Mapa de visitantes

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Colégio São Francisco - Escolas de Abaetetuba - Vestubulares














ESCOLAS DE ABAETETUBA: COLÉGIO SÃO FRANCISCO XAVIER

Outras alternativas para os exames vestibulares do Pará

Fonte: http://diariodopara.diarioonline.com.br

Diário do Pará

Pará

Segunda-feira, 13/02/2012, 04h22

Ajuda extra para enfrentar o vestibular


Na tentativa de garantir uma vaga na universidade, estudantes da rede pública que não possuem renda para investir em cursinhos pré-vestibulares já começaram a procura por outras alternativas. Cursos ofertados por instituições de ensino superior, como projetos de extensão, têm sido a melhor opção.

Aluna de um cursinho popular montado por estudantes de cursos de licenciatura da Universidade do Estado do Pará (Uepa), a jovem Carla Letícia Barros, 15 anos, não mede esforços quando o assunto é entrar na universidade. A garota mora no bairro da Pratinha, estuda na Escola Estadual Eunice Weaver, e pretende assistir às aulas do Cursinho Alternativo, que serão ministradas todos os sábados, em dois períodos, manhã e tarde, no campus da instituição na rua Djalma Dutra, no bairro do Telégrafo. “Vale tudo para realizar meu sonho de ser caloura do curso de História. Vou estar aqui todos os sábados e estudar muito”, contou.

As aulas começaram no último sábado e de acordo com o estudante de Ciências Naturais – licenciatura em Química, Danilo Gomes, de apenas 22 anos, coordenador do projeto, vai atender cerca de 170 estudantes em duas turmas por turno. “Além de proporcionar a todos os futuros professores envolvidos um contato com a sala de aula, que nenhuma teoria ministrada em sala traz, vai ajudar na formação e educação de jovens que não podem pagar um cursinho, mas que pretendem disputar uma vaga no ensino superior. No ano passado, por exemplo, aprovamos 19 alunos em instituições públicas”, explicou Danilo.

Outra ação voluntária que desenvolve ações semelhantes é o Projeto Atitude, que funciona na Escola Estadual de Ensino Fundamental Guajarina Souza, em Icoaraci. A proposta de instituir na Vila Sorriso um cursinho preparatório para o vestibular surgiu há três anos, por um grupo de universitários e recém-formados que sentiram necessidade de envolver a população carente em atividades de ensino e aproveitaram para experimentar a prática docente. Mas os dois cursinhos gratuitos, tanto o Alternativo quanto o projeto Atitude, estão com as inscrições encerradas.

ESCOLAS PÚBLICAS

Ações como esta podem fortalecer os bons índices que vêm sendo apresentados por estudantes de escolas públicas nas duas maiores instituições de ensino superior do Pará, a Uepa e a Universidade Federal do Pará (UFPA) . nos últimos vestibulares. De acordo com informações destas universidades, dos 10.781 aprovados nos dois processos, 5.511 são provenientes da rede pública de ensino, ou seja, 51% dos aprovados.

Na UFPA, dos 7.351 aprovados este ano, cerca de 4.055 cursaram todo o Ensino Médio em escola pública e por isso ingressaram na universidade por meio das cotas.Mesmo não utilizando o sistema de cotas, na Uepa, exatos 1.456 aprovados vieram de instituições públicas estaduais. Este índice representa 45% do total de 3.175 dos calouros. Na capital, Belém, a Escola Estadual Paes de Carvalho, por exemplo, aprovou 34 alunos. Longe do eixo metropolitano, no interior, 84 estudantes da Escola São Francisco Xavier são calouros da instituição em Abaetetuba.

INSCRIÇÕES NA UFPA

A UFPA inscreve hoje e amanhã para o Processo Seletivo Especial 2012, que seleciona para a graduação na UFPA com base na nota do Enem. O processo é para candidatos classificados do PS 2012 que tiveram a habilitação não homologada ou indeferida.(Diário do Pará)

Reproduzido pelo Blog do Prof. Ademir Rocha, de Abaetetuba/Pa

Nenhum comentário:

Postar um comentário