Mapa de visitantes

terça-feira, 30 de maio de 2017

Engenhos de Abaetetuba e Igarapé-Miry 1

Engenhos de Abaetetuba e Igarapé-Miry

I - MEMÓRIA E HISTÓRIA DOS ENGENHOS DE ABAETÉ/ABAETETUBA/PA

ABAETETUBA E SUAS VIAS FLUVIAIS NAVEGÁVEIS
Abaetetuba é um município pequeno medindo apenas 1.090km2, situado no Nordeste do Estado do Pará, no estuário dos rios Pará e Tocantins, onde esses dois rios formam a baía de Marapatá, na Zona Tocantina.
No entanto possui uma topografia bastante acidentada quanto a presença de ilhas, rios, igarapés, furos, baías, praias e costas que constituem a Zona Ribeirinha ou a Região das Ilhas de Abaetetuba, que vem se juntar a Região das Ilhas do Pará.

Rio é uma corrente natural de água que flui com continuidade (curso de água), que desemboca no mar, num lago ou em outro rio e, em tal caso, denomina-se afluente. Por seu curso podem navegar, dependendo do tamanho, navios, barcos, barcaças e outras embarcações menores.
Os afluentes são rios menores que deságuam em rios principais
Confluência é o termo que define a junção de dois ou mais rios.
Foz é o local onde deságua um rio, podendo dar-se em outro rio, ou em um lago ou no oceano.
Igarapé é um termo amazônico que vem do nheengatu, língua originária do tupi-guarani. Nheengatu=língua boa, língua fácil de ser entendida.
Igarapés são braços estreitos de rios pequenos, médios ou grandes, onde a maioria possui águas escuras e são navegáveis por pequenas embarcações e canoas. São como canais existentes na bacia amazônica, caracterizados por pouca profundidade e por correrem quase no interior das matas que os recobrem como túneis vegetais.
Os igarapés desempenham um importante papel como vias de transporte e comunicação. São como ruas fluviais no meio das matas amazônicas.
Igarapé, palavra tupi=caminho de canoa. Ou significa=pequeno rio, riacho.
Furo é um termo genuinamente amazônico. Furo=pequeno canal estreito de um rio.
Furos são córregos ou riachos que unem rios maiores entre si ou adentram as matas de várzeas e igapós amazônicos.
Igapó, palavra tupi=floresta pantanosa, terreno encharcado. Assemelha-se à várzea.
Os furos da Zona Ribeirinha de Abaetetuba/Pa geralmente são navegáveis por pequenas embarcações que transportam pessoas ou mercadorias, diminuindo as distâncias entre as comunidades das ilhas/comunidade ribeirinha e as cidades. Antigamente as embarcações mais utilizadas nos rios, igarapés e furos eram as chamadas canoas à remo, estas de porte pequeno e para pequenas distâncias, e as canoas à vela, que eram de porte pequeno, médio ou grande e, ainda os reboques, de porte pequeno ou médio, exigindo os chamados remadores. A expressão “canoa grande” se popularizou quando ainda não havia transporte rodoviário no município e o único meio para se fazer comércio e transporte de pessoas eram as canoas grandes à vela. Outras embarcações menores eram usadas no transporte de mercadorias e pessoas pelas vias fluviais do município/rede hidrográfica como os reboques, montarias, batelões, canoas à remo e cascos. Com o advento dos motores à óleo diesel as embarcações existentes foram adaptadas ao uso de motores movidos a óleo diesel e outros tipos de embarcações foram surgindo como pequenos, médios e grandes barcos motorizados, iates, lanchas voadeiras e outros tipos.
Vale salientar que atualmente um pequeno tipo de embarcação é largamente utilizado para o deslocamento rápido de estudantes e moradores das ilhas de Abaetetuba, que é uma pequena canoa motorizada chamada “rabeta” que é o táxi fluvial da rede hidrográfica de Abaetetuba/Pa e região do Baixo Tocantins.