Mapa de visitantes

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Animais 75 - Galeria dos Carapanãs e Pernilongos de 2017

Animais 75 - Galeria dos Carapanãs e Pernilongos de 2017


São muitas espécies de carapanãs e pernilongos existentes em
Abaetetuba e regiões do Pará, com várias formas, colorações e hábitos
diferenciados. Algumas espécies desses insetos adetram as
casas e outos não. Muitas espécies picam os animais e os
seres humanos, chegando a infernizar a vida dos moradores
do campo e da cidade, e eles têm que usar os meios disponíveis
para se livrar das picadas desses mosquitos, com o uso de
raquetes elétricas, repelentes químicos e naturais, mosquiteiros e vários
tipos de inseticidas para matar mosquitos, pernilongos,
carapanãs, muriçocas, moscas, baratas, formigas e outros
insetos indesejáveis e perigosos para a saúde das populações.
Este período invernoso, além das chuvas torrenciais, parece
que a quantidade de pernilongos e carapanãs aumentou
consideravelmente, ocasionando vários surtos de doenças
perigosas para a saúde das pessoas como dengue, zica e chicungunha.

Carapanã comum
Este adentra as casas dos moradores e lá ficam morando










 Carapanãzinho escuro
É menor que o carapanã comum, mas pica tanto como
o comum


 Carapanã comum






 Carapanã amarelo comum




Pernilongo amarelo esverdeado de asas curtas
e com dois apêndices compridos na cauda
















Carapanãzinho escuro da costa brilhante



 Carapanã comum amarelo




Carapanã preto amarelado de asas escuras com listas





 Carapanã preto amarelado



Carapanã comum de penacho




Carapanã amarelo grande














Carapanã amarelo avermelhado com listas e
de asas escuras





A luta do carapanã amarelo de penacho com a formiguinha
preta amarelada
Quando o carapanã passa pela frente de um ventilador ligado
ele sente o impacto do vento e cai estonteado ou morto. Ou quando o
carapanã é atingido pela raquete elétrica, acontece o mesmo. As
formiguinhas pretas amareladas tratam logo de abocanhar esses
carapanãs e os levam logo para suas casas.













Blog do Ademir Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário