Mapa de visitantes

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Escola Bernardino - Escolas de Abaetetuba/PA









































ESCOLA ESTADUAL "PROF. BERNARDINO PEREIRA DE BARROS"

DR. ALMIR DE LIMA PEREIRA, 2º DIRETOR DA ESCOLA BERNARDINO


Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado desde o dia 12/10/1978, Bacharel em Direito formado pela Faculdade de Direito do Pará, turma de 1951. Foi Pretor do Termo Único da Comarca de Alenquer, de 1/1952 a 4/1954, exercendo interinamente, nessa época, durante 9 meses, o cargo de Juiz de Direito. De abril a setembro de 1954, por remoção ocupou a Pretoria do Termo Único da Comarca de Soure. Em seguida foi nomeado Promotor Público da Comarca de Abaetetuba, onde permaneceu até 7/1966, quando, por Ato Governamental de 20/6 do mesmo ano, foi nomeado Assistente Judiciário Auxiliar Substituto, lotado na Assistência Judiciária do Cível; através de Portaria do Procurador Geral do Estado, foi designado para a Chefia da Assistência Judiciária do Cível, em 8/1967, durante as férias do titular. Foi designado também, pelo Procurador Geral do Estado, para responder pelo cargo de Curador Geral de Órfão Interditos e Ausentes, Massas Falidas e Fundações, durante o impedimento do titular efetivo.

Em 3/1968 foi promovido por antiguidade do cargo de Promotor Público do Interior, lotado na Comarca de Abaetetuba, ao cargo de Assistente Judiciário Auxiliar, vago com a aposentadoria de Raul Nery Baraúna. No município de Abaetetuba, como promotor Público, foi candidato a Prefeito Municipal nas eleições de 3/10 de 1958; Presidente da Liga Esportiva Abaetetubense por 3 períodos; era Venerável Mestre da Loja Maçônica "Saldanha Marinho", nº 25; Diretor do Ginásio Estadual "Prof. Bernardino Pereira de Barros", de 11/1964 a 7/1966, e Prof. de História do Brasil e História Geral desse Ginásio; sócio fundador da Sociedade Recreativa "Assembléia Abaetetubense", Presidente da Sociedade esportiva "Venus Atlético Club", por vários períodos eletivos. Possui o título de cidadão, conferido pela Câmara Municipal, através da Lei nº 007 de15/4/1963.

Na Capital do Estado, foi Assistente Judiciário Cível, 5º Promotor Público, 1º Subprocurador Geral do Estado (1/4/1968 1 8/7/1971), Procurador Geral do Estado, de 8/7/1971 a 12/10/1978, quando foi nomeado Desembargador, na vaga destinada aos membros do Ministério Público do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado. Corregedor Geral da Justiça no biênio 83/84. Eleito em 19/12/1984, Vice-Presidente do Tribunal de Justiça do Estado para o biênio 85/86. Tendo exercido por vários períodos a Presidência. Diretor da Escola Superior da Magistratura do Pará e Professor de Direito Processual Penal e Deontologia Forense da referida Escola. Foi membro do Conselho de Justiça da Federação de Desportos (1967) e Presidente nesse Tribunal na Federação Paraense de Futebol (1971). Título de Honra ao Mérito expedido pela Assembléia Legislativa do Estado, por Decreto Legislativo nº 62/78, de 11/10/1978. Sócio Honorário da Sociedade Brasileira de Direito Criminal, séde em São Paulo, expedido em 5/11/1980. Fundador da Associação do Ministério Público do Estado do Pará, com diploma expedido em 17/12/1981

Participante do Curso Intensivo de Direito Processual Penal, em regime de extensão, ministrado pelo Professor Doutor Rogério Lauria Tucci. Participante do curso de extensão em Direito Econômico, ministrado pelo Professor Doutor José Frederico Marques. Participante do curso de atualização em Direito Processual Penal, ministrado pelos Professores Ada Pelegrini Grinover e Antonio Carlos de Araujo Cintra. Prática Penal (Parte Geral), em 1986. Prática Penal (Parte Especial) em 1978. Paticipante do I Seminário de Direito Tributário, proferido pelo Professor Doutor Benjamim Moraes. Participante do 1º Seminário Paraense de Medicina Legal. Admitido na Ordem do Mérito Grão Pará, no gráu de "Comendador", conferido pelo Decreto nº 10.850 de 28/9/1978. Medalha de Ouro, por conta dos bons serviços de mais de 20 anos prestados à cusa pública, através do Ato Governamental de 15/8/1973, com base no artigo 10 do decreto nº 4.169, de 7/5/1963. Medalha Cultural D. Pedro I, concedida pelo Conselho Estadual de Cultura em 27/12/1972. Medalha Mérito Legislativo Newton Miranda, Medalha Comemorativa "Promulgação da Constituição do Estado do Pará"; Diploma de Personalidade Jurídica do Ano, conferido pela Associação dos Advogados Criminalistas do Estado do Pará. Certificado de Honra ao Mérito pelos relevantes serviços prestados ao Conselhor regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Pará e Amapá. Medalha do Mérito "Francisco Caldeira Castelo Branco", conferido pela Prefeitura Municipal de Belém, Estado do Pará. membro da Banca Examinadora dos Concursos para Professor Assistente de Direito Administrativo e Direito Pprocessual Penal realizados no período de 1 a 13 e 23 a 26/5/1977. no Centro Sócio-Econômico realizado nos dias 16 a 20/5/1977 na Univerdidade Federal do Pará. Professor Assistente da disciplina de Direito Processual Penal do Centro de Estudos Superiores do Estado do Pará (CESEP). Membro da Banca Examinadora do Concurso para Juiz de Direito relaizado pelo tribunal de Justiça em 1982.

Autor da vários trabalhos jurídicos publicados em revistas especializadas e, colaborador do Jornal "O Liberal" em matéria de Direito. Autor das obras: Sinopse Jurídica, editada em 1980; Atos e Termos dos Procedimentos Penais, em 1981; Recursos Criminais, em 1983; O Cotidiano legal, em 1985; Prática Penal (I e II), 1986; A Prova no Processo Civil; Achados na Lei.
Membro do Instituto dos Advogados do Pará.

Ciclo de estudo na formação: Fez o curso primário no colégio "Curso Misto Tenda da Infância", sob a direção da Professora Joana Feio de lemos Maneschy. Curso Ginalsial no Colégio "Moderno". Curso Científico no Colégio Estadual "Paes de Carvalho".

Nascido em 20/3/1927, na cidade de Belém, filho de João Maria Pereira, já falecido. Casado com a dona Maria de Nazaré Rodrigues Pereira, havendo desse consércio: Thaís Helena e Thales Eduardo Rodrigues Pereira, Thamar Denise (falecida e Thania Yeda.

Alguns dados do Ginásio Bernardino Pereira de Barros:
O Prof. Ademir Rocha foi aluno do erudito e idealista Prof. Almir de Lima Pereira, 2º diretor do ginásio e que lecionava História do Brasil e Geral no então Ginásio "Prof. Bernardino Pereira de Barros", que funcionava só no turno da noite no prédio do então Grupo Escolar "Prof. Basílio de Carvalho" e só com duas turmas mistas e com luz elétrica fornecida por um pequeno gerador de eletrecidade, devido as constantes faltas de energia na cidade e luz só até às 9:00 horas da noite.

Dessa turma, que foi a 1ª a concluir gráu em "Humanistas" saíram médicos (Dr. Everaldo da Silva Araujo, Dr. Benedito Costa Maués, Dr. José Latino Miranda, Dr. Zilocy Ferreira Santos); engenheiros (Raimundo de Jesus GomesLima, Hilton José Araujo Carvalho); professores (Ademir Rocha, Raimundo Maués Sena, Silvaney do Carmo Teixeira Dias), políticos (Francisco Tiago Machado (comerciante e político, que foi o orador de formatura), advogados, comerciantes e outras profissões.
O 1º diretor da Escola Bernardino foi o Juiz de Direito de Abaetetuba, Dr. Antonio Lemos Maia Viana e professor de Francês (1962-1964) também de inigualável sabedoria.

Outros primeiros diretores e professores da Escola Bernardino:

Dr. Raimundo Rodrigues da Costa
Dr. José Maria de Souza, médico diretor e pesquisar do Instituto Evandro Chagas em Belém;
Dra. Heralda Dalcinda de Souza Blanco, pretora no município de Abaetetuba;
Creuzo Moreira dos Santos, engenheiro agrônomo e funcionário do BASA, em Abaetetuba, professor de Matemática;
Maria da Conceição Nobre Coutinho, professora de Geografia;
Doralice Maria Pastana, professora de Artes;
Marilda Maués Loureiro, professora de Português;
Maria José Bahia Lobato, professora de Ciências;
George Ayres Borges. professor de Inglês e Matemática;
Vicente Francisco Braga Eloy, bacharel em direito, advogado em Abaetetuba, que foi o paraninfo de formatura da 1ª turma;
Francisco Leite Lopes, odontólogo e professor;
Demais alunos da 1ª turma formada "Humanistas" no Ginásio Bernardino:

Antonina Coutinho Lobato
Antonio Ferreira Cardoso, dono de farmácia em Abaetetuba;
Antenor Neves dos Santos, técnico em eletrônica;
Arlete Oliveira da Silva
Doralice Oliveira da Silva
Elzira Oliveira da Silva, funcionária do BASA e bacharel em Direito;
João Ferreira da Silva
José Raimundo Nery, empresário;
Maria Deolinda Machado, funcionária do TRT e advogada;
Maria Izabel da Silva Solano, empresária;
Manoel Bitencourt da Silva, funcionário do BASA;
Manoel Cardoso de Casto/Mestre Dé, vereador em Abaeté;
Miguel Rodrigues da Silva
Orlando Lopes Sereni
Pedro Décio Guerreiro Contente, empresário do ramo de farmácia;


Alguns dos primeiros funcionários do Ginásio Bernardino:
Francisco de Lima Baptista/Pombo
Cachimbinho
Maria José Carneiro, professora de Língua Portiguesa, Latim e secretária da escola;
Leonil Coutinho Lobato, secretária.
Aldalice Maués Chagas

Somente em 1966 é que o Ginásio Bernardino mudou para prédio próprio no atual endereço da Rua Magno de Araujo em Abaetetuba/Pa.

Outros diretores do já Colégio Bernardino Pereira de Barros:

Dr. Nilton Montes, engenheiro do DER, 4 meses de gestão em 1966;
Profa. Nilzete Silva Lobato, Licenciada Plena em História, diretora de 1966 a 1984;
Prof. Leonardo Negrão de Sousa, Licenciado Pleno em História, de 1984 a 1986;
Profa. Joserlina Maués, Pedagoga e Licenciada em Pedagia, diretora de 1987 a 1992;
Prof. Graça Maria da Silva Lopes, Licenciada Plena em Pedagogia, de 1993 a 1994;
Prof. Daniel Sena Lopes, Licenciado Pleno e Bacharel em Geografia, de 1995 a 1998;
Profa. Cleide de Nazaré Silva Santos, licenciada em Pedagogia, de 1999 a 2010;
Profa. Maria de Jesus André Rocha, licenciada e bacharela em História, assumiu em 2010.

Estão faltando alguns nomes que serão acrescentados numa futura postagem revisada.

Prof. Ademir Rocha, de Abaetetuba/Pa, em 15/11/2010.

2 comentários:

  1. Sua pesquisa foi tão extensa que tens coisas sobre meu avô que eu nem sabia. Parabéns e muito obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Caro Pedro,
    Obrigado pela visita ao blog. Obrigado e disponha sempre.
    Prof. Ademir Rocha

    ResponderExcluir