Mapa de visitantes

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

"Pacem in terris"Oss. Romano recorda encontro de João XXIII e Rada Khrushchov, falecida aos 87 anos - Rádio Vaticano

Clique na legenda em azul e veja mais fotos e leia mais textos

Fonte: br.radiovaticana.br
Oss. Romano recorda encontro de João XXIII e Rada Khrushchov, falecida aos 87 anos - Rádio Vaticano

Atualidade \ Geral

Oss. Romano recorda encontro de João XXIII e Rada Khrushchov, falecida aos 87 anos


João XXIII, um artífice da paz no auge da Guerra Fria
13/08/2016 18:30
Moscou (RV) – Faleceu este sábado aos 87 anos, em um hospital de Moscou, a jornalista Rada Khrushchov, filha do ex-líder soviético Nikita Khrushchov.
Ao recordá-la, o L’Osservatore Romano sublinha que seu nome está intimamente ligado, sobretudo, ao histórico encontro com João XXIII, no Vaticano, em 7 de março de 1963. O Papa Roncalli recebeu-a em audiência, acompanhada pelo marido, Alexei Adjubei, também ele jornalista.
Nascida em Kiev em 1929, Rada havia trabalhado como jornalista em diversos meios de comunicação soviéticos.
Apreço pelos esforços pela paz
Referindo-se ao histórico encontro no Vaticano, o L’Osservatore Romano recorda que Rada, até o último instante, não sabia ao certo se realmente havia encontrado o Pontífice: “Meu marido e eu estávamos presentes na entrega do Prêmio Balzan e, ao final da cerimônia, fomos acompanhados à Biblioteca onde o Papa já nos aguardava”. Auxiliados por um tradutor, “entregamos a João XXIII uma carta de meu pai que manifestava apreço pelos seus esforços pela paz”. E “em resposta o Papa nos deu uma carta, onde auspiciava a esperança de futuros passos para uma aproximação”.
Origens comuns
Com emoção – refere ainda o L’Osservatore Romano – Rada Khrushchov recordava ainda como o Papa Roncalli havia colocado em evidência “as comuns origens camponesas com o meu pai” e também as comuns dramáticas experiências das duas guerras mundiais”.
Depois, conta comovida: ele “quer ouvir da minha própria voz o nome de meus três filhos: Alexei, Nikita, ‘como o nono’, disse o Papa, e Ivan, ‘isto é, João, como eu”.
O Pontífice entregou um terço para Rada e ao marido as medalhas cunhadas por ocasião do Concílio Vaticano II.
Pacem in terris
“No final, nos acompanhou até a porta e o que aconteceu depois é conhecido: mas na realidade, João XXIII, o que pretendia nos dizer o expressou muito bem pouco depois na Encíclica Pacem in terris”...
Na edição de sexta-feira 8 de março de 1963, justamente ao final do discurso do Papa pelo Prêmio Balzan, o L’Osservatore Romano noticiou o encontro do Pontífice com “o Senhor Alexei Adjubei, Diretor do jornal Izvestia e esposa, que haviam manifestado o desejo de encontra o Santo Padre”.
No decorrer dos anos – recorda por fim o jornal da Santa Sé – quer a filha de Khrushchov como o marido, continuaram a manter estreitas ligações com os protagonistas daquela estação de diálogo corajoso e de compromisso pela paz.

(JE)

Reproduzido pelo Blog do Ademir Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário