Mapa de visitantes

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Plantas e Flores - Algumas Plantas e Flores de Abaetetuba e Região


Plantas e Flores - Algumas Plantas e Flores de Abaetetuba e Região

Postagem em construção
Com o início do período chuvoso, nossas plantas do jardim e do quital, que estavam raquíticas, ganharam vigor com as primeiras chuvas e agora iniciam a mostrar toda a sua beleza na forma de folhas mais verdes e coloridos mais intensos das flores e a chamar um grande números de visitantes na forma de abelhas, cigarrinhas, percevejos, besouros, gafanhotos, grilos, borboletas, mariposas, piolhos de plantas, jacintas, ponhamesa, aves, lagartos, sapos, rãs e todo um grande elenco de seres vivos que fazem de nosso jardim e quintal um habitat durante esse período invernoso, que não sabemos se terá continuidade devido o descompasso do clima, que até o ciclo frutífero e floração das mesmas plantas modificou, como é o caso da planta dama-da-noite, que na sua floração, além da flor, também apresentava um fruto arroxeado que agora não mais aparece, fato que nos parece a ação do clima que nunca mais foi aquele clima regular amazônico.

Flor de cacto gigante


Fruto de cacto gigante


Lírio estrela branca


Papoula vermelha grande







Botão de papoula vermelha grande

Cálice branco




Tajá verde com pintas vermelhas


Tajá verde com o centro vermelho

Coração verde


Cróton vede com pintas amarelas

Frutos verdes de murici

Trevo lilás


Pimenta do mato verde

Aninga


Tajá coração verde

Palmeira de vaso estrelada



Samambaia asa de anjo

Samambaia de renda
Abrindo a folha
Samambaia de renda












Assucena
 

Aveloz
Tem leite perigoso
Maria quitéria
Maria quitéria de flores brancas com centro vermelho
Com várias espécies juntas elas cruzam entre si e dão origem
a flores com outros tipos de cor e forma

Planta
Samambaias
Samambaia de renda


Samambaia de chifinhos
Samambaias de folhas grandes
Nascem do nada através de caules subterrâneos

Quebra pedra
Medicinal para os rins

Família das palmeira
Em terra cresce mais de 15 metros
A mesma palmeira em vaso cresce pouco

Palmeira em vaso


Planta


Planta




Samambaia de renda

Samambaia asa de anjo

Família da cana
Canafístula em flor
É medicinal





Canafístula e cacto juntos


Canarana
Comida de peixe boi

Capim branco


Cactos
Cacto gigante
Com flores

Flores de cacto gigante

Quando as flores caem ficam os copinhos abaixo





Perdendo as flores

Cacto já sem muitas flores, só com os cálices que
sustentavam as flores


Tajás
Tajá coração verde vasado

Tajá branco e verde com folhas em cuias

Tajá verde e branco comprido e pontiagudo
 
Tajá verde com pintas e listas brancas



Tajá vermelho com nervuras e pintas vermelhas


Tajá coração verde brilhante

Em canteiro

Tajá verde com nervuras brancas em forma de seta




Trevos
Trevo roxo



Família dos crótons
Cróton verde amarelo com folhas compostas


Crótom verde de nervuras amarelas


Crótom verde com pintas amarelas
Rosa do deserto
Família das plantas rosa do deserto
Rosa do deserto de flores vermelhas e brancas

No mundo nada existe por acaso e tudo tem um sentido
As plantas e flores são dons de Deus para o homem.
sábado, 9 de março de 2013

Jasmins
Jasminzeiro de flores amarelas e dama da noite


Papoulas
Papoula simples vermelha e grande


Papoula vermelha com dois conjuntos de pétalas


 
Acima papoula com dois conjuntos de pétalas vermelhas

Família de plantas


Dama da noite
No mundo nada existe por acaso e tudo tem um sentido
As plantas e flores são dons de Deus para o homem.
sábado, 9 de março de 2013
As espetaculares flores abaixo foram fotografadas nesta semana e as flores brancas foram fotografadas ainda nesta noite de 9/3/2013


Dama da nopite e jasminzeiro de flores amarelas

Acima flores de dama da noite, além de belas, enchem
o ambiente de um suave perfume e só duram uma
única noite
Cuitininga
Abaixo a planta cuitininga e suas folhas macias

Planta


Planta


Planta


Dinheirinho em penca




Sininho vermelho


Plantas

Plantas de flores de veludo















Bounganvile


Família dos Tajás
Tajá verde esbranquiçado


Tajá verde e amarelo trepadeiro


Tajá verde com pintas vemelhas e bromélia verde

Tajá verde esbranquiçado


As plantas são fundamentais para a sobrevivência dos seres vivos. Seria necessário muitas linhas para mostrar essa importãncia. Nesta postagem queremos prestar um tributo às plantas e flores, frutos através dos olhares de nossos fotógrafos do Pará, onde a incrivel variedade de plantas e suas flores, e frutos enchem os olhos de toda pessoa sensível às belezas do seu meio ambiente, incluindo nossos fotógrafos que sabem captar esses momentos mágicos das difrentes fases das plantas amazônicas ou para cá trazidas desde a época da colonização do Pará, especialmente aquelas vindas das Guianas, Europa e outras partes do mundo, para compor junto com as nossas plantas nativas a beleza da flora de nossa Amazônia.
Cenário vegetativo captado pelo fotógrafo Rui Santos,
na bela Praça de Batista Campos em Belém, com
predominância de plantas floridas, arbustos e 
gramíneas
Hortência
É um buquê de flores de cor lilás que se adaptou ao clima
quente e úmido da Amazônia

Cana de açúcar
Na foto acima um pé de cana-de-açúcar, gramínea que
constituiu grande parte da história de Abaetetuba, Igarapé-Miri
e muitos outros municípios do entorno da Capital, Belém, com
o chamado Ciclo da Cana-de-Açúcar, no Pará Colonial e que
fez a história de Abaetetuba e Igarapé-Miri, no ciclo econômico
da Indústria Canavieira desses municípios, fazendo com que a
cachaça dos engenhos de cana-de-açúcar chegassem às
diversas regiões da grande Bacia Amazônica, através do chamado
Comércio de Regatão, atividades que ajudaram esses municípios
a dar grandes avanços em suas economias. Porém a Índustria
Canavieira do Baixo Tocantins entrou em irreversível decadência,
restando apenas a bela história dos canaviais de Abaetetuba e
Igarapé-Miri e suas centenas de engenhos
Aqui foto de Ademir Rocha que mostra a copa da
palmeira miritizeiro, á beira do histórico Rio Moju,
no município de Moju/PA
Aqui na foto de Ademir Rocha, uma planta que cresce
como mato nas beiradas das estradas e ramais do
Baixo Tocantins que, se usada como planta ornamental e
oferece um belo cenários com suas grandes folhas, de
cujo ápice afloram os cachos de belas flores vermelhas
que embelezam os quintais ribeirinhos ou jardins das
cidades
Bela foto de Rui Santos, fotógrafo que também é detentor
de belo orquidário, digno de ser visitado  para deleite dos
olhos dos apreciadores dessa arte de cuidar dessas delicadas
plantas, que exigem muitos cuidados e longo tempo para a
floração. Mas vale a pena tanto trabalho e tempo despendido,
para se admirar belas orquídeas, como as da foto acima

Foto de Rui Santos que mostram os detalhes das delicadas
folhas e flores dessa planta ornamental que embeleza as
casas dos paraenses. Essa planta apresenta nas folhas e
flores pequenos espículos que fazem com que se esteja
 tocando em uma superfície aveludada, como das plantas
begônias
Flot de cacto grande
 A foto de Ademir Rocha, mostra um grande cacto
florido com sua flor amarela (que varia para a cor rosa)
e os cactos já têm mais de 30 anos
 Aqui outra espécie de ibisco, aqui papoula, em foto
de Ademir Rocha. A novidade dessa flor é que sua
corola é formada por duas fileiras de pétalas e as
mesmas são raras em nossa região
Papoula branca
 Essa flor de Rui Santos, tem o nome de ibisco, mas
por aqui, a chamamos de papoula e, no caso, é uma
papoula de cor branca mostrada em detalhes pela
foto de Rui. Amplie a imagem
Trevo verde com flores brancas
 Foto de Ademir Rocha, que mostra duas espécies da
planta chamada trevo, uma espécie pequenina (com 3
folhas, mesmo) e outro trevo também verde, maior. Clique
e veja que entre o trevo verde maior, existem trevos com
4 folhas, que são raridades
Samambaia de renda
Aqui, em foto de Ademir Rocha, uma espécie de samambaia
chamada samambaia de renda, junto a outras plantas de vaso
 A foto acima é de Ademir Rocha, que mostra uma
rosa de coloração cor-de-rosa, de uma roseira rústica
no jardim do mesmo Ademir, que já tem vários anos
e que sempre vai crescendo em busca dos raios do sol
para a sua plena floração

 Uma flor da dama-da-noite mostrando os detalhes
dos pingos d'água e insetos sugadores de seiva. Clique
e veja esses detalhes
 Botão e flor da dama-da-noite
Acima são as sensacionais flores damas-da-noite, do jardim de Ademir Rocha,
em fotos de Marivaldo Sena e Ademir Rocha, que são flores
noturnas, que começam a abrir à partir das 9:00h da noite e
atingem o ápice de abertura nas horas da madrugada e são
flores que mais parecem estrelas no firmamento negro das
noites e essas plantas do tipo das carnudas florecescem apenas
nos períodos de chuvas e por influência da lua-cheia, em flores
que exalam perfume que domina o ambiente às proximidades
e que no amanhecer do dia seguinte já estão fechadas, para originar um
fruto de cor avermelhada que aparecem alguns dias depois das
floradas
 Algumas espécies de jasminzinhos buquê-de-noiva, nas
cores branca, vermelha, vermelho-amarelado
 Sensacional foto de Marivaldo Sena mostrando a
copa de uma alta plameira do jardim de Ademir Rocha,
em foto noturna. Essa palmeira não é nativa da Amazônia e que
se adapta ao solo e ao vaso, porém no solo cresce muito,
atingindo altura de mais de 20m
Planta
 Aqui, foto de Marivaldo Sena, mostrando os detalhes
da pequena planta ornamental de vaso
Samambaia paulistinha
 Aqui uma das 9 espécies de samambaias da coleção
de Ademir Rocha, em foto do próprio, no caso a
samambaia paulistinha, cujas folhas são pequenas
em relação às das demais espécies da coleção
Aqui um conjunto de várias plantas ornamentais do
jardim de Ademir Rocha, em foto de Marivaldo Sena,
onde aparecem os jasminzinhos de buquês-denoivas, cor amarela, o
croton de cor avermelhada e outras plantas, em foto noturna.

Comentários:

  1. Maravilhosa iniciativa, parabens. Como faço para contribuir com uma foto? Não é profissional, mas feita com muito orgulho, é uma bacabeira, linda, fotografada na ilha do Marajó
    Responder
  2. Caro Luiz Roberto Barbosa Morais, obgdo pela visita ao Blog e fotos podes ser publicadas no Facebook que nós copiamos e postamos no Blog. Disponha do Blog para suas postagens. Abçs, Ademir Rocha
    Responder
  3. muito bom ,acessei para ver a Dama da Noite e vi em outra foto uma planta azul violeta sem nome e posso dizes que o nome popular é Hortência e no município de Gramado /RS tem uma variedade em outras cores também.eu imagino que seja planta que nasce no outono aqui no sul
    Responder
  4. Sonia Nascimento, obrigado pela visita ao n/Blog e pela informação. Realmente é Hotência, uma planta que se adaptou ao nosso clima quente úmido! 

Blog do Ademir Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário