Mapa de visitantes

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

RELIGIÃO, IGREJAS E VULTOS DE ABAETÉ 2

A IRMANDADE DE SÃO SEBASTIÃO 1
No início do século 20 era muito comum em Abaeté a presença das irmandades na Igreja Católica, praticamente a única igreja existente. Entre essas destacava-se a Irmandade de S. Sebastião.
Sebastião foi um santo católico que nasceu na França (256-286), tornando-se cidadão de Milão. Foi um dos mártires da perseguição contra os cristãos, levada à cabo pelo imperador Diocleciano. Ele se alistara como soldado no exército em 283, com a intenção de fortalecer os cristãos presos e torturados e em vias de renegar sua fé cristã. Era estimado pelo imperador que o queria sempre próximo, ignorando ser um cristão. O imperador o designara como capitão de sua guarda pessoal - a Guarda Pretoriana. Mas a atitude branda de Sebastião para com os prisioneiros levou o imperador a julgá-lo sumariamente como traidor, tendo ordenado sua execução por meio de flexas (o símbolo de S. Sebastião). Porém sebastião não morreu, ficou apenas desfalecido, sendo atirado no rio, pois achavam que ele estava morto. Foi encontrado longe por Irene (Santa Irene). Foi novamente descoberto e levado diante de Diocleciano, que ordenou seu espancamento até a morte. Mesmo assim ele continuava vivo. Acabou sendo morto traspassado por lanças. Seu heroísmo ganhou fama entre os cristãos e o culto a S. Sebastião se iniciou no século 4, como santo e mártir da Igreja.
Em Abaeté S. Sebastião era festejado no dia 20 de janeiro pela Irmandade de S. Sebastião, o braço católico do Club Musical Henrique Gurjão, que nasceu no início do século 20, por volta do ano de 1904, fundada pelo Pe. Francisco Manoel Pimentel/Pe. Pimentel e os membros do clube. Em 1908 a diretoria da Irmandade de S. Sebastião era assim constituída: presidente, Pe. Francisco Manoel Pimentel/Pe. Pimentel; diretor, Horácio de Deus e Silva; tesoureiro, Trajano Pereira de Barros; secretários, Manoel Vigílio de Araujo e José Ferreira Ribeiro; zeladores, Pedro Pena de Araujo e hygino Pereira; cobrador, Jósimo Leandro de Souza. Os "irmãos" eram os seguintes: José Brandão Pimentel, Manoel Raymundo do Nascimento, Horácio de Deus e Silva Afilhado, Luiz Cavalcante da Frota, Gabriel Correa de Castro, Raymundo Pimentel da Silva, Liberato Antonio Baía, José da Conceição Amanajás, Raymundo Bandeira dos Reis, Leovegildo de Oliveira Campos, Camilo Alípio Pereira, Raymundo de Araujo Borges, Arlindo Lobato negrão João Bandeira dos Reis Filho, Pacífico Mariano dos Reis, Prudente Ribeiro de Araujo, João Nepomuceno Viégas, José de Souza Pereira, Manoel Rodrigues, Miguel R. da Costa, Frederico Arleciano da Silva, Benedito Alexandre Cardoso, Anselmo H. Barbosa, Tupy Jorge, Manoel Antonio de França, Benedito do Nascimento, Simeão dos Santos Pereira, Olegário Pereira de Barros, Bernardino Pereira de Barros, Quintino Pauxis de Abreu, Delphino Cardoso, Domingos Tertuliano V. Alcântara, Marcelino Cardoso de Alcântara, Waldério de Moraes Pimentel, Luís Monteiro de Araujo, Abel Constantino da Silva, Ervécio de Castro, Licurgo de Sousa Paixão Pimentel, Benedito Ribeiro, José Pedro de Araujo, Anselmo Pereira do Valle, Raymundo dos Santos, Felippe Santiago de Araujo, Sebastião de Araujo Ferreira, Augusto da Conceição Ferreira, Manoel Carlos Monteiro, Eusébio Antonio da Conceição Ferreira, Jacinto José dos Santos, Edgar Borges, Lucídio Paes, Benedito Joaquim dos Passos, Antonio Hildebrando Cardoso, João Baía da Silva, Flauro Correa Damasceno, Audifax Mendes dos Reis.
Irmãs: Victória dos Passos, Izabel Correa dos Passos, Constança de Moraes Pimentel, Emídia Ferreira, Izabel Maria da Trindade, Geralda Maria de Castilho, Carolina Maria do Rosário, Maria do Nascimento, Felicidade Maria do E. Santo, Ângela Maria Alves, Ricarda Antonia Leal, Sarah Valente da Silva Villaça, Olinda do Carmo Paiva, Francisca Gemaque, Luiza da Conceição Vieira, Júlia de Souza Reis, Damásia de Araujo, Thereza Pereira de Barros, Adália Pereira de Barros, Júlia Pereira, Júlia Ferreira de Araujo. Ademir Heleno, Abaetetuba/Pa, 3/9/2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário