do Capim em 1961 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.
da silva
• Fernando da Silva Pantoja, que é um dos coordenadores da Igreja de Nossa Senhora de Fátima na localidade Maúba, citado em 2008.
teixeira
• Francisco Teixeira Pantoja, que é dirigente da Igreja de Nossa Senhora de Fátima, na localidade Maúba, citado em 2008.
silva
. Hildo Silva Pantoja, citado na localidade Rio Maracapucu em 1961 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.
santos
. José Santos Pantoja, citado na localidade Rio Piquiarana em 1961 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.
oliveira
. Josefina de Oliveira Pantoja, citado na localidade Rio Maracapucu em 1961 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.
. Luiz da Costa Pantoja, citado na localidade Ilha do Capim em 1961 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.
v.c
. Manuela V. C. Pantoja, citada em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Maria Loureiro Maués, esta do Tucumanduba.

. Maria do Carmo Leal Pantoja, menina citada em 1961 como juiza da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.

ARUMANDUBA/SARAPUQUARA/GUAJARAZINHO
rodrigues
. Maria Rodrigues Pantoja, citada na localidade Rio Arumanduba em 1961 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.
FURO GRANDE/TUCUMANDUBA/BACURI/BIRIBITUBA/PAI PEDRO
i
. R. I. Pantoja, foi citado em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através de Horácio Maués Ferreira.
. Raimunda Pantoja/Ray, casada
silva
. Raimundo Silva Pantoja, citado na localidade Maracapucu em 1961 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.
PIQUIARANA/ACARAJÓ/FURO DO LIMÃO
c
. Saturnila C. Pantoja, citado em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Firmo Maués.
. Saturnila Correa Pantoja, citado na localidade Rio Piquiarana em 1961 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.
pinheiro
. Vitalina Pinheiro Pantoja, citada na localidade Rio Itacuruçá em 1961 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.


Os Pantoja Belo
. Sireno Pantoja Belo, citado em 1941 como contribuinte da festa de N.S. da Conceição em Abaetetuba.

FAMÍLIA PANTOJA
Localidades
PIQUIARANA/ACARAJÓ/FURO DO LIMÃO
FAMÍLIA PANTOJA
Os Pantoja
. Antonio Pantoja, citado em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Firmo Maués.
. Augusto Pantoja, citado em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Firmo Maués.
. Domingos Pantoja
. Domingos Pantoja Neto, senhora citada em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.

Localidades
ITACURUÇÁ/PANEMA/ARAPAPU
Os Pantoja dos Rios Itacuruçá, Panema, Arapapu e Arredores
. Patrocínio Pantoja, citado em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através de Desidério Carvalho.   

MAÚBA/PANACUERA/FURO DA MATA
. Benedito Pantoja, citado em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição de Abaetetuba através de Rosendo Maués.   
• Eraldo Pantoja, que ajuda a manter o clube Barcelona na localidade Maúba, citado em 2008.
ALACI
. Ercílio Pantoja, citado em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Alaci da Silva Correa.
. João Pantoja

. João Pantoja Filho, citado na localidade Rio Maracapucu em 1961 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.
. Manoel Pantoja, citado na localidade Maracapucu em 1961 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.

QUIANDUBA/NARIANDUBA
. Josefina Pantoja, citada em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Egídio Pacheco e João Manuel da Silva.
Os Pantoja Ferreira
. Henriques Pantoja Ferreira, citado em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Egídio da Silva Pacheco.

MAÚBA/PANACUERA/FURO DA MATA
• Nilza Pantoja, prefeita de Igarapé-Miri (2008), citada em pequisa da localidade Maúba.

ABAETÉ/AFLUENTES/COLÔNIA
. Odinéa Pantoja, citada em 1953 como contribuinte na festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Manoel Francisco Lobato.
. Pedro Pantoja, citado em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de José Vilhena.

TUCUMANDUBA
. Raimunda Pantoja, citada em 1953 como contribuinte através de Maria Loureiro Maués da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.

. Zelina Pantoja, citada em 1953 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Eliziário Damásio Rodrigues.

Família
• Benedito Pantoja, filho de Aguinela Pantoja, irmão de João Wanderlei Pantoja, antigos donos de engenho em Abaeté.
• Jane Pantoja, filha João Wanderlei Pantoja, que está à procura de notícias de seus parentes de Abaetetuba. (Vide se o Benedito Ferreira Panjoja, acima, não é o irmão de seu pai). Existem muitos Pantoja no município vizinho de Igarapé-Miri/Pa.
• João Wandrelei Pantoja, filho de Aguinela Pantoja e é irmão de Benedito Pantoja, que veio há 50 anos para Abaetetuba e tem em torno de 74 anos de idade (em 11/2010), pai de Jane Pantoja.

. Eraldo Pantoja que ajuda a manter o clube Barcelona na localidade Maúba, citado em 2008.
. Nilza Pantoja, prefeita de Igarapé-Miri (2008).

Os Pantoja e as Outras Famílias
FAMÍLIA PANTOJA
Os Pantoja Ferreira
Família
. JOSÉ CALAZANS FERREIRA/Cala, casado com Martinha Pantoja Ferreira.
. MARTINHA PANTOJA FERREIRA, com 91 anos na data desta publicação, filha de Rosa de Almeida Pantoja e Cândido de Almeida Pantoja, parteira desde os 16 anos de idade e até os dias atuais (2008), c/c José Calazans Ferreira/Cala.
. ROSA DE ALMEIDA PANTOJA, casada com Cândido de Almeida Pantoja, pais de Martinha Pantoja Ferreira, esta com 91 anos na data desta publicação, e Rosa foi parteira desde os 16 anos de idade e até os dias atuais (2008), c/c José Calazans Ferreira/Cala.
. Martinha Pantoja Ferreira

Os de Almeida Pantoja
. ROSA DE ALMEIDA PANTOJA
. MARTINHA PANTOJA FERREIRA, com 91 anos em2008, filha de Rosa de Almeida Pantoja e Cândido de Almeida Pantoja, parteira desde os 16 anos de idade e até os dias atuais (2008), c/c José Calazans Ferreira/Cala.
. CÂNDIDO DE ALMEIDA PANTOJA, casado com Rosa de Almeida Pantoja e com filhos: Rosa de Almeida Pantoja e outros?

Os Pantoja Teixeira
. George Pantoja Teixeira, presidente do clube Mangueirinha da localidade Maúba, citado em 2008.

Os Pantoja Ferreira
. Martinha Pantoja Ferreira tem 91 anos, filha de Rosa de Almeida Pantoja e Cândido de Almeida Pantoja, parteira desde os 16 anos de idade e até os dias atuais (2008), c/c José Calazans Ferreira/Cala.

Os Pantoja de Sousa
. Nazaré Pantoja de Souza, com 34 anos em 2008.
Os Pantoja Teixeira
. George Pantoja Teixeira, presidente do clube Mangueirinha da localidade Maúba, citado em 2008.

As Outras Famílias e os Pantoja
Os de Almeida Pantoja
. JOSÉ CALAZANS FERREIRA/Cala, casado com Martinha Pantoja Ferreira.
. MARTINHA PANTOJA FERREIRA, com 91 anos na data desta publicação, filha de Rosa de Almeida Pantoja e Cândido de Almeida Pantoja, parteira desde os 16 anos de idade e até os dias atuais (2008), c/c José Calazans Ferreira/Cala.
. ROSA DE ALMEIDA PANTOJA, casada com Cândido de Almeida Pantoja, pais de MARTINHA PANTOJA FERREIRA, esta com 91 anos na data desta publicação, e Rosa foi parteira desde os 16 anos de idade e até os dias atuais (2008), c/c José Calazans Ferreira/Cala. Rosa de Almeida Pantoja, natural da localidade Maúba, c/c Cândido de Almeida Pantoja e tiveram filhos: Martinha Pantoja e outros.
Localidades:
Família
• Cândido de Almeida Pantoja, natural da localidade Maúba, c/c Rosa de Almeida Pantoja e tiveram filhos: Martinha Pantoja e outros.
• José Calazans Ferreira/Cala, natural da localidade Maúba, c/c Martinha Pantoja e tiveram filhos.

Localidades:
Os Ferreira Pantoja
. Benedito Ferreira Pantoja, dono de engenho para fabricar açúcar e mel de cana na localidade Rio Maúba.

Os Glória Pantoja
. Eraldo Glória Pantoja, origem na localidade Maúba, citado em 2008..
Os Ramos Pantoja
. Antonio Ramos Pantoja, freteiro da localidade Maúba que transporta passageiros para Abaetetuba, citado em 2008.
Fernando da Silva Pantoja, que é um dos coordenadores da Igreja de Nossa Senhora de Fátima na localidade Maúba, citado em 2008.
Os Teixeira Pantoja
. Francisco Teixeira Pantoja, que é dirigente da Igreja de Nossa Senhora de Fátima, na localidade Maúba, citado em 2008.

Os Ramos Pantoja
. Antonio Ramos Pantoja, freteiro da localidade Maúba que transporta passageiros para Abaetetuba, citado em 2008.

Os da Silva Pantoja
Fernando da Silva Pantoja, que é um dos coordenadores da Igreja de Nossa Senhora de Fátima na localidade Maúba, citado em 2008.

Os Teixeira Pantoja
. Francisco Teixeira Pantoja, que é dirigente da Igreja de Nossa Senhora de Fátima, na localidade Maúba, citado em 2008.


Blog do Ademir Rocha

Família Bitencourt - Genealogia

Família Bitencourt - Genealogia

Postagem em construção:
FAMÍLIA BITENCOURT
Os Bitencourtt
Muitos desses Bittencourt fazem parte de uma mesma família e muitos mudaram para Macapá
• André Bittencourt, citado em 1941, 1944, 1946 como contribuinte e juiz da festa de N.S. da Conceição em Abaetetuba,
André da Silva Bitencourt, vereador de 2/9/1962-25/2/1963.
. Antonio Bittencourt, citado em 1946, 1962 como juiz da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.
. Benedito Bittencourt, nasceu em 1951, citado em 2017.
. DÁRIO BITENCOURT, foi comerciante de regatão em Abaetetuba, e um de seus barcos era denominado "Dário Júnior".
. Euzébio Bittencourt, citado em 1940 como contribuinte da festa de N.S. da Conceição em Abaetetuba.
. Florina Bittencourt, citada em 1947 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através da professora Laura dos Santos Ribeiro.
. João Bittencourt, citado em 1940 como contribuinte da festa de N.S. da Conceição em Abaetetuba. . Lindanor Bittencourt, foi professora de Francês em Abaetetuba.
. Rosinha Bittencourt, citada em 1946 como contribuinte da festa de N.S. da Conceição em Abaetetuba através da professora Laura dos Santos Ribeiro.
. HENRIQUE BITTENCOURT, foi dono do Engenho Santo Antonio que fabricava açúcar moreno, no rio Vilhena, citado em 1941 como contribuinte da festa de N.S. da Conceição em Abaetetuba.
. Manoel Bittecourt, citado em 1940, 1946 como contribuinte da festa de N.S. da Conceição em Abaetetuba através de Raimundo Silvino.
. Matilde Bittencourt, citado em 1940 como contribuinte da festa de N.S. da Conceição em Abaetetuba.
. Miguel Bittencourt, citado em 1940 como contribuinte da festa de N.S. da Conceição em Abaetetuba.
. MIGUEL BITTENCOURT, nascido na localidade Rio Belchior, município de Abaetetuba, comerciante que depois mudou com sua família para Macapá, Capital do Amapá, onde tinha um programa radiofônico de grande audiência em Macapá e localidades adjacentes, que chegava até os lares abaetetubenses, casado e com filhos..
. MIGUELINA BITENCOURT, era de uma família com 7 irmãos, sendo 4 mulheres e 3 homens: com irmãos: Miguelina, Urbanita, Benedita (esta esposa do Lúcio Macedo), Nilda e Manoel Raimundo, Raimundo/Diquito, Benedito/Bena. Miguelina estudou o Curso de Magistério no CSFX e trabalhou como telefonista na antiga empresa TELEPARÁ, foi caixa de supermercado, mas no 3º ano do Magistério, com 18 anos em 1978, foi convidada para lecionar aulas de Legislação. Fez o curso de Licenciatura Plena em Matemática e assim seguiu como professora, vice-diretora e diretora do CSFX. Foram mais de 30 anos trabalhando na Educação em Abaetetuba.
Avô de Miguelina Bitencourt teve outras esposas e com filhos.
. Olga Bitencourt, é professora em Abaetetuba, citada em 2019.
. Raimunda Benedita Bitencourt, citada em 2012
. Raimundinha Bittencourt, foi professora em Abaetetetuba, casada com Dário Bittencourt e com filhos.

Família
. Ilma Bitencourt
Ilza Bittencourt, casada com Piquixito e com filhos: Juliano, Ilma Bittencourt e outros em pesquisa.
. Juliano Bittencourt, foi comerciante de regatão em Abaetetuba, foi casado e com filhos: Cássio e Ícaro

Família
Vínculos da Família Bitencourt com a Família Araujo e outras famílias
Firmo Bitencourt
Firmo Bitencourt e família e sua irmã Maria Trindade Bitencourt (Maria Leite) foram os primeiros crentes da Cidade de Abaetetuba, convertidos à Igreja Assembléia de Deus. Foi Firmo Bitencourt quem doou o terreno onde hoje se encontra o Templo da Assembléia de Deus, na Rua Lauro Sodré.
Era casado e com filhos:
.Maria Lindanor Bittencourt
• Maria Lindanor Borges Bittencourt, estudante da escola INSA citada em 1960.
. Olinda Bittencourt
. Maria Lidea Bittencourt/Bittencourt Rodrigues.
Davi Bitencourt, casado com a professora Guiomar de Araujo Bittencourt e com filhos:
. Dagmar Bittencourt, casada e com filhos
Darcimar Bitencourt.
. Guiomar de Araujo Bitencourt, professora, casada com o comerciante Davi Bittencourt, citada em 1961 como juiza da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.
Firmo de Lima Bitencourt Filho (Firmozinho), citado em 31/12/1968 como locador do prédio da firma "Araujo e Cia-Alfaiataria Araujo", firma de  Everaldo dos Santos Araujo e Maria Delcy da Silva Araujo, e Firmozinho era casado e com filhos:
• João Alberto Silva Bitencourt, nascido em 17/2/1954, filho de Firmo Lima Bitencourt e Benedita Silva, formou-se bacharel em Direito formado em 8/1978 e em 15/11/1982 foi eleito prefeito após o término c/27 anos, tendo por vice o empresário Gabriel Pereira Paes, no seu governo foi implantado o Campus da UFPA, c/c Maria das Dores Nery e tiveram 2 filhos: João Alberto Júnior e Cris Alectéria.
Filho de Firmo Bitencourt Filho, torna-seo 1º prefeito municipal de Abaetetuba, após a Abertura política feita pela Ditadura Militar. Eleito em 1982, governou até o ano de 1988.
Cláudio Bitencourt.
Adelson Bitencourt
Jean Bitencourt.

Clã familiar:
Vínculos da Família Bitencourt com outras famílias:
Família
3ª G/N, Cota Cardoso Margalho, c/c Antonio Olegário Lobato e tiveram filhos, 4ª G/Bisnetos/Bn: Marão, Paquito, Cy e Gessy e outros em pesquisa.
. MARÃO
Os Margalho Lobato
. Cy Margalho Lobato, citada em 1939 como contribuinte na festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através de Sisínia Silva.
. Cecy Margalho Lobato, professora citada em 1961 como juíza da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.
. CY MARGALHO LOBATO, foi professora primária em Abaeté na década de 1950, casada com Divino e com filhos: Dea Silva, Denise da Silva, Denílson Lobato e outros?
. DENISE DA SILVA, filha de Cy Margalho.
. DEA SILVA, filha de Cy Margalho.
. DENILSON LOBATO, filho de Cy Lobato e Divino.
. GESSY MARGALHO LOBATO, casada e com filhos?
. GESSY MARGALHO
4ª G/Bisnetos/Bn, filhos de Cota Cardoso Margalho e Antonio Olegário Lobato:
4ª G/Bn, . JOAQUIM/Paquito, falecido em 2008, c/c a professora Nilzete Silva, ex-diretora da Escola Bernardino Pereira de Barros por 18 anos e tiveram filhos, 5ª G/Trinetos/Tn, e residem em Belém.
. Manoel do Espírito Santos Silva/Divino, patriarca de uma família que estaria com 84 anos aproximadamente em 2019. Casado e com filhos.
. Benedito Bitttencourt, nascido em 1951, irmão de Lita Bittencourt
. Lita Bittencourt
. Déa Silva, filha da Sra Cy Margalho, e sobrinha de Gessy e Joaquim Margalho.
. Sra. Mira, prima do Divino.
. Denilson Lobato
. Sra. Ninita, já falecida, tia de Lita Bittencourt.
. Ruth Pimentel, filha da Sra. Mira, esta citada acima e prima do Divino.
. Ângela Quaresma, sobrinha de Ninita citada acima.
. José Quaresma, com aproximadamente 81 anos em 2019, primo do Divino.
. Sr. Joaquim Margalho, casado e pai de Cy e Gessy Margalho.
. Cy Margalho, casada e com filhos: Déa Silva, ...
Gessy Margalho.

Os Bitencourt e as Outras Famílias
Os Bitencourt Vilhena
. Francisca Bitencourt Vilhena, citada em 1942 como contribuinte da festa de N.S. da Conceição em Abaetetuba através da professora Laura dos Santos Ribeiro.

Família
Vínculos da Família Bitencourt com os Araújo e outras famílias
Descendentes e Demais Parentes de TEODOLINO SOUSA DE ARAÚJO
Theodolino Sousa de Araújo e seus 5 irmãos vieram da Zona do Salgado do Pará para Abaeté.
· Adolpho Rodrigues de Araújo, filho de Theodolino Sousa de Araújo, residente em Marabá/Pa, casado e com filhos.
Aguinaldo Rodrigues Araujo, filho de Apolônio Rodrigues de Araújo, morador das Ilhas de Abaetetuba.
Alberto da Silva Araújo/Cabritinho, filho de Theodolino Sousa de Araújo, nascido em Salinas/Pa, mestre ferreiro.
Apolônio Rodrigues de Araújo, filho de Theodolino Sousa de Araújo, falecido com 90 anos em 10/12/2010 em Abaetetuba, um dos fundadores do Vênus Atlético Club em 1949 (junto com Gabi Castro, Mestre Adi, Everaldo dos Santos Araújo), que doou os terrenos do campo de futebol e da sede na Av. Pedro Rodrigues ao mesmo clube, mestre marceneiro e dono de marcenaria onde trabalhavam: Nazareno, Taquari, Tio Café, Natálio/Natalício, Curubuçu e que tinha como encarregado o Mestre Gabi Castro, casado e com filhos.
Rute Bitencourt
· Aurino Rodrigues de Araújo, filho de Theodolino Sousa de Araújo, c/c Rute Bittencourt e com filhos: Benedita, Benedito, Miguelina, Manoel Raimundo, Nilda, Urbanita e outros.
Benedito Bitencourt de Araújo, comerciante, casado e com filhos.
Manoel Raimundo Bitencourt de Araujo, professor, casado e com filhos.
· MIGUELINA BITENCOURT DE ARAÚJO, falecida a 13/5/2012, filha de Aurino Rodrigues de Araujo e Rute Bitencourt, Licenciada em Matemática, professora de Ensino Médio nas escolas de Abaetetuba/PA, foi vice-diretora e em 12/12 era Diretora do Colégio São Francisco Xavier
Davi Lima Bitencourt
Bertholdo Sousa de Araújo, irmão de Teodolino Sousa de Araújo, casado e com filhos.
Dagmar Araújo Bittencourt, filha de Guiomar Araújo Bittencourt e Davi Bettencourt, professora.
· Davi de Lima Bittencourt, nascido a 26/12/1932 e falecido a 23/3/2008, comerciante, casado com Guimar Araujo, esta nascida a 1/8/1930 e falecida a 30/6/2005, e com filhos: Dagmar, Darcimar e Davi Júnior, este nascido a 16/1/1968 e falecido em 10/2/1975.
· Guiomar da Silva Araujo, filha de Theodolino Araújo, nascida a1/8/1930 e falecida a 30/6/2005, citada como aluna concluinte do INSA em 1960, professora, c/c Davi de Lima Bittencourt, este nascido a 26/12/1932 e falecido a 23/3/2008 e com filhos: Darcimar, Dagmar e Davi Júnior, este nascido a 16/1/1968 e falecido 10/2/1975.
Guiomar da Silva Araújo, filha de Theodolino Araújo, nascida a1/8/1930 e falecida a 30/6/2005, citada como aluna concluinte do INSA em 1960, professora, c/c Davi de Lima Bittencourt, este nascido a 26/12/1932 e falecido a 23/3/2008 e com filhos: Darcimar, Dagmar e Davi Júnior, este nascido a 16/1/1968 e falecido 10/2/1975.
Joaquim Sousa de Araujo/Quincas Araujo, irmão de Theodolino Sousa Araujo, comerciante na localidade Rio Itacuruçá.
José Erundil, filho de Apolônio Rodrigues de Araújo, casado e com filhos.
Maria de Lima Araújo/Mariinha, filha de Raymundo Sousa de Araújo/Mestre Caetano, c/c Jair Nery, este nascido em 20/12/1926 e tiveram filhos: Clair Jamary, Celso, Clemir de Araújo Nery e Outros.
· Martinho Sousa de Araujo, irmão de Theodolino Sousa de Araújo, comerciante na localidade Ipixuna, casado e com filhos.
· Miguel Rodrigues de Araújo, filho de Theodolino Sousa de Araújo.
· Natalina Araujo, filha de Theodolino Araújo, irmã de Guiomar, c/c Chiquinho Ferreira e tiveram filhos: Clodóvio e outros.
· Raimundo Lima de Araújo/Reizinho, filho do Mestre Caetano/Raymundo Sousa de Araújo, comerciante, casado e com filhos.
· Raymundo Sousa de Araújo/Mestre Caetano, mestre mecânico, casado e com filhos.
· Semira Sousa de Araújo, irmã de Theodolino Sousa de Araújo, casada e com filhos.
· Theodolino Sousa de Araújo, originário da Zona do Salgado do Pará/Salinas/Pa, comerciante marítimo, casado e com filhos: Apolônio, Miguel, Adolfo (em Marabá).

As outras famílias e os Bitencourt
Família
• Rute Araujo Bitencourt, citada 1946 como contribuinte da festa de N.S. da Conceição em Abaetetuba através de Raimundo Silvino. c/c Aurino Rodrigues de Araujo, este filho de Theodolino Sousa de Araujo, e com filhos: Benedito, Miguelina, Manoel Raimundo, Nilda e outros.

Os de Matos Bitencourt
. JOÃO DE MATOS BITENCOURT, citação: "Em 1927 o Clube Musical São Sebastião abrilhantou a festa de Santa Maria no Rio Abaeté, na residência do Sr. João de Matos Bitencourt de 3 a 14 de agosto”.

Os de Moraes Bitencourt
. JOÃO DE MORAES BITTENCOURT, foi dono do Engenho Carapajó, no rio Carapajó, e com citação: "Em 1927 o Clube Musical São Sebastião abrilhantou a festa de Santa Maria no Rio Abaeté, na residência do Sr. João de Matos Bitencourt de 3 a 14 de agosto”.

Os Bitencourt e as Outras Famílias
Os Bitencourt da Silva
. Osvaldo Bittencourt da Silva, citado em 1942, 1951 como contribuinte da festa de N.S. da Conceição em Abaetetuba. através da diretoria.
Os Bitencourt Vilhena
. Francisca Bitencourt Vilhena, citada em 1942 como contribuinte da festa de N.S. da Conceição em Abaetetuba através da professora Laura dos Santos Ribeiro.
As Outras Famílias e os Bitencourt
Os Cardoso de Bitencourt
. Rosa Cardoso de Bittencourt, citado em 1946 como contribuinte da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba através da professora Laura dos Santos Ribeiro.
Os Silva Bittencourt
• André da Silva Bitencourt, vereador na gestão do prefeito João Luiz dos Reis (1959-1963).

Os de Araujo Bitencourt
. NATALINA DE ARAUJO BITENCOURT, casou com FRANCISCO MARQUES FERREIRA/Chiquinho Ferreira, este comerciante, dono de engenho no Furo Grande e no Rio Jarumã e tiveram filhos:
4ª G/Bn
. 4ª G, Bn, CLODÓVIO DE ARAUJO BITENCOURT
. 4ª G/Bn, CLODOMIR DE ARAÚJO BITENCOURT
. 4ª G/Bn, CLODONEY DE ARAUJO BITENCOURT
. 4ª G/Bn, ANTONIA DE ARAUJO BITENCOURT
. 4ª G/Bn, ÂNGELA DE ARAUJO BITENCOURT
. 4ª G/Bn, ALDA DE ARAUJO BITENCOURT
. 4ª G, Bn, ANA MARIA DE ARAUJO BITENCOURT
. 4ª G/Bn, ALICE DE ARAUJO BITENCOURT
Os Figueiredo Bitencourt
. Antonia Negrão Figueiredo/Preta, filha de Marcellino Negrão Figueiredo e Anna Rita Negrão, c/c Antonio Bittencourt/Totônio e com filhos: Luiz, Gláucio e Rosana Figueiredo Bitencourt.
Filhos de Antonia Negrão Figueiredo/Preta e Antonio Bittencourt/Totônio
. Luiz Figueiredo Bittencourt
. Gláucio Figueiredo Bittencourt
. Rosana Figueiredo Bittencourt
Carlinho Dias
. MIGUEL BITTENCOURT, nascido na localidade Rio Belchior, município de Abaetetuba, comerciante que depois mudou com sua família para Macapá, Capital do Amapá, onde tinha um programa radiofônico de grande audiência em Macapá e localidades adjacentes, que chegava até os lares abaetetubenses, casado e com filhos..
. MIGUELINA BITENCOURT, era de uma família com 7 irmãos, sendo 4 mulheres e 3 homens: com irmãos: Miguelina, Urbanita, Benedita (esta esposa do Lúcio Macedo), Nilda e Manoel Raimundo, Raimundo/Diquito, Benedito/Bena. Miguelina estudou o Curso de Magistério no CSFX e trabalhou como telefonista na antiga empresa TELEPARÁ, foi caixa de supermercado, mas no 3º ano do Magistério, com 18 anos em 1978, foi convidada para lecionar aulas de Legislação. Fez o curso de Licenciatura Plena em Matemática e assim seguiu como professora, vice-diretora e diretora do CSFX. Foram mais de 30 anos trabalhando na Educação em Abaetetuba.
Avô de Miguelina Bitencourt teve outras esposas e com filhos.

Os de Araujo Bitencourt
. NATALINA DE ARAUJO BITENCOURT, casou com FRANCISCO MARQUES FERREIRA/Chiquinho Ferreira, este comerciante, dono de engenho no Furo Grande e no Rio Jarumã e tiveram filhos:
4ª G/Bn
. 4ª G, Bn, CLODÓVIO DE ARAUJO BITENCOURT
. 4ª G/Bn, CLODOMIR DE ARAÚJO BITENCOURT
. 4ª G/Bn, CLODONEY DE ARAUJO BITENCOURT
. 4ª G/Bn, ANTONIA DE ARAUJO BITENCOURT
. 4ª G/Bn, ÂNGELA DE ARAUJO BITENCOURT
. 4ª G/Bn, ALDA DE ARAUJO BITENCOURT
. 4ª G, Bn, ANA MARIA DE ARAUJO BITENCOURT
. 4ª G/Bn, ALICE DE ARAUJO BITENCOURT

Os Figueiredo Bitencourt
. Antonia Negrão Figueiredo/Preta, filha de Marcellino Negrão Figueiredo e Anna Rita Negrão, c/c Antonio Bittencourt/Totônio e com filhos: Luiz, Gláucio e Rosana Figueiredo Bitencourt.
Filhos de Antonia Negrão Figueiredo/Preta e Antonio Bittencourt/Totônio
. Luiz Figueiredo Bittencourt
. Gláucio Figueiredo Bittencourt
. Rosana Figueiredo Bittencourt

Os de Matos Bitencourt
. JOÃO DE MATOS BITENCOURT, citação: "Em 1927 o Clube Musical São Sebastião abrilhantou a festa de Santa Maria no Rio Abaeté, na residência do Sr. João de Matos Bitencourt de 3 a 14 de agosto”.
Os de Moraes Bitencourt
. JOÃO DE MORAES BITTENCOURT, foi dono do Engenho Carapajó, no rio Carapajó, e com citação: "Em 1927 o Clube Musical São Sebastião abrilhantou a festa de Santa Maria no Rio Abaeté, na residência do Sr. João de Matos Bitencourt de 3 a 14 de agosto”.

Os Silva Bittencourt
• André da Silva Bitencourt, vereador na gestão do prefeito João Luiz dos Reis (1959-1963).
Família
• João Alberto Silva Bitencourt, nascido em 17/2/1954, filho de Firmo Lima Bitencourt e Benedita Silva, formou-se bacharel em Direito formado em 8/1978 e em 15/11/1982 foi eleito prefeito após o término c/27 anos, tendo por vice o empresário Gabriel Pereira Paes, no seu governo foi implantado o Campus da UFPA, c/c Maria das Dores Nery e tiveram 2 filhos: João Alberto Júnior e Cris Alectéria.
Filho de Firmo Bitencourt Filho, torna-seo 1º prefeito municipal de Abaetetuba, após a Abertura política feita pela Ditadura Militar. Eleito em 1982, governou até o ano de 1988.
Cláudio Silva Bitencourt.
Adelson Silva Bitencourt

Jean Silva Bitencourt.
Firmo Bitencourt
Firmo Bitencourt e família e sua irmã Maria Trindade Bitencourt (Maria Leite) foram os primeiros crentes da Cidade de Abaetetuba, convertidos à Igreja Assembléia de Deus. Foi Firmo Bitencourt quem doou o terreno onde hoje se encontra o Templo da Assembléia de Deus, na Rua Lauro Sodré.
Era casado e com filhos:
.Maria Lindanor Bittencourt
• Maria Lindanor Borges Bittencourt, estudante da escola INSA citada em 1960.
. Olinda Bittencourt
. Maria Lidea Bittencourt/Lidéa Bittencourt Rodrigues, citada em 2017.

Davi Bitencourt, casado com a professora Guiomar de Araujo Bittencourt e com filhos:
. Dagmar Bittencourt, casada e com filhos
Darcimar Bitencourt.
. Guiomar de Araujo Bitencourt, professora, casada com o comerciante Davi Bittencourt, citada em 1961 como juiza da festa de N. S. da Conceição em Abaetetuba.
Firmo Bitencourt Filho (Firmozinho), casado e com filhos:

Os Bitencourt da Silva
. Osvaldo Bittencourt da Silva, citado em 1942, 1951 como contribuinte da festa de N.S. da Conceição em Abaetetuba. através da diretoria.


Blog do Ademir Rocha