Mapa de visitantes

domingo, 14 de julho de 2013

2013 - PROJETO AMAZÔNIA EM ABAETETUBA

PROJETO AMAZÔNIA EDIÇÃO 2013 EM ABAETETUBA
 Cartaz do Projeto Amazônia edição 2013
em Abaetetuba
Frase-Lema da Mariápolis 2013

Esta já é a 4ª edição do Projeto Amazônia em Abaetetuba e sempre com muitos frutos espirituais para a Igreja local, pois são muitas pessoas que são contactados em cada localidade visitada pelo mutirão de Evangelizadore-Missionários do Projeto, sendo estes de Abaetetuba, Igarapé-Miri, Belém e pessoas vindos de outras partes do Brasil. O projeto é promovido pelo Movimento dos Focolares, atendendo um pedido da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, em vista da preocupação de vastas áreas amazônicas que não possuem a presença de comunidades eclesiais e de padres ou irmãs religiosas e, quando possuem uma Paróquia em um município, muitas comunidades só recebem a visita desses religiosos de mês a mês, ano a ano, em fato que preocupa a Igreja Católica no Brasil, pois essas pessoas precisam receber também a Mensagem evangelizadora de Jesus, que veio a este Mundo trazendo sua mensagem de Amor e Fraternidade para todos os homens. Prontamente os Dirigentes do Movimento dos focolares no Brasil aceitaram o convite da Igreja no Brasil e hoje essa ação já atinge outros Movimentos Eclesiais.
E Abaetetuba, apesar de possuir uma Diocese, esta não possui tantos religiosos e catequistas para atender o vasto território eclesiástico da Diocese, então, os leigos tem que também assumir o seu papel de evangelizadores em Uindade com a Igreja.

Vejamos um pouco a História do Projeto Amazônia em Abaetetuba e outros lugares da Amazônia:

Projeto Amazônia 2012 em Abaetetuba (PA)

Os “atores” do Projeto Amazônia 2012 na cidade paraense de Abaetetuba contam como foi essa experiência, um trabalho realizado com seriedade e alegria, com a consciência da própria fragilidade, da potência de Deus e da Sua Palavra, e os frutos de um novo ardor nas comunidades visitadas.
Uma cidade à margem do Rio Tocantins, que aqui toma o nome de Rio Maratauira, e depois Rio Jarumã, 150 mil habitantes, dos quais 45% povoam as 72 ilhas que formam o município de Abaetetuba. A paisagem é de uma beleza ímpar, harmoniosa, quase retilínea: palmeiras de açaí e, meio metro acima, outras palmeiras, mas dessa vez de miriti. Onde parece que existe só a floresta desponta a cidade e os seus ‘abaetés’, homens fortes, nobres e valentes, segundo uma tradição de longos anos. E isso pudemos comprovar pessoalmente…
Alguns Evangelizadores-Missionários dão o seu testemunho das edições passadas do projeto:

Chegamos à noitinha, 21 pessoas provenientes de São Paulo, Maranhão, Recife, Belém, Altamira, desejosos de comunicar o Ideal da Unidade que deu um novo  sentido à nossa vida. “Por 15 anos vivemos o nosso casamento como um fusca e um caminhão… até quando entendemos que é fundamental amar o outro como a si mesmo. Nossa vida mudou e até hoje continuamos nesse empenho de amar, sempre recomeçando”; “Conheço esta vida desde que nasci, e apesar das muitas dificuldades, procuro ser fiel porque esta é a verdadeira vida…”. Uma profunda troca de experiências entre nós é o que dá inicio ao programa que se baseará no slogan “A Palavra faz viver”. Traçamos estratégias, dividimos as tarefas e iniciamos com a benção do bispo.
 
Parte dos Evangelizadores-Missionários da Edição 2012
do Projeto Amazônia em Abaetetuba
Depoimentos:
Hoje depois de renovar solenemente o “Pacto de Unidade” entre nós, saímos para levar a quantos encontramos o ‘nosso tesouro’. Visitas, sorrisos, conversas, confidências… É aqui que vemos os ‘abaetés’: gente sofrida, mas alegre e batalhadora, sempre decidida a enfrentar a vida e dar aos outros o que têm de melhor. A Palavra de Vida que levamos é uma descoberta e todos manifestam o desejo de continuar no aprofundamento da vida do Evangelho.

Prosseguem as visitas. É uma ocasião para “dar de beber a quem tem sede, dar de comer a quem tem fome…” não no sentido material, mas “na escuta das dores, na partilha dos sofrimentos e dos desafios de cada dia…”. D. Maria cuida de uma filha e um genro, vítimas de um acidente de moto, que têm três crianças… Entre os moradores surge a iniciativa de se organizarem para dar apoio a dona Maria e a ajudar a carregar sua cruz. 19h – Vigília de oração na igreja de Cristo Redentor, com 80 pessoas, na maioria jovens. Apresentamos Chiara Luce, para muitos, desconhecida. A sua história fascina e atrai.
Foto de uma apresentação folclórica de uma comunidade
visitada

“Sinto que devemos trabalhar juntos para criar uma nova cultura, a nossa cultura que é a da verdade, da honestidade, da pureza, da legalidade, enfim a cultura do amor, que faz um mundo ‘novo”.
“Tive momentos de dificuldade, mas compreendi que as coisas de Deus acontecem assim e que alguém deveria pagar o preço por tantos frutos… Escutei o pessoal do Abaetezinho e do Ipixuna, eles estão muito felizes com tudo e impressionados pelos resultados. Disseram que aconteceram verdadeiros milagres e isso confirma que tudo foi válido e valeu por todo o sacrifício. Agora o meu desejo é manter a nossa comunidade sempre viva, e fazer com que este legado que nos foi confiado seja levado adiante, sem jamais vacilar”.

Esses depoimentos querem nos dizer que as pessoas que trabalham no Projeto Amazônia não vêm apenas dar ou ensinar as verdades evangélicas, mas vêm com o propósíto de fazer uma experência evangélica da vivência da Palavra de Deus em meio das Comunidades visitadas e, muitos deles, mais recebem do que dão alguma coisa, na convivência com pessoas simples, porém sábias de conhecimentos e valores humanos e essas experiências são repassadas aos demais, quando dos encontros noturnos da Comunhão da Palavra ou Comunhão de Vida. A Unidade, que é um valor Evangélico, que todos procuram viver entre si e com os irmãos é fundamental no Projeto Amazônia, junto com a vivência da Palavra de Vida, da Fraternidade, que são valores vindos dos ensinamentos de Jesus, que disse "Amai-vos uns aos outros COMO Eu vos amei", que já é o  Amor de Deus entre irmãos, em valores que se juntam ao Serviço e à Comunhão dos Bens e da Providência Divina que sempre atende aos anseios das diversas necessidades dos diversos aspectos desses encontros.

Projeto Amazônia, Edição 2013, em Abaetetuba

Como se vê, o Projeto Amazônia é uma ação de Evangelização que acontece a cada ano em comunidades previamentes escolhidas junto ao Bispo e Párocos das comunidades a serem visitadas, tanto na cidade como nas comunidades das Estradas e Ilhas de Abaetetuba.
Os membros das comunidades visitadas em anos anteriores são convidadas para participar dos diversos grupos de visitação de novas comunidades.

Aconteceram algumas novidades na Edição 2013 do Projeto Amazônia em Abaetetuba:
  1. Aconteceu, pela 1ª vez em Abaetetuba, o Encontro da Mariápolis, que é um típico encontro do Movimento dos Focolares, onde as pessoas vão fazer a experiência do Amor entre irmãos, numa espécie de laboratório  da vivência da Fraternidade, Serviços, Unidade entre pessoas, grupos nos diversos tipos de grupos e segmentos sociais, sem distinção de idades, cor, raças, religião, credos e procurando se "Fazer Um com cada irmão" conforme nos diz diz São Paulo. O encontro da Mariápolis foi possível devido uma série de Providências vindas dos gestores, entidades, políticos, órgãos, Igrejas, empresários e pessoas dispuseram espaços, víveres, camas, colchões, dons, serviços para que a Mariápolis pudesse acontecer pela 1ª vez em Abaetetuba e ainda se constituiu em uma grande preparo expiritual para tantos que após esse encontro se dispuseram a também trabalhar em favor do Projeto Amazônia. A Frase-Lema da Mariápolis 2013 para todo o Brasil foi "Que ninguém passe ao meu lado em vão", como que a prenunciar que cada irmão encontrado pudesse receber um pouquinho das riquezas que Deus sempre dispõe aos seus filhos amados. Vide a frase no cartaz acima.
  2. Antes do Encontro da Mariápolis aconteceu também um encontro do âmbito do Movimento Político Pela Unidade-MPU, que quer mostrar a todos que a Fraternidade na Política é um valor que já acontece nos mais de 180 países onde o Movimento dos Focolares se faz presente, prununciado uma novo modo de fazer política que tem a Fraternidade como um valor. O mesmo princípio é aplicado aos outros segmentos da sociedade como: Saúde, Direito, Economia, Artes, Educação, etc. onde se vislumbra através da Fraternidade o Mundo Novo, o Mundo Unido, que já é possível experimentar em muitos lugares do mundo.
  3. A ação do Projeto Amazônia em duas frentes de ação, com: um grupo atuando nas comunidades dos bairros e comunidades das Estradas de Abaetetuba e outro grupo atuando nas Ilhas de Abaetetuba e com total apoio dos párocos e pesssoas e entidades acima mencionadas. O final das ações da Edição 2013 do Projeto Amazônia em Abaetetuba está previsto para o dia 13/07/2013, tendo se iniciado em 7/7/2013.
Vide abaixo algumas fotos da Mariápolis e do Encontro da Festa de Encerramento da Frente atuante dos bairros e comunidades das Estradas de Abaetetuba com comentários:
 Apresentação de parte dos "Missionários" durante a Missa de
Encerramento da Edição 2013 do Projeto Amazônia
 Família presente na Festa de Encerramento do
Projeto Amazônia 2013 em Abaetetuba
 O palco com todo o instrumental musical e pintado
na parede as motivações amazônicas do Projeto Amazônia
com vegetação, rios, ribeirinhos, casas, canoas, animais e
mais na frente o cartaz do Projeto
 O público presente na Missa de Encerramento do
Projeto Amazônia 2013 na Igreja-Santuário de
N. S. do Perpetuo Socorro
 Pe. Arnaldo, Pároco da Paróquia de N. S. do Perpétuo
Socorro, celebrando a Missa das 18:00 h
 Um ribeirinho vindo da localidade Maracapucu, agora
residindo na Comunidade Frei Galvão, dando o seu
depoimento sobre o que foi para ele a presença da
Missão nessa Comunidade do Algodoal
 Os apresentadores, músicos e cantores no Palco da
Barraca de N. S. do Perpétuo Socorro
 Parte do público presente na Festa de Encerramento
do Projeto Amazônia na Barraca de N. S. do
Perpétuo Socorro
 Participação do público nas apresentações da Festa
de Encerramento do Projeto Amazônia, Edição 2013
 depoimentos de duas pessoas que fazem um belo trabalho
numa Academia de Box, enfatizando que o objetivo desse
esporte não é a competição, mas como esporte recreativo, leva em conta  o relaxamento físico-mental,a flexibilização, a resistência, a força, 
a coordenação, a disciplina, a respiração e os aspectos espiritual e
da cidadania
 Acima, crianças, jovens e adultos participando nas
coroegrafias das diversas canções do Encontro
 Testemunho de uma "Missionária" contando como procura
viver o Ideal da Unidade no seu dia-a-dia e de sua participação
no Projeto Amazônia em Abaetetuba, apesar dos limites da
idade e do atual período de férias
 As canções do Movimento dos focolares são verdadeiros
hinos ao Amor, à construção do Mundo Unido, da Fraternidade
entre homens, povos e nações e que todos são convidados a
embarcar nesse "Trem" (nome da música)
 Todos merecem um carinho especial de cada "Missionário", 
especialmente as crianças de quem Jesus dizia que "A elas
pertence o Reino dos Céus", pela pureza de coração, expontaneidade,
e alegria
 Coreografia de canção (não de música)

 O grupo da Academia de Box, formado por crianças, 
jovens e adultos fazendo movimentos dos princípios
da escola
 A bela Igreja-Santuário de N. S. do Perpétuo
Socorro é bonita externa e internamente, com suas
pinturas, vitrais e outros tipos de ornamentação
 A tecnologia agora é fundamental nos encontros do
Movimento dos Focolares, como no momento da explicação
da frase da Palavra de Vida para o mês de julho: "Toda a Lei
se resume neste único Mandamento: "Amarás o teu próximo
como a ti mesmo".
 O grupo da Pastoral da Juventude-PJ da Paróquia de N. S. do
Perpétuo Socorro com participação ativa no Projeto Amazônia e
acima fazendo suas apresentações musicais no Encontro de Encerramento
na barraca de sua Igreja
 Dirigentes do Movimento dos Focolares e Paróquia de
N. S. do Perpétuo Socorro
 O pároco de Perpétuo Socorro se fazendo presente
na Festa de Encerramento do Projeto Amazônia e nas
comunidades de sua Paróquia
 Coreografia da música
 Pinturas de figuras sacras no Salão da Barraca de
N. S. do Perpétuo Socorro
 Nova foto da coreografia da música do "Trem", com
participação de crianças, jovens e adultos, saindo para
evangelizar o Mundo. Embarque também nesse Trem

Fonte abaixo: focolares.org.br

Abertura oficial foi realizada na Câmara Municipal de Abaetetuba, com a presença de autoridades e comunidade local, e foi seguida de uma Mariápolis com mais de 100 participantes.

Como vem ocorrendo nos últimos anos, o Movimento dos Focolares desenvolve durante o mês de julho o Projeto Amazônia, uma atuação da “ação evangelizadora da Igreja no Brasil”, voltada especialmente à região amazônica.
Após o lançamento oficial no dia 1º de julho, na Câmara Municipal de Abaetetuba (PA), com a presença de autoridades e da comunidade local, o Projeto teve início no domingo, 7 de julho, no Centro de Formação Laranjal, com a abertura da “Mariápolis”. Estiveram presentes quase 100 pessoas das cidades de Benevides, Belém, Ananindeua, Igarapé Miri, Vila dos Cabanos, Abaetetuba e representantes de outros Estados, como São Paulo e Amazonas, vindos especialmente como voluntários do Projeto.

Em sua quarta edição no município de Abaetetuba, o projeto em 2013 vai abranger os bairros da Angélica, Santa Clara, Mutirão, São Sebastião, Estrada, Vila de Beja, Ilhas e Tucunduba, Costa Maratauíra e Santa Maria do Maracapucu, com visitas e encontros de formação e com ações sociais no bairro do Algodoal, com participação da Defensoria Pública, IFPA, Prefeitura Municipal, Museu Goeldi, Renato Chaves, Associação Comercial, Alcoólicos Anônimos.

Nazaré Marques, responsável pelo Movimento na Região, enalteceu a iniciativa dos integrantes do Movimento no município, na organização das atividades, envolvimento de parceiros, engajamento político e busca de patrocínio para a realização das ações. Observou também a característica peculiar dessa Mariápolis, pois os “mariapolitas” são eles mesmos os atores, participando da Mariápolis e das ações do Projeto.

Mário Feio, também responsável pelo Movimento dos Focolares na Região Amazônica, percebe que o projeto tem raízes na Amazônia e produz frutos, dando resposta à Igreja que lançou a semente. Segundo ele, o projeto é um laboratório de modelo de vida evangélica, baseado no aspecto “caritativo” mais vital, no amor ao próximo que leva à reciprocidade, gera a presença de Jesus e constrói a unidade, um mundo mais fraterno, o paraíso na terra.

Blog do ADEMIR ROCHA, de Abaetetuba/PA

Nenhum comentário:

Postar um comentário