Mapa de visitantes

domingo, 30 de agosto de 2009

Escola Bernardino - Escolas de Abaetetuba/PA





















ESCOLA BERNARDINO PEREIRA DE BARROS 1

Quem foi o professor Bernardino?
Pertencia a uma tradicional família de Abaeté/Abaetetuba/Pa, os Pereira de Barros, que deram à Abaeté alguns vultos notáveis de nossa história. Ele estudou no Instituto de Educação do Pará, em Belém, tendo se formado no Curso Normal. Veio para Abaeté e se tornou o 1º diretor do recém construído Grupo Escolar de Abaeté, prédio em 2 pavimentos, em 02.04.1902, quando era intendente municipal em Abaeté o seu parente Ten-Cel. Torquato Pereira de Barros (1900-1902). O professor Bernardino/Beré dirigiu por muitos anos o Grupo escolar de Abaeté. Casou com moça, sua prima, de outra tradicional família de Abaeté, os Ribeiro de Araujo, de nome Anna Ribeiro de Araújo/Anica/Nicota. nascida na ilha de Tabatinga/Abaeté/Pa, em 04.04.1900 e tiveram filhos: Perolina/Pérola, Nelita Solange, Altair Guamarino/Amor, Irene, Orlando Triamegildo, Miguel Aureolino/Lindo e Irene Lacy de Araújo Barros e residiram na antiga Tv. de Santa Luzia, hoje, Av. 15 de Agosto, em Abaeté.

O professor Bernardino era muito benquisto na pequena cidade e ele e sua família faziam parte da antiga Irmandade de S. Sebastião, que era o braço católico do Clube Musical Henrique Gurjão. Ele era diretor da Banda Henrique Gurjão em 1905. O Club Musical Henrique Gurjão foi fundado em 1904, pelo Mestre Horácio de Deus e Silva, com o incentivo do Pe. Francisco Manoel Pimentel/Pe. Pimentel, quando este estava de atrito com os diretores do Club Musical Carlos Gomes. O prof. Bernardino nasceu no dia 20/05 e seu aniversário sempre era festejado com saraus dançantes, comandados pela Orquestra União Abaeteense ou pela Banda Henrique Gurjão, sempre com discursos e poesias. O professor e poeta Basílio Chrispim de Carvalho/Basílio de Carvalho, sempre recitava poesias de sua lavra. O prof. Bernardino também era chamado de Capitão Bernardino, um dos títulos militares usados na época para pessoas importantes.

Convém salienta que o professor Bernardino, como bom abaeteense que era, tomava socialmente seus goles de pinga e conforme uma foto sua existente na escola que leva seu nome, ele era moreno, nariz denotando origem negra, sisudo e, como era comum aos professores daquela época, usava os métodos tradicionais de ensino com castigos e palmatórias, mas nada de violência física agravante.
Ademir Heleno, Abaetetuba/pa, em 30/08/2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário