Mapa de visitantes

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

ESCOLAS SUPERIORES DO PARÁ: UFPA/CAMPUS




ESCOLAS UNIVERSITÁRIAS DO PARÁ: UFPA-CAMPUS



Boas Notícias Educacionais Para o Baixo Tocantins

Boas Parcerias

Fonte: http://planetauniversitario.com/


Planeta Universitário


Notícias do Campus, 11/01/2012, 18:15 h

O Polo da Universidade Federal do Pará no município de Tome-Açu já é uma realidade e vai receber, em 2012, os 145 alunos que ingressaram no Processo Seletivo Especial – 4 (PSE-4), realizado no ano passado. A cerimônia de inauguração do prédio da UFPA aconteceu nesta terça-feira, 10, e contou com presença do reitor, Carlos Maneschy; dos coordenadores dos campi de Abaetetuba e Cametá, Eliomar Azevedo e Gilmar da Silva, respectivamente; professores e alunos da Universidade, além de autoridades municipais.


A criação do Pólo Universitário de Tomé-Açú é resultado da parceria entre os campi de Abaetetuba e Cametá e a Prefeitura do Município. A doação do terreno foi feita por empresário local, e a construção do prédio contou com o apoio da empresa Hydro, fornecedora norueguesa de alumínio, no mundo.


O prédio de três andares abriga salas de aula, biblioteca, laboratório de informática, salas administrativas e dos professores, lanchonete e auditório com capacidade para 120 pessoas. Os recursos para a aquisição de mobília e equipamentos de climatização dos ambientes são oriundos dos dois campi.


Formação – As aulas no novo pólo se iniciam no dia 5 de março para os alunos aprovados no PSE-4. Para este processo seletivo especial, foram ofertadas vagas para os cursos de Licenciatura em Matemática e Pedagogia, flexibilizadas pelo Campus de Abaetetuba; e História, pelo Campus de Cametá. “Recebemos mais de 960 inscrições, destas, 95% dos alunos aprovados são do município de Tomé-Açu, o que significa que conseguimos alcançar a proposta de atender a demanda no município”, afirmou o coordenador do campus de Abaetetuba, professor Eliomar Azevedo.


O novo prédio também vai receber as três turmas do Plano Nacional de Formação Docente (Parfor) vinculadas à UFPA, somando mais de 100 alunos, distribuídos entre os cursos de Letras (Língua Portuguesa), Geografia e Pedagogia. “O Parfor/UFPA que, antes funcionava em uma escola municipal, agora passa a ter espaço próprio, podendo ampliar sua oferta e suprir a carência histórica de formação de professores leigos na região, ou seja, de professores que já exercem a docência, mas ainda não possuem formação de nível superior”, destacou Eliomar Azevedo.


O professor destacou, ainda, o projeto dos Campi de Abaetetuba e Cametá para a oferta de cursos na área das engenharias, encaminhado à Administração Superior da UFPA. A proposta é atender ao potencial da Região Tocantina na produção de energia, como o biodiesel, que vai demandar a atuação de profissionais qualificados. “A UFPA tem que ser protagonista neste processo de desenvolvimento da região, contribuindo efetivamente para a formação local, evitando mão-de-obra importada”, defende.


Nova Universidade – De acordo com Eliomar Azevedo, o Polo Universitário de Tomé-Açú representa mais um passo para a criação da Universidade Federal da Amazônia Tocantina (UFAT), prevista no Plano de Desenvolvimento Institucional da UFPA, a partir dos campi de Abaetetuba, Cametá e Tucuruí. “Isso significa que a futura universidade está ganhando formas e é resultado do esforço conjunto dos campi envolvidos. O projeto de criação da UFAT será encaminhado, ao longo dos próximos anos, ao Congresso Nacional para aprovação”, afirma.


Reproduzido pelo Blog do Prof. Ademir Rocha, de Abaetetuba/Pa

Nenhum comentário:

Postar um comentário