Mapa de visitantes

segunda-feira, 6 de junho de 2011

POR UMA CULTURA DE PAZ EM ABAETETUBA

POR UMA CULTURA DE PAZ EM ABAETETUBA


Abaetetuba é um município formado por 3 áreas de moradores: A cidade de Abaetetuba, a Zona das Ilhas e a Zona da Estradas. A violência está se instalando cada vez mais nessas áreas habitadas. Na cidade já não se pode nem sair às ruas e nem em plena luz do dia. Os assaltos se intensificaram nas ruas, nas portas dos bancos, nas casas comerciais e em qualquer lugar que se esteja e nas inúmeras festas que avançam madrugada adentro temos mortes toda semana e já não dá para contar nos dedos das mãos. Na periferia da cidade os cidadãos de bem vivem sobressaltados, com medo da violência que impera nesses bairros sem segurança e sem lei. Nas estradas os assaltos às pessoas que viajam de motos, carros e ônibus já se tornaram rotina. Nas ilhas os piratas atemorizam quem viaja pelos furos, rios, igarapés e baías do município e os assaltos às casas dos ribeirinhos se tornaram rotina a ponto de muitos estarem se mudando de seus locais de origem.



Nosso Blog foi criado para fazer o resgate da cultura abaetetubense em todas as suas formas, como também o resgate das famílias que formaram a sociedade abaetetubense. Porém, diante do quadro de violência que avança cada vez mais no município, achamos por bem nos juntamos ao Blog do Edu Valente e fazer a postagem de algumas reportagens captadas pelo nosso alerta sobre Abaetetuba.

"O governo não vai permitir que se instale no Estado uma escalada de violência”. A afirmação, contundente, do secretário de Segurança Pública Luiz Fernandes Rocha, feita durante coletiva à imprensa na tarde deste sábado, 4, no prédio da Delegacia Geral, evidencia a disposição firme de combater o crime em qualquer cidade do Pará.


Desta vez, a situação de anormalidade ocorreu em Abaetetuba, onde foram registrados seis homicídios em apenas dois dias, enquanto a média histórica de mortes violentas no município é de quatro por mês.


O secretário de Segurança, acompanhado do delegado geral da Polícia Civil, Nilton Atayde, e do comandante da Polícia Militar, Mario Solano, informou que foram deslocadas para Abaetetuba missões especiais das duas forças policiais, com o objetivo de garantir a segurança da população lpocal e dar início às investigações sobre a série de crimes ocorridos desde sexta-feira.


“O compromisso do Estado é estar presente em todo e qualquer local que apresente uma situação de risco à população. Por isso, estamos acompanhando de perto o caso em Abaetetuba, que em menos de 24 horas fugiu da normalidade”, explicou Luiz Fernandes.


“Ainda é prematuro apontarmos as causas destes crimes e até mesmo se existe uma ligação entre eles. O que podemos garantir é que o Estado não está medindo esforços para investigar as causas e, principalmente, solucionar este situação”, explicou o comandante geral da PM, Mário Solano.
Dois suspeitos já foram presos por um dos crimes cometidos na cidade. Desde a madrugada deste sábado, o município conta com reforço de homens da Policia Civil e um batalhão da Polícia de Choque da PM. Já estão no local, também acompanhando os casos, a Equipe de Homicídios da Policia, representantes do Centro de Perícias Cientificas Renato Chaves e Corregedoria do Estado.
Após a coletiva, o comandante-geral da PM, Mário Solano, e o delegado-geral da Polícia Civil, Nilton Atayde, também deslocaram-se para acompanhar de perto as investigações em Abaetetuba.



Prevenção - Durante a coletiva, o secretário de Segurança falou sobre as ações desenvolvidas com o objetivo de diminuir ainda mais a criminalidade no Estado e destacou os números positivos de redução da violência. Nos primeiros quatros meses de 2011 houve uma redução de 15% da criminalidade em todo o Pará, comparado ao mesmo período do ano passado. Na região Metropolitana a redução dos crimes foi de 35% e em Belém o número é ainda maior, 37%.
“Uma das metas do governo é diminuir o numero de homicídios, desenvolvendo um trabalho de combate à impunidade e de prevenção”, explicou o secretario. Para isso estão sendo tomadas medidas de impacto na segurança de todo o Estado. O principal alvo das operações de repressão à violência é o tráfico de drogas.



Com base em estatísticas, este é um dos principais motivos da ocorrência de crimes, principalmente o de homicídio. O Baixo Tocantins é uma das regiões que vem se destacando neste processo. Somente no mês de maio foram presos mais de 1.200 traficantes na localidade.
No âmbito da prevenção, o Estado vem desenvolvendo ações sociais através do Pró-Paz, para evitar que jovens e crianças sejam absorvidos pelo caminho da criminalidade.
Secom

Policiais Militares do município de Abaetetuba são acusados de matar um casal, pais do suposto assassino de um colega de farda. O cabo conhecido como “Prazeres” fazia “bico” transportando dinheiro e foi assassinado na madrugada deste sábado (04). Os PMs colegas da vítima foram atrás do suspeito e teriam assassinado os pais do suspeito.

Outros assassinatos teriam ainda acontecido na cidade, chegando a um total de 6 homicídios (a serem confirmados). Segundo a assessoria de comunicação da PM, os assassinatos são fatos isolados e não teriam relação com a morte do PM.

Em nota, a assessoria de comunicação da PM informou que encaminhou desde a noite de ontem (03) equipes do serviço de inteligência para levantamento de todas as situações. Na manhã de hoje uma equipe da Corregedoria da Polícia Militar de Abaetetuba também foi deslocada para o local para dar início à imediata apuração do envolvimento de policiais militares nas ocorrências.

“A Polícia Militar, ao identificar e comprovar a participação de policiais militares em quaisquer atos ilícitos ou comportamentos que não são autorizados pela Corporação e embasados em lei, fará a punição imediata por não corroborar com atitudes que afetem a sociedade”, afirma a nota enviada pela Polícia Militar.

O Delegado Geral de Polícia Civil do Pará, Nilton Atayde informou que aguarda as informações da equipe que está no local: "vamos apurar de forma isenta como sempre fizemos". Às 14h deste sábado haverá uma coletiva na Delegacia Geral sobre o caso. (DOL, com informações do Diário do Pará)

Nossa querida cidade de Abaetetuba está um verdadeiro TERROR. Uma cidade sem razão, sem Lei e sem direção. Indícios apontam para nove assassinatos brutais, em menos de vinte e quatro horas. Tudo começou na tarde de ontem, por volta das 16:45 h, quanto o cabo Prazeres, do grupo tático da PM, que estava transportando um malote de dinheiro de Abaetetuba para o município de Muaná, foi morto a tiros por dois motoqueiros encapuzados. Um outro segurança que também o acompanhava foi baleado e socorrido, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo no hospital, já no município de Belém. A polícia militar promoveu uma verdadeira varredura na cidade em busca dos criminosos. Mas a verdade é que está acontecendo um derrame de sangue no município. Boatos dizem que os próprios policiais, que devem defender a população, mataram a mãe e o padrasto de um dos elementos que estava sendo procurado, na própria residência do casal, no Ramal do Jarumã . Segundo informações de moradores do local, que necessitam de confirmação, os policiais já chegaram atirando e invadindo a residência dos parentes do suposto meliante.



Na noite do mesmo dia, mais dois cidadãos foram assassinados, completando seis homicídios. Ambos eram conhecidos como “Nicola”. Um deles era irmão do popular “Tuxina”, que responde por tráfico de drogas no município. Dizem os boatos que a ordem do assassinato deste elemento partiu de dentro do presídio. Já o outro cidadão era filho da ex-diretora da APAE de Abaetetuba e ainda não se sabe o motivo dos oito tiros que lhe tiraram a vida.
Ainda na noite de ontem, mais um cabo da PM, conhecido como cabo Vilhena foi baleado, em frente a uma Casa do Pagode, no município, quando tentou prender um elemento conhecido como “Mortandela”, que estava tentando atirar em outro elemento no local. Segundo as informações ainda não confirmadas, “Mortandela” foi morto na manhã de hoje (sábado), no Bairro do Algodoal. O cabo Vilhena, encontra-se em Belém, em estado grave de saúde. Outras informações dão conta do assassinato de mais dois homens, que foram encontrados mortos, com indícios de execução, na madrugada de hoje.



As informações aqui apresentadas ainda não foram oficialmente confirmadas. Em parte, podem conter boatos.
Aonde isso tudo vai chegar ninguém sabe. A população está aterrorizada. Alguém precisa dar um freio nas execuções e colocar ordem na cidade, botando os bandidos atrás das grades e deixando-os lá, bem longe das pessoas de bem.
Lugar de bandido sempre foi na cadeia. Isso não é novidade. As ações da polícia devem ser preventivas, evitando assim os crimes e fornecendo a sensação de segurança à população.
Abaetetuba precisa de organização e civilidade!



_________________________
Durante um assalto a um banco em Abaetetuba, no nordeste do Estado, dois assaltantes abordaram um carro forte e trocaram tiros com dois policiais, um deles morreu ainda durante a ação e outro ficou ferido.
Segundo um morador do local, que preferiu não se identificar, logo após o tiroteio, policiais que estavam em busca dos assaltantes, entraram numa residência, à paisana e executaram os pais de um dos envolvidos no crime, o homem teria morrido na hora e a mulher chegou a ser atendida por médicos mas também não sobreviveu.
Ele denuncia que o índice de morte na região tem sido intenso, principalmente aos finais de semana e que casos de consumo de drogas e extorsão policial se tornaram corriqueiros em Abaetetuba. 'Na noite de ontem, em frente a uma festa, dois caras estavam discutindo, um disparou a arma e acabou matando outro policial. Já hoje de manhã, sábado (4), mas duas pessoas morreram, próximo a Praça da Bandeira', conta.
'Aqui está todo mundo com medo. De ontem para hoje já foram nove mortes e a gente não sabe mais o que fazer. Estamos esperando reforço policial para ver se as coisas acalmam por aqui', finalizou.
Outro lado - Em nota ao Portal ORM, a Polícia Militar informou que, deste a noite de sexta-feira (3), encaminhou equipes do serviço de inteligência para levantamento das situações ocorridas no município e que, na manhã de hoje, uma equipe da Corregedoria também foi para o local para apurar o envolvimento de PM's nas ocorrências.
Segundo a assessoria de comunicação, ao identificar e comprovar a participação de policiais militares em quaisquer atos ilícitos ou comportamentos que não são autorizados pela Corporação e embasados em lei, fará a punição imediata por não corroborar com atitudes que afetem a sociedade.
Redação Portal ORM: http://www.orm.com.br/plantao/noticia/default.asp?id_noticia=536142
_________________________
Blog da Florenzano
Sob o signo do crime
Abaetetuba está um barril de pólvora. Só de ontem à noitinha até agora foram nove assassinatos. Por volta das 18 horas, um cabo da PM, que transportava malote de dinheiro de Abaeté para Muaná, no Marajó, foi morto a tiros por dois motoqueiros encapuzados. O outro segurança que o acompanhava foi baleado, chegou a ser socorrido e transportado para Belém, mas não resistiu aos ferimentos. Policiais perseguiram os matadores, mas eles fugiram, então foram à casa dos pais de um deles e mataram o casal.

Um mototaxista, conhecido por Nicola, foi executado na estrada, perto da cidade, ainda não se sabe se foi assalto ou acerto de contas. Ao presenciar a iminência de um assassinato, o sargento PM Vilhena tentou impedir o crime e foi assassinado, e o bandido consumou a outra morte.

Ainda ontem à noite, mais dois homens foram encontrados mortos, com características de execução.

A cidade está aterrorizada. Diretores de escolas liberaram os estudantes e recomendaram que ficassem em suas casas.
Fonte: http://uruatapera.blogspot.com/2011/06/sob-o-signo-do-crime.html
_________________________
DIÁRIO ON LINE (DOL)
PMs são acusados de matar casal em Abaetetuba
Policiais Militares do município de Abaetetuba são acusados de matar um casal, pais do suposto assassino de um colega de farda. O cabo conhecido como “Prazeres” fazia “bico” transportando dinheiro e foi assassinado na madrugada deste sábado (04). Os PMs colegas da vítima foram atrás do suspeito e teriam assassinado os pais do suspeito.

Outros assassinatos teriam ainda acontecido na cidade, chegando a um total de 6 homicídios (a serem confirmados). Segundo a assessoria de comunicação da PM, os assassinatos são fatos isolados e não teriam relação com a morte do PM.

Em nota, a assessoria de comunicação da PM informou que encaminhou desde a noite de ontem (03) equipes do serviço de inteligência para levantamento de todas as situações. Na manhã de hoje uma equipe da Corregedoria da Polícia Militar de Abaetetuba também foi deslocada para o local para dar início à imediata apuração do envolvimento de policiais militares nas ocorrências.

“A Polícia Militar, ao identificar e comprovar a participação de policiais militares em quaisquer atos ilícitos ou comportamentos que não são autorizados pela Corporação e embasados em lei, fará a punição imediata por não corroborar com atitudes que afetem a sociedade”, afirma a nota enviada pela Polícia Militar.

Às 14h deste sábado haverá uma coletiva na Delegacia Geral sobre o caso. (DOL, com informações do Diário do Pará)
http://www.diarioonline.com.br/noticia-151091-pms-sao-acusados-de-matar-casal-em-abaetetuba.html
Postado por Edu Valente às 07:35
Marcadores: Abaetetuba - Notícias, Abaetetuba - Polícia, Abaetetuba - Violência
Prof. Ademir Rocha, de Abaetetuba/Pa, em 6/6/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário