Mapa de visitantes

sábado, 17 de março de 2012

FEIRAS DE CIÊNCIAS

FEIRAS DE CIÊNCIAS: ESCOLAS DE IGARAPÉ-MIRI E ABAETETUBA

Fonte: http://www.agenciapara.com/noticias
Agência Pará de Notícias

Estudantes paraenses apresentam nove trabalhos em feira nacional de ciências

Agência Pará de Notícias
Atualizado em 16/03/2012 às 19:24
Alunos e professores de escolas públicas estaduais e municipais do Pará participaram da 10ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), apresentando nove projetos científicos. Este ano, a feira contabilizou 325 projetos, desenvolvidos por 745 estudantes de escolas públicas e privadas, de ensino fundamental (8ª e 9ª anos), médio e técnico, de todas as regiões do país.
A Febrace aconteceu no período de 13 a 15 de março, em São Paulo, nas dependências da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli/USP). Promovida anualmente pelo Laboratório de Sistemas Integráveis (LSI) da Poli, a Febrace é a maior feira brasileira de Ciências e Engenharia.
Os projetos deste ano foram selecionados entre 1.505 trabalhos, submetidos diretamente pelos autores e por meio das 54 feiras de ciências afiliadas. No evento, os projetos finalistas foram avaliados por uma comissão julgadora. Os autores dos melhores trabalhos ganharam medalhas, bolsas de iniciação científica do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), certificados e estágios, entre outros prêmios.
Também foram selecionados nove estudantes para representar o Brasil na Feira Internacional de Ciências e Engenharia da Intel (Intel ISEF), que neste ano acontecerá em Pittsburgh, nos Estados Unidos, de 13 a 18 de maio.
Participaram da Febrace alunos e professores dos municípios de Abaetetuba, apresentando três projetos; Igarapé-Miri, com cinco, e Santa Izabel do Pará, com um projeto.
Dentre os alunos que representaram o Pará está Raquel Oliva, aluna do ensino médio da Escola Estadual Manoel Antônio de Castro, localizada em Igarapé-Miri (município do Baixo Tocantins), uma das autoras do projeto “Enchimento alternativo da fibra do resíduo do palmito como forma de sustentabilidade econômica e ambiental em Vila Maiuatá”. Raquel disse nunca ter imaginado que, sendo ribeirinha e de família humilde, poderia um dia viajar de avião e conhecer muitas pessoas. ”Mas quando acreditamos em nossos sonhos podemos chegar muito longe, independente de condições financeiras”, ressaltou.
Resultados positivos - A experiência não foi única apenas para os alunos. A professora Vânia Machado, da Escola Estadual Professora Dalila Afonso Cunha, também de Igarapé-Miri, e orientadora de dois projetos apresentados na Febrace, disse que também vivenciou o sonho de conhecer São Paulo e a maior universidade do Brasil. “Quando acreditamos no potencial de nossos alunos e na importância de nosso trabalho, os resultados são positivos tanto para o educando quando para o educador”, declarou.
Gilberto Silva, coordenador de Incentivo à Pesquisa da Secretaria Municipal de Educação de Igarapé-Miri, ministrou uma palestra sobre pesquisa na educação básica com o tema "Relato de Experiências na Organização de Programas e Feiras de Pré-Iniciação Científica e Tecnológica no Brasil". “Participar desses eventos científicos é um momento ímpar na vida, sobretudo, dos alunos, uma vez que com essas oportunidades eles desenvolvem suas ideias no campo da pesquisa”, ressaltou.
Para a coordenadora geral da Febrace, Roseli de Deus Lopes, as feiras estimulam o espírito investigativo e empreendedor nos jovens – algo fundamental para uma economia baseada no conhecimento. “A Febrace é uma mostra do potencial dos nossos jovens, de sua capacidade para inovar, encontrar soluções para problemas da sociedade e contribuir para o desenvolvimento do país”, afirmou Roseli Lopes, acrescentando que “cada vez mais as empresas buscam profissionais especializados, com competências para a investigação sistemática e científica, que resulte em solução de problemas reais”.

Projetos apresentados na Febrace por estudantes do Pará

1 - A UTILIZAÇÃO DO FORNO SOLAR NA DESINFECÇÃO DE ÁGUAS RIBEIRINHAS (1347)
Equipe responsável: Júlia Gabrielle Carvalho Nascimento, Luana Barros Ribeiro, Clelivaldo Santos da Silva (orientador), Benedita Antonia Rodrigues Vieira (coorientadora). Apoio: Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Educação Matemática e Científica/Clube de Ciências de Abaetetuba (PA).

2 - ABAETETUBA, A OUTRORA TERRA DA CACHAÇA (1284)
Equipe responsável: Isabela Silva de Sousa, Maria Gorete Abreu Costa da Paz (orientadora), Selma Maria Pinheiro Ferreira (coorientadora). Apoio: EEFM São Francisco Xavier, em Abaetetuba (PA).

3 - ENCHIMENTO ALTERNATIVO DA FIBRA DO RESÍDUO DO PALMITO COMO FORMA DE SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E AMBIENTAL EM VILA MAIAUATÁ - IGARAPÉ-MIRI (PA)
Equipe responsável: Raquel Ferreira Oliva, Dayanne Cardoso do Amaral, Vânia Sebastiana Nonato Machado (orientadora), Gracilene do Socorro Afonso Ferreira (coorientadora). Apoio: EEEM Manoel Antônio de Castro, Igarapé-Miri (PA).

4 - FARELO DO RESÍDUO DO PALMITO PARA SUÍNOS: UMA FORMA DE SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E AMBIENTAL NA VILA MAIAUATÁ - MUNICÍPIO DE IGARAPÉ-MIRI (PA)
Equipe responsável: Cleisonor dos Santos Farias, Vânia Sebastiana Nonato Machado (orientadora). Apoio: Escola Estadual Professora Dalila Afonso Cunha - Igarapé-Miri (PA).

5 - MARMITEX E ALUMINADOS – UMA FORMA DE OBTENÇÃO DE ENERGIA ALTERNATIVA (293)
Equipe responsável: Ilma do Socorro Marques Monteiro, Janeila Tatiane Leal Coelho, Viviane do Socorro de Souza Saldanha, Rildo Vaz Alves (orientador). Apoio: EEEM Antônio Lemos – Santa Izabel do Pará (PA).

6 - PALMIARTE: ARTESANATO DA CASCA DE PALMITO: UMA ALTERNATIVA VIÁVEL PARA GERAÇÃO DE RENDA E PRESERVAÇÃO AMBIENTAL EM VILA MAIAUATÁ - IGARAPÉ-MIRI (PA)
Equipe responsável: Liandra Silva Lopes, Rômulo Darbo Dias Rodrigues, Jackeline Pureza Silva, Gracilene do Socorro Afonso Ferreira (orientadora). Apoio: Escola Municipal de Ensino Fundamental Araci Corrêa Santa Maria - Igarapé-Miri (PA)

7 - PESQUISANDO A AÇÃO LARVICIDA DO MELÃO DE SÃO CAETANO (MORMODICA CHARANTIA), DA ARRUDA (RUTA GRAVEOLANS) E DO BOLDO (VERNONIA CONDENSATA) NO CONTROLE DO VETOR AEDES AEGYPTI – ABAETETUBA (PA)
Equipe responsável: Rafael Carmo da Costa, Maria Gorete Abreu Costa da Paz (orientadora). Apoio: EEEFM Prof.ª Benvinda de Araújo Pontes – Abaetetuba (PA).

8 - RESSURREIÇÃO DO FURO DO RIO SANTO ANTÔNIO (566)
Equipe responsável: Ellen Cristina Lobato, Fernanda Santos, Marlo da Silva Nonato (orientador). Apoio: EMEF Caetano Corrêa Leão - Igarapé-Miri (PA).

09 - UTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS DA AGROINDÚSTRIA DO AÇAÍ PARA A PRODUÇÃO DE ADUBO ORGÂNICO POR MEIO DE EQUIPAMENTOS ALTERNATIVOS NO MUNICÍPIO DE IGARAPÉ-MIRI (PA)
Equipe responsável: Marcio Kennedy Araújo Ferreira, Ernane de Jesus Pantoja Neto, Bruna da Cruz Silva, Josineide Pantoja da Costa (orientadora), Helio Nascimento da Paixão Júnior (coorientador). Apoio: EEEM Manoel Antônio de Castro - Igarapé-Miri (PA).

Texto:
Danielly Gomes - Seduc
Fone: (91) 3201-5181 / (91) 9902-1475
Email: danielly.gomes@seduc.pa.gov.br

Secretaria de Estado de Educação
Rod. Augusto Montenegro Km 10, S/N. Icoaraci, Belém-PA. CEP: 66820-000
Fone: (91) 3201-5205 / 5005 / 5180 / 5008
Site: www.seduc.pa.gov.br Email: gabinete@seduc.pa.gov.br
Compartilhar

Reproduzido pelo Blog do Prof. Ademir Rocha, de Abaetetuba/Pa

Nenhum comentário:

Postar um comentário