Mapa de visitantes

sábado, 5 de janeiro de 2013

TIRAÇÃO DE REIS DE ABAETETUBA

TIRAÇÃO DE REIS DE ABAETETUBA

 Reportagen no jornal "O Liberal" sobre
a Tiração de Reis de Abaetetuba

 TIRAÇÃO DE REIS DE ABAETETUBA



CONVITE
Dia 05 de janeiro de 2013, o Grupo de Tiradores de Reis "Menino Deus", Abaetetuba- Pará.
Estará realizando mais uma manifestação do Dia de Reis.
Saída: Av São Paulo, 1699, próximo ao Posto, às 19h
percorrendo Várias ruas, com parada na Praça da Bandeira às 21h.
 

A FOLIA DE REIS:

A Folia de Reis é uma festa religiosa de origem portuguesa, que chegou ao Brasil no século 18 e que em Portugal tinha a finalidade de divertimento, enquanto no Brasil adquiriu um caráter religioso-folclórico. Em alguns lugares é realizada no período que vai de 24 de dezembro a 6 de janeiro, no Dia de Reis. Compõe-se de um grupo de cantadores e instrumentistas que percorrem a cidade entoando versos relativos à visita dos Reis Magos ao Menino Jesus e que paravam em determinadas casas, entoando cantos de louvores em homenagem ao nascimento do Menino Jesus e cantavam também as súplicas de uma “oferenda” a eles.

A TIRAÇÃO DE REIS em Abaetetuba:

A TIRAÇÃO DE REIS (nome que a Folia de Reis recebia em Abaetetuba desde os tempos das antigas  Folias de Santos ou Tiração de Esmolas em Abaeté), veio da tradição folclórica da Folia de Reis e que em alguns lugares do Brasil ficou sendo conhecida como Tiração de Reis, especialmente no Sertão Nordestino que chegou em Abaeté na época da migração nordestina do Ciclo da Borracha. Em Abaeté as festas da TIRAÇÃO DE REIS eram tradicionais e eram realizadas tanto na cidade como pelo interior do município e num período maior de dias (agora gora está reduzida apenas à véspera para o Dia dos Santos Reis) e os instrumentos utilizados eram os mesmos das antigas Folias de Santos:

Viola, violão, reco-reco, flauta, rabeca, caixa, chocalhos, cavaquinho, triângulo, pandeiro e outros instrumentos. Os personagens centrais das folias eram: O menino Jesus, seus pais Maria e José, os Três Reis Magos e outras motivações do nascimento de Jesus. Os Foliões de Reis locais eram formados peos intrumentistas, tendo entre eles o Mestre que comandava a folia, os cantadores (ou tirador de versos musicados) e a comitiva, todos devidamente paramentados de acordo com seus personagens e funções. Com suas cantorias seguiam os foliões pela noite adentro em longas caminhadas, levando a "Bandeira" (estandarte de madeira ornado com motivos religiosos),  e a imagem do Menino Jesus aos quais tributavam especial respeito e devoção. Vão liderados pelo mestre e outras figuras de relevância dentro da Folia por conhecerem os versos, os puxadores dos cantos.

Em Abaetetuba, a Folia de Reis, por ter sido introduzida na Zona Ribeirinha e na Zona Rural do município e por ter quase a mesma finalidade das Folias de Santos (ou Tiração de Esmolas), a manifestação era chamada de TIRAÇÃO DE REIS. Uma justificativa que modernamente se dá ao termo “Tiração de Reis” era a da retirada do Menino Jesus e o conseqüente desarme do Presépio, justificativa que condiz com a tradição de se “Tirar Reis” apenas em um dia, o dia 6 de janeiro, mas não condiz com a tradição local mais antiga, devido ao fato das antigas Folias de Abaeté serem realizadas em um período maior de dias, e a TIRAÇÃO DE REIS antiga, envolvia vários dias de festejos, para que se pudesse atingir um maior número de devotos do Menino Jesus, usando as motivações natalinas (Não esqueçamos que as antigas Tirações de Reis eram um modo dos antigos foliões de santos prestarem sua devoção ao seus santos de devoção e o Menino Jesus era um dos santos da antiga devoção popular de Abaeté). A tradução para TIRAÇÃO DE REIS era realmente a “tiração de versos e cantos” pelos puxadores das folias e a conseqüente “tiração de esmolas” pelos antigos, uma espécie de contribuição, como nas Folias de Santos. Os grupos desse tipo de folia saíam de porto em porto (se nas Ilhas) ou de casa em casa (se na cidade), ou pelos caminhos, (se nas colônias rurais), “Tirando Reis” e sendo presenteados pelos moradores das casas visitadas com comidas, frutas, galinhas, patos, ovos e valores em dinheiro.

E será essa a expressão que usaremos, por ser tratar de um termo típico usado em Abaetetuba para a festa que em outros lugares do Brasil se chama Folia de Reis ou mesmo Tiração de Reis, como no Sertão Nordestino.

A TIRAÇÃO DE REIS de Abaetetuba, era uma festa da Quadra Natalina, uma tradição do povo abaeteense dos anos finais do Século 19 e iniciais do século 20 até os anos das décadas de 1940 e 1950, que relembrava a visita dos Reis Magos ao Menino Jesus na Gruta de Nazaré, segundo a tradição católica e que perdurou nas décadas seguintes em festas que,  depois, passaram a ser realizadas entre os dias 5 e 6 de janeiro, quando essas folias passaram a ser realizadas apenas na cidade e outros poucos locais do interior. As TIRAÇÕES DE REIS envolviam, como hoje, muita musicalidade e atualmente as músicas saíram um pouco da tradição religiosa do fato, incorporando outras músicas populares alegres, como o carimbó, frevos, sambas, forrós e outras.

Atualmente algumas pessoas e grupos fizeram retornar essa antiga festa folclórica de Abaeté, tentando resgatar essa tradição. Entre esses novos grupos destacamos:

·         O Grupo de Tiração de Reis “MENINO JESUS”, liderado pela professora Iacilda Freitas e músico e arte-educador Ney Viola, grupo que entre os instrumentos musicais se encluem os chocalhos, pandeiros, bumbos, cavaquinhos e violões e músicas populares paraenses como o carimbo e personagens natalinas devidamente paramentadas como tais, enfim, que ainda procura manter alguns motivos das antigas Tirações de Reis de Abaetetuba.
Fotos de Iacilda Freitas
O grupo "Sandália de Embuá" na colaboração
com a Profa. Iacilda Freitas no grupo de 
Tiração de Reis "Menino Jesus"
2005, o 1º ano ano do grupo de Tiração de Reis
da Profa. Iacilda Freitas
Grupo de Tiração de Reis "Menino Jesus" em 2008
Ialcilda Freitas, baluarte da cultura de Abaetetuba,
sendo entrevistada pelo apresentador de TV Naldo Araujo

·         Grupo de Tiração de Reis “NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO”, liderado pela professora e pesquisadora de folclore Hélia Quaresma, que anfatiza o aspecto religioso da folia, com o Menino Jesus, os Reis Magos vestidos de acordo com a tradição e uso de instrumentos musicais tocando músicas religiosas e populares.
A Profa. Hélia Quaresma e o apresentador 
educacional/cultural Prof. Miguel Caripuna 

·         Grupo de Tiração de Reis “SÃO DIMAS”, liderado por Mariana, que usa instrumentos musicais nos cantos populares e com os personagens do nascimento de Jesus.
·         Grupo de Tiração de Reis “OS FILHOS DE OSNI”, que vem do grupo carnavalesco de mesmo nome, liderado pelo jovem Checha e que contribui com a tradição da Folia de Reis com as alegres características do carnaval.
Foto do jovem Checha
O grupo de Tiração de Reis "Filhos de Osni",
liderado pelo jovem Checha 

·         Grupo de Folias da “BANDA DO BOCA”, que vem do grupo musical de mesmo nome e tocando músicas populares nessa tradição.
 
Existem outros grupos de TIRAÇÃO DE REIS que saem cantando músicas religiosas, sambas tradicionais, músicas de carimbo e das quadras junina e carnavalesca.
 Luiz do Nilamon/Luís Sena, herdou a tradição
da Tiração de Reis de seus parentes ancestrais
e ele, provavelmente, é o mais antigo Tirador
de Reis de Abaetetuba
Blog do Ademir Rocha
-------------------------------------------------------------
Outras Informações e Publicações Sobre a Tiração de Reis:

Tiração de Reis(Folia de Reis ou Tiração de Reis)

Originalmente, festa popular dedicada aos Três Reis Magos em sua visita ao Deus Menino. É caracterizada por um grupo de pessoas que visitam amigos ou conhecidos, a partir do dia 2 de janeiro ou nas vésperas dos Reis (5/1). Nas visitas eles cantam e dançam versos alusivos à data, ao som de instrumentos e solicitam alimentos e dinheiro. É tradicional utilizar a arrecadação para a ceia no dia de Nossa Senhora das Candeias (2 de fevereiro). A visita noturna tem mais graça quando se torna uma surpresa.

Reproduzido pelo Blog do Ademir Rocha

Tiração de Reis no programa do Prof. Miguel Caripuna !Conhecimento em Foco”
O Programa "Conhecimento em Foco" do dia 04 de janeiro de 2012, teve como tema a "Tiração de Reis", tradição popular do município de Abaetetuba que ocorre todos os anos entre os dias 05 e 06 de janeiro. Esta manifestação folclórica é uma referência a "Folia de Reis", festa de inspiração católica que relembra a visita dos Reis Magos ao Menino Jesus, quando estes ofereceram presentes ao menino e depois sairam anunciando seu nascimento. 
Estiveram no programa a Professrora Iacilda Freitas e os Arte Educador e Músico Ney Viola, ambos do Grupo de Tiração de Reis "Menino Deus", que explicaram como acontece em Abaetetuba a "Folia de Reis", que se chama de "Tiração de Reis". Segundo a Professora Iacilda, o nome "tiração" vem do costume de se retirar ( ou "tirar") o presépio armado nas casas durante o Natal, o que acontece no dia 06 de janeiro - "Dia de Reis". Em Abaetetuba, neste período grupo de cantores visitavam as casas de moradores, onde entoavam cantos religiosos e populares, celebrando a chegada do "Dia de Reis", esta manifestação acontecia principalmente nas ilhas. Os cantores diziam hoje vamos "tirar Reis", assim ficou a denominação "Tiração de Reis".
O Arte Educador Ney Viola, falou que os moradores presenteavam os cantores com dinheiro ou outros presentes como frutas, galinhas, ovos, porcos, ovos etc, além de oferecem um comidas durante a visita nas casas. A "Tiração de Reis" animava as famílias e de acordo com a Professora Iacilda os Grupos de "Tiradores de Reis", cantam os mais variados estilos musicais como o samba de raiz, o carimbó, a ladainha e outros.
Na foto que ilustra esta apresentação temos a Professora Hélia Quaresma, uma das maiores pesquisadoras do folclore abaetetubense e participante do Grupo de Tiração de Reis "Nossa Senhora da Conceição". 
Por Miguel Caripuna

Postado por Sintonia Educativa - Abaetetuba às 10:28

Reproduzido pelo Blog do Ademir Rocha 

Nenhum comentário:

Postar um comentário