sexta-feira, 17 de agosto de 2012

ESCOLA CRISTO TRABALHADOR 1: ESCOLAS DE ABAETETUBA

ESCOLA CRISTO TRABALHADOR 1: ESCOLAS DE ABAETETUBA



Fontes: Assessoria de Cáritas Regional Norte 2 e
               Escola Cristo Trabalhador

Os estudantes da Escola Cristo Trabalhador na cidade de Abaetetuba, tiveram mais um motivo para comemorar, além do dia do estudante comemorado no dia11, aescola completou dez anos de fundação no dia 15 de agosto.

A comemoração foi celebrada com missa em ação de graças na Catedral da Nossa Senhora da Conceição. Após isso alunos, professores, coordenadores pedagógicos comemoram o aniversário e o Dia do Estudante com um café da manhã no Espaço Cultural da escola com a realização de gincanas, brincadeiras, apresentação de dança e premiações aos participantes. Nesse momento toda a comunidade escolar estava em festa.

Mas essa celebração só foi possível devido o esforço dos moradores da cidade juntamente com a Diocese de Abaetetuba em construir uma escola profissionalizante aos jovens do município quando a Diocese ainda era Prelazia.

De acordo com a diretora da escola Socorro Vasconcelos, a Escola Cristo Trabalhador surgiu a partir de um sonho de Dom João Gazza, na época Bispo da então Prelazia de Abaetetuba. A primeira idealização da escola seria de construir uma escola agrícola. Esse sonho começou a tomar forma quando em 1960 as famílias Contente e Franco doaram o terreno a Prelazia.

Em 1980 Dom Ângelo Frosi, novo Bispo da Diocese, juntamente com o grupo chamado de Nossa Senhora do Pilar, voltaram a retomar o sonho tentando concretizá-lo, mas a princípio não foi possível devido os altos custos do empreendimento. Com a chegada de Dom Flávio Giovenale, no final da década de1990, acomunidade civil e religiosa retomaram a ideia de construir uma escola profissionalizante. Com a ajuda do Senhor Cezare Cusan, que financiou a obra, foi inaugurado no dia 15 de agosto de2002 aescola como Centro de Formação Profissional Cristo Trabalhador (CFCT), tornando-se o primeiro centro profissionalizante da cidade, filiada a Associação Obras Sociais da Diocese de Abaetetuba.

Segundo a diretora Socorro Vasconcelos, a CFCT tem hoje 893 alunos regularmente matriculados e mais 200 alunos do projeto Projovem Urbano. Ela explica que escola baseia-se no princípio filosófico de Paulo Freire e Dom Bosco, no qual se fundamentam na construção de uma educação libertadora, transformando o aluno em um construtor do seu próprio conhecimento, aliado a fé cristã, a solidariedade e a humanidade.

Os alunos Rômulo Santos Araújo, 20 anos, e Maria Antônia Cardoso Melo, 17, ambos do 3ª ano do ensino médio veem na escola um espaço para formação, educação e qualificação profissional. Os cursos básicos são oferecidos aos alunos de forma gratuita, permitem ampliar o conhecimento e terem melhores perspectivas futuras. Rômulo Araújo fez o curso de Eletricidade Básica, e pensa em prestar vestibular para o curso de Engenharia Elétrica, já Maria Antônia quer seguir na carreira militar.

A coordenadora Pedagógica Jacqueline Ribeiro trabalha na escola há 4 anos e explica que o CFCT oferece cursos no Ensino Médio, Formação Profissionalizante e Ensino Técnico. Para ela a escola oportuniza, além da formação, o preparo deste aluno para que saia em busca dos seus sonhos, transformando-os em cidadãos mais conscientes dos seus direitos e deveres.

Fonte: Assessoria da Cáritas Regional Norte 2

Reproduzido pelo Blog do Ademir Rocha, de Abaetetuba/Pa

Nenhum comentário:

Postar um comentário